quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Para que serve essa pressão?



Primeiro acusaram o clube de não procurar o Kleina pra renovar. Depois, por sondar outro técnico. Aproveitando, quanto mais puderem envolver o elenco na novela, melhor! 

Exploração de conflitos a parte, o clube tem todo o direito (e até dever) de estudar as melhores possibilidades de Comissão Técnica pra 2014. Errado seria cair nesse jogo espúrio como se houvesse alguma obrigação em se definir rapidamente a questão. Não há. E não deve haver. Nem pressa nem vacilo.

Muita calma nessa hora! A responsa pra 2014 é forte.
É nessas que se gasta o que não pode, que se assina o que não deve. A indefinição não significa imobilismo, mas que opções de mercado e condições financeiras estão sendo bem avaliadas. O Palmeiras não pode ser refém dessa pseudo-pressão vinda da mídia.

Sobre a permanência ou não da Comissão Técnica os jogadores devem ser orientados a dizer APENAS. “Isso é com a diretoria. Nossa vontade é considerada mas a decisão é deles.” E ponto final. Pra perguntas iguais, respostas iguais! Falar mais que isso é dar chance pra alimentarem o "clima pesado" na Academia.

E chega de criar mimimi. É NÓIS PALMEIRAS, cáspita. No próximo post a gente vai colocar listar os prós e contras dessa Comissão. Com toda calma possível.

24 comentários:

  1. Concordo com o diagnóstico, mas transportando para a realidade palmeirense, espero que a atual diretoria demonstre a agilidade, conhecimento de mercado, visão, equilíbrio e poder de decisão que nenhuma outra anterior teve (nem de longe), e esta também ainda não, em parte devido aos imensos abacaxis herdados da gestão Tirone.
    Temos um histórico inegável de novelas intermináveis, omissões, decisões adiadas, péssimas escolhas, hesitações, indiferença, falta de iniciativa, como se o calendário do futebol simplesmente não existisse para o Palmeiras.
    2014 está logo aí, o Palmeiras precisa começar a montar um time competitivo de série A desde logo, porque ainda não tem, leva um certo tempo para trazer, montar e ajustar todas as peças (não só pelo centenário, mas porque somos um time grande com a OBRIGAÇÃO de entrar em TODOS os campeonatos com chances reais de ganhar)
    Nobre já mostrou ser uma pessoa bem-intencionada e equilibrada, mas não teve muita ajuda daqueles mesmos que contratou (cadê o patrocínio, cadê o aprimoramento gerencial do Brunoro?).

    Macedo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Basta dizer que ao assumir a Diretoria constatou que o Palmeiras não tinha nem sequer 1 "olheiro" trabalhando pro clube...O resultado das ações de uma gestão só se vê mesmos nos anos seguintes, essa é a verdade. Valeu Macedo!

      Excluir
  2. Estou curioso para saber dos "prós".

    ResponderExcluir
  3. Fala Galluzzi, beleza ? o litoral Norte esta cada dia mais lindo.
    Concordo com você, este excesso de pressa que nossa torcida tem, é um vicio que foi deixado pelas diretorias anteriores, por isto só tivemos encrencas pra resolver, eu pergunto como contratar alguém antes do término dos campeonatos, sendo que muitos ainda disputam vagas, outros tentam fugir do rebaixamento, enfim quem vai querer negociar neste período ?, quanto ao técnico sou plenamente a favor da troca do Kleina, pois pra mim não transmitiu segurança e nem qualidades para dirigir o Verdão, porem fica a mesma pergunta de sempre, quem temos com opção?, por isto acho que nossa atual Diretoria esta agindo certo, no silencio e astucia, pois aqueles que cantavam a pedra antes da batida (como nossos diretores anteriores) só tomavam chapéus dos adversários.
    Abração cara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digo mais Rinaldo... essa pressa é mais insulflada do que legítima, né não? Abração man.

      Excluir
  4. Até que enfim resolveu dar as caras pela Internet einh Sr. Roberto Galluzzi.

    Excelente texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora Sr. Victor! Cara e coração, fratello... rs. Abraço!

      Excluir
  5. Galluzzi,te parabenizo pelo retorno à Midia Palestrina.

    Quanto ao assunto,concordo.Como eu sempre digo no Verdazzo, "Só podemos esperar o melhor.O melhor,porém,é esperar."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bueno Moisés... eu teria mais prudência em dizer isso quando se trata do Palmeiras... já atingimos vexames que nunca achei que seriam superados e foram. Então o negócio é ter calma, mas manter o Lexotan na gaveta... rs. Abração!

      Excluir
    2. Verdazzo agora é passado, Anarquia Palestrina é o Futuro.

