segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Um bom começo


Com um Sol pra cada pessoa no Pacaembu, comemoramos um bom início de temporada. O Kleina armou o time com novidades que servirão de opção no decorrer do ano (Marcelo Oliveira, Mazinho – melhor em campo, Serginho) e até que funcionou bem.

Não é o definitivo, mas vencer de virada, depois do intervalo, mostra capacidade de mudança tática. Outra boa surpresa é o Felipe Menezes. Horroroso no ano passado, parece que treinou bastante no Play e agora ta mais afinado. Tornou-se pelo menos, uma opção.

Sabendo que o Paulistão será um belo petisco pro torcedor, o Kleina irá testar, mas tem que achar a composição ideal o quanto antes. Ao seu estilo, fará um rodízio pra não deixar ninguém sem chance, ganhar o elenco etc.

Seja como for, uma boa estreia, mas só uma estreia. Agora é aproveitar a tranquilidade e o Sol de verão pra esquentar a sequência do campeonato, quando reforços e titulares estarão a disposição pra essa saudável disputa.

Só 12.000? Cadê nossa torcida?
O Palmeirense lindão adora sentar a lenha no Kleina, Nobre e Cia., mas na hora de fazer sua parte fica no sofazão. Aí não dá. Como diz o Datena, ajuda aí!!!

Palmeirense, fratello, irmão...  vamos de Avanti! Acho que a torcida no geral ainda não se deu conta que o planos de sócio-torcedor são a redenção financeira de seus clubes.

Eu já não acredito em quem se diz “torcedor” mas não abraça a ideia de associação como tal. Tudo bem, cada um tem suas contas em casa, mas a facilidade hoje é inédita.

A possibilidade de chegar ao estádio com uma baita fila e ouvir “está com sua carteirinha Avanti? Pode ir direto!” é sacanagem de boa.

A sensação de ser Avanti e estar contribuindo DIRETAMENTE como futebol do clube, é visceral. Confere uma nova dimensão ao torcer. Não é apenas pagar pra assistir. É contribuir pra construir aquilo que você assiste.

Eu recomendo e faço enfática propaganda para quem puder, que se associe ao Avanti. A gente mostra a verdadeira força da torcida (que não precisa vir só da bancada), ajuda o time e torna a ida ao jogo muito mais fácil e barata.

A vaia precipitada
O time tem que jogar com TRANQUILIDADE e a torcida em casa, deve fazer tudo pra propiciar isso. Depois o pessoal reclama da Mancha, mas eles  apoiaram nos 90 min. e a vaia (15 ou 20 seg.) só veio mesmo das numeradas.

Meu... é muita cabaceira. Na boa. Não dá pra qualificar de outra forma. O cara que começa a vaiar o time na primeira partida da temporada, TEM QUE SER MUITO BABACA. Vai tomar na pitombeira.

Meu, vai assistir show da Xuxa. Porque futebol não é assim. Não um espetáculo estilo Globetrotter que o cara vai pra ver seu showzinho lindo e arranjado.

Porra, tem que ter um pouquinho de paciência. Um pouco só, cacete. Mesmo perdendo, o time tem que ter calma pra tocar a bola, achar os espaços, sem ter a pressão PARANÓICA de um bando alucinado gritando “ataca, ataca, ataca, chuta, chuta, chuta!” Putamerdameu!!!

Cara, nos meus 42 anos posso dizer: a galera tá emburrecendo pelo imediatismo da mídia, pela superficialidade e falta de um MÍNIMO de discernimento, bom senso e ponderação. E o Palmeirense não pode entrar nessa! É triste, realmente triste assistir a esse espetáculo da infantilização social. Digo por experiência: não era assim antes.

Palmeirense, atenção... se for pra vaiar, que o faça só no fim do jogo, E OLHE LÁ! Se a gente quer o time vencendo, tem que apoiar! Pode até criticar aqui nos fóruns, mas lá, sem essa de vaia!A imprensa faz a festa e transforma isso em gasolina pura. O Palmeiras já sofreu muito fogo amigo e precisa agora de tempo e paciência pra voltar às origens. Palmeirense, persevere, acredite, lute junto! VAMOPALMEIRAS!

4 comentários:

  1. Concordo, ir ao estádio pra vaiar é sacanagem, ainda mais por ser o primeiro jogo de um time em formação e por isso cheio de remendos. Mas acho que a diretoria pisou na bola, 60 paus no ingresso é exagero, mesmo com desconto do Avanti, os outros times grandes cobraram R$ 40,00 pela arquibancada e também ofereceram descontos aos sócios torcedores.Na minha opinião foi um tiro no pé, só 12000 torcedores no estádio e aquela imagem negativa dos policiais indo recolher a faixa de propesto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma estratégia pra jogar o pessoal pro Avanti, Julio... 50% de desconto deixa a bagaça bem razoável. E se fosse por isso o Tobogã que o preço cheio é R$30 estaria mais cheio pelo menos. Abraço!

      Excluir
  2. O problema, Galluzzi, é que a paciência está esgotada pelos últimos anos... não concordo com a atitude, mas entendo. Veja bem: os gambás, bambis e até mesmo o Santos ganharam títulos importantes nos últimos tempos. Isso lhes dá um prazo de validade para a paciência maior. O pessoal aguenta segurar a onda.

    No nosso caso, bem... tá foda. Tá foda segurar chacota. Em qualquer lugar que se discuta futebol a moda é zoar palmeirense. O que poderia ter nos dado um alívio (CdoB 2012) foi sucedido por uma catástrofe que engoliu os acontecimentos bons do ano como areia movediça.

    Não concordo em vaiar. Mas se não vier título esse ano a paciência se esgotará definitivamente, e aí, meu amigo, estaremos no pior ciclo vicioso possível. Precisamos de paz, paz essa que só título(s) nos dará(ão).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Gabriel, e concordo plenamente com sua argumentação. Nosso ouvido já serve de penico há muito tempo pra exigirem mais paciência da torcida. O único lugar onde essa cobrança é aceitável é daqui, entre nós, nos agarrando no que é possível pra não deixar o peso do passado atrapalhar o desenvolvimento da equipe agora. Vivi a década de 80 toda, sei como são os ciclos viciosos. Mas parece que agora temos elementos para quebrá-lo. O tempo dirá... abração!

      Excluir