segunda-feira, 30 de junho de 2014

Pseudo-estrelas, a anos luz de distância entre si

Já que trouxemos os dois reforços pedidos pelo Gareca (Tobio e Mouche) e o time segue em bom treinamento voltando de Atibaia, temos os pitacos da Copa.

Primeiro: Valdívia ficou de escanteio. Perdeu espaço na seleção chilena e também no Palmeiras, depois de declarações onde deixava claro sua preferência por voltar ao futebol europeu. Adiós.

Segundo: a melhor seleção do torneio por enquanto é a Holanda.

Terceiro: o Scolari ERROU em não tirar a pressão do time, que agora está acusando o golpe haja vista a forma como o Oscar tem se escondido do jogo, e o próprio futebol de vários jogadores está travado, por muito medo de errar.

Certo seria ele ter chamado a responsa e dizer que NÃO, O BRASIL NÃO TEM OBRIGAÇÃO NENHUMA DE GANHAR A COPA SÓ PORQUE ELA É AQUI. Por que teria?

E as outras seleções? Não há nenhuma outra candidata ao título? Vamos desprezar todo mundo só porque a torcida estará na arquibancada?

Esses jogadores que hoje entram em campo não tem NADA a ver com o fracasso de 50, então não lhes pesem nas costas por algo pelo qual jamais deveriam ser cobrados. Ou ainda acharemos que por ser aqui, a juizada vai aliviar pro Brasil? Alta definição e superslow tornaram os erros mais evidentes, cara pálida.

O resultado de não ter delcarado isso vê-se agora, com a pressão sendo sentida de verdade. Sabiam dela? Lógico... mas uma coisa é você saber o que são 30mts de altura. Outra é você subir lá e olhar pra baixo.

Mas o que aconteceu foi o oposto. Num ato típico Scolaresco, o treinador brasuca disse que a seleção tinha obrigação sim. É mesmo? Então garanta toda juizada aí filhão, porque uma certeza arrogante dessas só se garante nos bastidores, já que dentro das 4 linhas tá bem difícil.



Time de futebol é mais que 1 ou 2 craques. É coesão, participação, movimentos conjuntos, táticas bem executadas. O que temos hoje na seleção é um apanhado de pseudo-estrelas a anos luz de distância entre si. E que pela forma que choram, deixam claro como têm sentido a pressão que o sr. Scolari não soube lhes tirar dos ombros.

Por isso, temos o que temos hoje. Colheremos o fruto amanhã, que pode até ser doce, mas terá que amadurecer bem rápido. Uma dica, volta o Paulinho pra melhorar a saída de bola e gruda o Oscar no Neymar, que tem sempre 2 ou 3 na marcação e deixa outros livres. Ou põe o Hernanes no meio e o Bernard na frente, só pra variar...

quarta-feira, 25 de junho de 2014

O bigode do Cattani

Pois é Sr. Oberdan... foste na frente pra receber-nos de camarote. Essa passagem marcou um ponto histórico. Foi-se o último PALESTRINO original, daqueles que vestiu o manto antes de 1942.

Antigamente, ouvíamos que um sujeito era honesto pelo “fio do bigode”, algo equivalente ao “minha imagem representa minha palavra”. Tínhamos então uma estirpe nobre, altiva e de alto semblante. De lá pra cá, muito mudou.

Ainda que a imagem tupiniquim sempre tenha sido meio macunaímica, nós, palmeirenses, costumamos prezar pela “bella figura”, algo que transparece uma moral elevada, de acordo com sua própria postura. A sua postura, Oberdan... que sempre nos serviu de referência.

Foste um farol a nos guiar. Agoras és pura luz. Oberdan Muralha Colossal. Referência eterna. Brilha Oberdan, pra nós, pra sempre. Grazie fratello. Obrigado irmão.

Ao centro, guiando!



Mais um argentino chegando
Mais uma indicação do Gareca, chega o camisa 7 Pablo Mouche. Na nossa atual situação, qualquer reforço para o meio campo é válido. Se conseguirmos mesmo incorporar um pouco a pegada porteña, teremos um grande feito.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Qual será nosso 10 depois da Copa?

É prematuro avaliar a mais recente contratação do Palmeiras, o zagueiro Fernando Tobio, ex-Vélez Sarsfield, pedido pelo Gareca. É bom ver que o Palmeiras ainda tem alguma bala na agulha pra trazer reforços e que tenta atender o novo treinador. Parece uma boa contratação, mais que isso, é uma incógnita.

Eu queria ver o Wellington se firmando na zaga, tem talento pra isso, ainda mais com um técnico estrangeiro dando-lhe uns pitacos. Seja como for, é um setor onde sempre há substituições, haja vista suspensões por falta etc. Então, é importante mesmo termos opções... até para o Lúcio.

A gente assiste a Copa, mas de olho mesmo é nas notícias lá na Academia, onde o time começa um treinamento intenso para a segunda metade da temporada, onde o bicho pega de verdade.

É bom nem contarmos mais com o Valdívia, uma vez que voltou a adotar o discurso de que “a mulher quer ir embora”. Já vimos esse filme, grazie per tutti, tchau e que nos renda o máximo possível. Também vimos que o Chile deslanchou mesmo depois que ele foi sacado de titular, mas isso não parece ser mais problema nosso. Vai Marselha, pague bem e leva o craque. A nós resta saber quem assumirá o meio campo.


É gringo? Tome bomba...
AEEEEEE Brasilzão bão!!!! A gente quer avançar, mas vira e mexe tem uma âncora nos puxando pra baixo...

