sexta-feira, 20 de junho de 2014

Qual será nosso 10 depois da Copa?

É prematuro avaliar a mais recente contratação do Palmeiras, o zagueiro Fernando Tobio, ex-Vélez Sarsfield, pedido pelo Gareca. É bom ver que o Palmeiras ainda tem alguma bala na agulha pra trazer reforços e que tenta atender o novo treinador. Parece uma boa contratação, mais que isso, é uma incógnita.

Eu queria ver o Wellington se firmando na zaga, tem talento pra isso, ainda mais com um técnico estrangeiro dando-lhe uns pitacos. Seja como for, é um setor onde sempre há substituições, haja vista suspensões por falta etc. Então, é importante mesmo termos opções... até para o Lúcio.

A gente assiste a Copa, mas de olho mesmo é nas notícias lá na Academia, onde o time começa um treinamento intenso para a segunda metade da temporada, onde o bicho pega de verdade.

É bom nem contarmos mais com o Valdívia, uma vez que voltou a adotar o discurso de que “a mulher quer ir embora”. Já vimos esse filme, grazie per tutti, tchau e que nos renda o máximo possível. Também vimos que o Chile deslanchou mesmo depois que ele foi sacado de titular, mas isso não parece ser mais problema nosso. Vai Marselha, pague bem e leva o craque. A nós resta saber quem assumirá o meio campo.


É gringo? Tome bomba...
AEEEEEE Brasilzão bão!!!! A gente quer avançar, mas vira e mexe tem uma âncora nos puxando pra baixo...

Como se não bastasse o VEXAME causado pela incompetência dos governantes em organizar uma Copa, com boa parte das estruturas ainda por fazer ou sem sequer terem sido feitas (mas o dinheiro foi gasto), agora temos o VEXAME da torcida, que recebe bem os estrangeiros.

Estavam lá os ingleses tomando umas no bar e chegou a patuléia tupiniquim recalcada jogando bomba, apenas pra deixar claro quem é que manda aqui nessa porra terceiro mundista. Mas o que é uma bomba no bar pra quem tá acostumado a levar bomba em estádio e acertar tiros certeiros?

É isso aí Brasil. Obrigado à torcida curintcha que mais uma vez honrou nossa fama de povo atrasado e ignorante que joga bomba em turista e tenta fugir de ônibus! Foram parar na delegacia com a inglesada atrás, "sangue nos olhos" como relatou o policial. Vão mexer logo com quem... É xadrez amigo! Se isso é o “povo”, talvez explique porque vivemos nesse pais que não anda, se arrasta.

2 comentários:

  1. Infelizmente ou felizmente estou aqui no meu litoral curtindo a Copa na poltrona. Mas pelo que ouvi, os curitchianos foram todos "libertos" na mesma hora, nada de xadrez. Devem ter voltado como heróis na "comunidade" deles. Isso é mais Brasilzão ainda.

    ResponderExcluir
  2. Pois é PG, em terra de Dirceu o "marginal herói" da década de 60 se transformou no "bandido herói" de hoje. Esse país não se cansa de evoluir... abraço!

    ResponderExcluir