quarta-feira, 21 de maio de 2014

Ressurgimento Financeiro, Renascença Palestrina

A experiência de um técnico estrangeiro no Palmeiras não é nova. Por sua própria natureza, o Palmeirense gosta de (boas) referências externas. FilpoNuñes deixou saudades por aqui. Além disso os treinadores brasileiros estão mesmo um tanto quanto defasados.

É notório que fora do Brasil – bem ou mal – se dá mais importância aos esquemas táticos. Por isso técnicos argentinos conseguem muito mais sucesso lá fora do que os brasileiros. Enquanto por aqui reina um “morô-morô”, fora do tupiniquim (países desenvolvidos) via de regra a bagaça é mais profiça. Triste, mas essa é a verdade.

Nós Palmeirenses temos que ter PACIÊNCIA. Será essa a virtude dos campeões. PACIÊNCIA pra dar tempo a jogadores novos. Paciência para adaptação de um treinador que precisará mudar sua linguagem para ser bem compreendido.

Como se já não fossemos escolados nessa de paciência, que há anos já vimos cultivando. Mas é isso aí. Pelo menos estamos seguindo em nosso próprio caminho, criando opções diferentes (que se derem certo depois são copiadas). 

Um técnico de fora oxigena. Traz novos padrões, ações diferentes. O Palmeirense gosta de ser diferenciado. Pode dar certo se houver paciência e a comunicação adequada. Mesmo porque na prosa bairrista que vigora por aqui, tanto o sucesso quanto a falha podem ser usados contra o elemento de fora. Ainda mais argentino.

A nós, TORCER e muito. Já disse que mesmo almejando a conquista de cada competição que participamos, torço para o Palmeiras pelo que ele REPRESENTA e não só pelos inúmeros títulos que possui e ainda vai possuir.

Seja bem vindo ao novo treinador. Deus permita que consigamos ter a paciência para os erros e as adaptações. Que as vitórias não tardem e que o ressurgimento, a RENASCENÇA PALESTRINA seja plena.

6 comentários:

  1. Galluzzi, só que alguém precisa "enquadrar" o Lúcio. Ele fica dando entrevista já com má vontade com o possível treinador argentino. Será que vai querer repetir o problema com o Ney Franco e Autuori quando estava no time bambi? Tem que jogar bola, o que tá devendo muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que já está sendo, Camilo... as declarações já cessaram. Agora é só parar de errar passe ou perder na corrida que já tá valendo, né não? Grazie!

      Excluir
  2. Galuzzi, nossas preces foram atendidas! Agora o negócio é ter paciência e apoiar muito, sinto que vale apena investir no Gareca, já fui com a cara dele de começo! E a torcida abraçou o cara hein, há tempos não tínhamos uma conspiração favorável! Ah Deus... Que tudo de certo! E como é bom ver todos elogiando muito Nobre e Brunoro e realmente merecem, parabéns. Eu acredito!

    PALMEIRAS TE CARREGO NA ALMA!

    Carlinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vero Carlinhos... a bem da verdade não precisam nem elogiar. É só deixar de jogar contra e despejar o fogo amigo que as coisas andam em boa direção. Valeu!

      Excluir
  3. Galluzzi, é preciso ter paciência com o novo comandante, tanto da parte da torcida quanto da parte da diretoria. Este técnico tem fama de aproveitar muito a base (vide trabalho no Vélez), e isso será muito bom para o clube. Espero que dê tudo certo e que possamos comemorar alguma coisa neste ano de centenário.

    AVANTI PALESTRA!

    Jonatas

    ResponderExcluir
  4. Vc pode pode usar os melhores ingredientes, mas se não der tempo suficiente o bolo fica solado. A gente só precisa que o "corneta" fique um pouco calado... valeu Jon!

    ResponderExcluir