      Excluir
  6. A diretoria só não pode perder a unica coisa que temos de vantagem em relação aos rivais, que é o tempo para o planejamento. Já poderíamos estar com o treinador definido (Já tiveram tempo demais para avaliar o Kleina, bem ou não), já poderiam dar ferias para o elenco para sair da frente com a pré temporada. Já tem um mês que o time subiu (único objetivo do ano).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Luis, infelizmente acho que a bagaça não é tão siples quanto parece a nós aqui de fora. Ausência de novidades não significa que os caras não estejam, justamente, planejando e executando. Agora é a hora de fazer as coisas sem alarde... Valeu!

      Excluir
  7. Perfeito cara, concordo plenamente. Agora há pouco vi no globoesporte a afirmação, atribuída ao Prass, de que o clima está pesado. Não sei de quem eu fico com mais raiva, se da mídia ou dos jogadores que ficam o tempo todo fazendo essa pressão pela renovação do Kleina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Cabrón, sinceramente, os caras chegam assim no jogador e dizem: "E aí Prass, essa indefinição toda sobre a Comissão Técnica não deixa o ambiente pesado, fala a verdade?" O cara responde: "É, uma definição sempre ajuda". Os caras publicam "Fernando Prass diz que o clima está pesado no Palmeiras". É assim que funciona... agora vc vê de quem ter raiva.... rs.

      Excluir
    2. Aquele lance de Picanha e tal que atribuíram ao Felipão ano passado, aconteceu do mesmo jeito que vc ta falando. Quem falou e deixou no ar e depois disse que o Felipão falou que queria picanha foi o Alex Muller...

      Excluir
  8. Bom texto. Acessava o site da Rede Esgoto só pra ler os posts do Galluzzi... Quando ao Kleina, se ele fosse renovar, teria que ser com o salario 70% menor

    ResponderExcluir
  9. Valeu man! E acho que a diretoria deve estar pensando que nem vc... por isso não saiu nada ainda... rs. Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Muito bom. Mas que essa "demora" está me matando, que m...!

    ResponderExcluir
  11. O problema é que a midia esta mal acostumada quando se trata de negociaçoes no Palmeiras, antigamente era facil saber o que rolava nos bastidores, hoje essa diretoria trabalha em silencio, nao deixa vazar informaçoes, dai ficam todos "eles" borbulhando de raiva e querendo conturbar o ambiente, ae " MIDIA MARROM", lava a boca p/ falar do PALETSRA!!!

    ResponderExcluir
  12. Allan-ES
    Que bom voltou, Roberto! Estava no GE todo santo post dando meus pitacos, cornetadas e afins kkk agora estarei aqui, caso não se importe rs.. Abraço e bem-vindo de volta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aê Allan valeu, esteja em casa! Mas com uma condição. Avisa lá que a FRATELLADA original tá aqui. Kkkkkk... é legal ver uma expressão sendo usada por outros. Abraço fratello, valeu!.

      Excluir
  13. Nas últimas semanas, enquanto o Palmeiras tateia pra lá e pra cá, o Cruzeiro, Atlético MG, Santos, corinthians e flamengo já definiram total ou parcialmente a questão do técnico. Ou já renovaram com o atual, ou já oficializaram a saída do atual.
    Resumindo, TOMARAM DECISÕES em tempo hábil visando 2014, como se deve fazer. Se vão ter sucesso ou não é outra história, mas não se omitiram.
    O Nobre se mostra uma ótima pessoa, equilibrado, palmeirense sincero, esforçado e muito preocupado com nosso futuro.
    Ele aplacou várias tensões e o vazamento de informações diminuiu muito .
    Mas a TOMADA DE DECISÕES ainda é uma coisa sofrível dentro do Palmeiras.
    Rumo, objetivo, definição, iniciativa, essas palavras são conceitos totalmente abstratos em se tratando de Palmeiras.
    O ambiente interno é conturbado (Nobre atenuou isso), a imprensa sacaneia (idem), o dinheiro está curto, a herança de administrações anteriores é terrível, tem tudo isso, mas em menor ou maior grau vários clubes do Brasil têm os mesmos problemas.
    Só que nenhum deles sofre tanto de indecisão como sofre o Palmeiras.

    Macedo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Macedo, sofro com a mesma angústia de vc. Pior ainda quando as decisões são estapafúrdias, como a vinda de jogadores sem condições alguma de vestir nosso manto. No Palmeiras parece que é mais difícil jogar, os caras querem cobrar mais, tem o "custo Palmeiras".
      Cada clube tem sua realidade. Outros já concluíram por conta de grana ( SCCP não oficilizou nada), são situações diferentes.

      Mas uma coisa eu digo, meu amigo... bem ou mal essa diretoria é uma das que tem agido com maior senso de planejamento e objetivos entre todas as outras que já tivemos. Daí vc vê a LAMA que é conseguirmos uma composição de diretoria suficientemente competente. Parece fácil...

      Vai por mim fratello... administrar uma entidade desse porte, com todas as suas tensões e cobranças é bem mais complicado do que nossa vã - e externa - filosofia pode imaginar. O bagulho é punk. Melhor decisões bem tomadas do que apressadas. Mas CONCORDO que não pode ficar embaçando muito (até pro lado dos jogadores etc). Valeu!

      Excluir