Como se não bastasse o VEXAME causado pela incompetência dos governantes em organizar uma Copa, com boa parte das estruturas ainda por fazer ou sem sequer terem sido feitas (mas o dinheiro foi gasto), agora temos o VEXAME da torcida, que recebe bem os estrangeiros.

Estavam lá os ingleses tomando umas no bar e chegou a patuléia tupiniquim recalcada jogando bomba, apenas pra deixar claro quem é que manda aqui nessa porra terceiro mundista. Mas o que é uma bomba no bar pra quem tá acostumado a levar bomba em estádio e acertar tiros certeiros?

É isso aí Brasil. Obrigado à torcida curintcha que mais uma vez honrou nossa fama de povo atrasado e ignorante que joga bomba em turista e tenta fugir de ônibus! Foram parar na delegacia com a inglesada atrás, "sangue nos olhos" como relatou o policial. Vão mexer logo com quem... É xadrez amigo! Se isso é o “povo”, talvez explique porque vivemos nesse pais que não anda, se arrasta.

domingo, 15 de junho de 2014

É torcedor? Sabe de nada, ingênuo...

Prezada fratellada, voltamos à ativa depois de algumas semanas de folga, tal como nosso ilustre scratch alviverde. E a Copa lá, rolando redonda... Redonda? Porra nenhuma.

O lance é o seguinte: você sabe porque o Curintcha “ganhou” um estádio (tal como seu ex-presidente Andres Sanchez declarou). Sabe mesmo?

Uma recente entrevista do nosso ex-presidente Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo, presente no cenário futebolístico nacional em 2010, esclareceu tudo.

A Rede Globo, podendo perder a preferência de negociação para transmissão do Campeonato Brasileiro (numa articulação do agora vice-presidente do São Paulo - aquele mesmo que vira e mexe solta uma pérola, Ataíde Guerreiro junto ao CADE, que poderia por a Record na parada), sendo o futebol (além da novela) seu carro chefe, chamou Curintcha e Flamengo pra negociar direto, acabando com o Clube dos 13 que poderia ameaçar seu domínio na área.

Desembolsou uma fortuna pra calar a boca dos outros times e ainda garantiu ao Curintcha seu estádio novo, numa articulação junto ao São Lula, que garantiria apoio do "povão" ao custo de uma canetada do BNDES. Simples assim.

E o que temos nós a ver com isso? Bom, primeiro que vivemos nesse país. Segundo, mesmo recebendo consideravelmente mais pela transmissão (bálsamo dos endividados) entramos definitivamente num campeonato em total DESEQUILÍBRIO de forças, com poder financeiro e interesses próprios influenciando DIRETAMENTE as decisões que controlam o jogo todo.

Cada vez mais o TORCEDOR parece um ingênuo e iludido. É fácil achar pessoas das “internas” (jormalistas, empresários, atletas) que não escondem o fato de que ações de interesse próprio regem os destinos do futebol, muito além da qualidade das equipes que entram em campo. A literatura sobre o tema é vasta.

O que queremos dizer aqui, de forma bem clara é: se você acha que sabe ou entendia das coisas que gerem o futebol, esqueça. As coisas que você sabe, a história que você conhece foi feita por atos que sequer imaginamos. E que caso tivéssemos conhecimento, teríamos a opinião um tanto diferente do que temos. E quem sabe então, monopólios midiáticos que geram um pensamento coletivo pra lá de manipulado, não tivessem tanto espaço. Mas o mundo não é assim e nós continuaremos presos na lama da ignorância, pra que outros continuem garantindo sua supremacia. VAI BRASIL!!!

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Bom empate e ótima atuação

Agora sim, pudemos ver o time jogando um belo futebol. Jogando bem melhor do que o Grêmio, lá em Grêmio, pudemos chegar a algumas conclusões bem óbvias:

O WELLINGTON não deveria nunca ter saído da defesa. Ele e o LÚCIO se completam bem. Precisa arrumar bastante ainda, mas se completam e o entrosamento pode ajeitar melhor a zaga. Wellington e Lúcio formam a zaga titular.

O WESLEY pode ficar de fora, pois o meio campo fica bem melhor sem ele. Destravado, consegue levar melhor a bola ao ataque. E marca melhor, o que talvez seja mais importante. Até o Menezes jogou melhor que ele, pontos pro Felipe Menezes.

O WILLIAM MATHEUS já levou a vaga na lateral esquerda. Com algumas correções o moleque vai longe. Parabéns pelo reforço.

No restante, temos o DIOGO muito esforçado e que só precisa de alguns fundamentos pra arrebentar. Domínio de bola por exemplo, finalização. E o HENRIQUE não conseguirá ajudar muito sem fazer um pivô, ou abrindo para os meias chegarem chutando.  Sei lá, mas guradadas as proporções, o Henrique me lembra UM POUCO o estilo do Evair. É só acertarmos o meio campo que o cara vai desandar a fazer gol.

Parece promissor. O time vai à parada da Copa do Mundo com confiança. Era a partida que precisávamos, a vitória só não veio no detalhe. Pelo menos agora o Gareca deve ter respirado um pouco aliviado, dando conta da fibra e força que o time tem.

Agora é com você Gareca! Mostre para os jogadores como a bola pode fluir melhor sem ficar travada no meio campo, como o posicionamento antecipado ajuda a se livrar da marcação, que rapidez não funciona sem visão de espaços. Inteligência e malícia, assim é o futebol. VAMOPALMEIRAS!!!