quinta-feira, 24 de abril de 2014

Nosso futebol, sequestrado.

Fratellada querida, sei que não é da nossa índole ficar endossando discurso. Ainda mais quando é tricolete. Mas nesse caso, temos mais é que juntar forças mesmo.

Devemos sim é nos juntar e fazer uma campanha contra a ESPANHOLIZAÇÃO do futebol brasileiro onde 2 times são favorecidos por quantias exorbitantemente diferentes dos demais.

Curintcha e Flamego deitam e rolam, ao som livre da emissora que compra tudo, manda e desmanda. E os demais times, infelizes mendigos com o pratinho na mão ficam calados, afinal também receberam sua cotinha.

Vergonha Palmeiras. Vergonha mesmo. Nossa pobreza nos impede de reivindicar o minimamente aceitável e temos que ver alguém falando o que gostaríamos.

Olhem o campeonato alemão. O campeonato inglês e vários outros. Esses sim tem um equilíbrio maior na distribuição das cotas, de forma a não pesarem ainda mais na diferença que os clubes possuem.

Mas aqui isso dificilmente irá mudar. Teremos que lutar contra os times habituais e os “Queridos Globais”, cada vez mais lambidos e festejados pela mídia. Assim como foi com o Flamengo na década de 70/80, assim é com o Curintcha hoje. A massa deve ser agradada, deve ser encantada... e financiada.

E outra: o monopólio de transmissões é abjeto. A forma como somos PRIVADOS de assistir nosso time que acaba confinado em dispendiosos “pacotes” em PFC, é vergonhoso. Porque a palavra do consumidor não é ouvida? Liberem o futebol!

O dinheiro compra tudo nessa sociedade INJUSTA em que vivemos hoje, onde o mais forte limpa os pés no de baixo sem a menor preocupação e ainda lhe manda a conta embrulhada pra presente, via portador lindinho e de sorriso iluminado. Mas vivemos num mimetismo tão grande que mal conseguimos perceber isso. Que lama...

Quem paga a conta é o torcedor, ele deve ser ouvido e as leis de mercado não podem falar mais alto que isso! Mas quer saber, aqui é a Macunaímalândia e porcaria nenhuma será feita. A Nave segue e a banana continua baratinha. Chupa Brasil.

4 comentários:

  1. Pq vc acha que não há uma junção dos outros clubes e fazem uma liga sem os fedidos gambas e urubus ?
    Vão se contentar com migalhas ? bata mais nesta tecla e pesquise nos corredores a opiniões de nossos dirigentes !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ferreira,não precisa pesquisar não, A resposta é fácil: dinheiro. Mesmo com as diferenças maiores, tanto o Palmeiras quanto outros receberam significativamente MAIS da tv do que antes. Na condição de penúria financeira que a maioria dos clubes se encontra, é impossível dizer não. Quem tem mais segurança de caixa pode reclamar. Quem está na seca, como o Palmeiras, tem que resignar em calar a boca e assistir a merda acontecendo. Clube grande é o clube com torcida e recursos.... valeu!

      Excluir
  2. Galluzzi, nos anos de chumbo e mais recente na era Collor, o povo saiu as ruas e mudaram a história porque de certa forma havia uma liderança que almejava coisas diferentes em cima. No futebol é praticamente impossível os torcedores unidos, fazerem sozinhos alguma mudança. A liderança que nós torcedores precisamos, não há. Os dirigentes, presidentes ou cartolas de clubes, atendem e aceitam tudo como cachorrinhos, e nada mais justo serem tratados pelos "donos do Brasil", como cachorros. Se os maiores mandatários dos nosso times, nada fazem, nenhum movimento é detectado, Como então a torcida comprar essa briga, se também o outro lado da ponta que é a imprensa esportiva, está toda apoiando essa sociedade injusta? Pelo jeito ficaremos com as bananas mesmos.

    ResponderExcluir
  3. Galuzzi!
    Acho que como sociedade ainda temos que evoluir muito, somos um povo cada vez mais deseducado por causa dos interesses de meia dúzia, o brasileiro se comporta na sociedade assim como no futebol é apenas coadjuvante, e não me venham com essa de "há mais e os caras pintadas, as manifestações do ano passado", o que mais precisamos é de renovação é de opções para a escolha. Malhar os políticos que estão aí e na hora da eleição ter que votar nos mesmos torna tudo um círculo vicioso terrível, e pra eles essa imagem de que político é sujo e do mau, interessa no sentido de que os jovens não querem parecer ser maus, até preferem ser bandidos (meliantes) do que pensar em fazer algo pelo seu país e pela sua nação. No futebol não é diferente, há um poder instituido (globo) que manda e a nós cabe o papel de dar audiência pra eles poderem manipular e levar pra onde querem os "carneirinhos" que somos nós torcedores. E "espanholizar" o futebol é o melhor negócio pra eles, pois polarizam os maiores investimentos em quem é mais manipulável, e lhes dá o que mais querem. É por isso que sofremos pois nossa grandeza está em nós mesmos e não no que vem de fora. Sejamos partícipes do que for preciso pra evitar o que parece ser o invitável. Vamos unir forças com quem há de sofrer junto conosco pela democratização do esporte que é de todos os brasileiros.

    Abraço a todos!

    PALMEIRAS TE CARREGO NA ALMA

    Carlinhos

    P.S.: parece que teremos mais do mesmo hein, sinceramente, esta gestão me deixou com a pulga atrás da orelha, espero que tudo tenha sido pro bem do PALMEIRAS e mais nada!

    ResponderExcluir