segunda-feira, 18 de agosto de 2014

A Babel Palestrina

Amigos, irmãos.... o que vivemos nesse último domingo no Pacaembú teve traços dignos de um drama shakesperiano. Primeiro chego eu no estádio e vejo lá um quebra pau em plena Charles Müller. Ma che? Briga entre na própria Mancha. Viza mãe...

Na fila pra entrada ao Tobogã quase outro quebra pau, por um bando de marmanjo furando a fila na maior caruda. Isso antes do jogo! Tava bom o negócio. Aí começa a partida e o Palmeiras mostra mais vontade. Valdívia em todo lugar, querendo mostrar serviço, marcando, correndo passando. Era o melhor em campo... até os 13min., quando mais uma PODRICE o retirou, pela enésima vez, de campo. Sinceramente a gente não sabe se ri ou chora....

Aí foi aquela lama que vimos. Palmeiras sem maior ofensividade, nervoso e dando brecha na defesa. Não foi difícil pros caras saírem com a vitória. Nossa situação agora é horrorosa. As vésperas do centenário, nos esbofeteamos lutando pra não cair. É a própria Babel palestrina.

E o que fazemos agora. Quebramos tudo? Pode ser o que nossa indignação manda, mas não adianta muito. Vamos ficar esperando a eleição, pra colocar o fantástico Wladimir Pescarmona no lugar no Nobre, na mais vã esperança que isso resolva algo? PelamordeDeus, só de pensar nessa repetição eterna de erros, sinto calafrios.

Pois se o Palmeiras vive guerra (assim como na Palestina), sem uma trégua nada alcancará. Por mais que nossa indignação nos leve a querer mudar tudo, o melhor pro Palmeiras, agora, é um pouco de paz pra poder jogar sem tanto nervosismo, que só atrapalha mais a equipe.

Quem vê a equipe jogando (agora sem o Wesley), percebe que todos se dispõe a correr, a participar. E quem conhece um pouco de futebol sabe que é só uma questão de tempo pra haja alguma liga nessa maçaroca. Sim, porque pra sair da zona do descenço não é necessário nenhum time show, é só dar alguma liga.

Só que não temos esse tempo e o time tem que se arrumar durante a competição. É como se estivéssemos numa corrida, trocando de roupa e ainda levando cotovelada. Pelo menos vamos parar com as cotoveladas um pouco!!!

Amigos, irmãos... sobre os quais, tanto quanto em mim, recai o peso de uma segunda-feira brava, tentemos nos consolar. Responsabilidades a parte, não devemos levar a vida tão a sério e nossa história é mesmo peripatética. Uma história grandiosa, mas sem uma boa dose de ironia, fica incompreensível. Evoluir, melhorar, conseguir vencer!!! Teremos que ir além de nossas forças pra conseguir esperar... só com muita paixão no coração. E alguma leveza na alma.

10 comentários:

  1. Já que, por enquanto, na dá pra se orgulhar do time acho que é hora de nos orgulharmos de nós mesmos fazendo o melhor que podemos que é apoiar e mostrar a todos que se, por anquanto, não temos um time forte isso não nos torna menos palmeirenses, ao contrário, nos obriga a torcer ainda mais. Eu já decidi, nas próximas semanas aonde quer que eu vá vou estar vestindo a camisa do meu time, de narigão em pé e peito estufado e para aqueles que dizem não aguentar mais MUDEM DE TIME pois não merecem fazer parte dessa torcida, ser torcedor da SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS é uma honra estando o time em qualquer situação. Criticidade é saudável, cornetagem nesse momento é burrice.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ae sim hein Julio... é nóis no manto.

      Excluir
  2. Cara, esse time não merece a torcida que tem.
    Mas fazer o que, como amigo ai de cima disse, sou Palmeirense e me orgulho de ser, vou estar lá no Pacaembu de novo no dia 23.

    Estamos parecendo mulher de malandro,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mulher de malandro não, Pedro. Mãe de presidiário.... rs. sai curintcha!!!!

      Excluir
  3. O pior é olhar la na frente e aguardar Nobre ou Pescarmona ou um outro de alguma outra ala. Todos indicados pelo conselho da Sociedade da Confraria de amigos (ou inimigos), palestrinos. o que fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha cara, a solução é.... não sei qual é a solução.

      Excluir
  4. Galera, estão comentando aí sobre um racha dentro do elenco, no post anterior foi citado problemas entre os jogadores, porém faz até sentido uma que eu li. O empurrão do Henrique contra o Allione na hora do gol e o fato do Leandro não passar para o Cristaldo e sim para o Henrique a bola do rebote do goleiro de hóquei, o primeiro estava mais perto. Revi os lances e penso ser bobagem, mas que é estranho é. Alguém sabe algo sobre isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moreira, nessas horas peido vira diarréia, tá ligado?

      Excluir
  5. Contra Palmeiras, Flamengo quebra sequencia sem vitoria e sobe na tabela, Bahia quebra sequencia sem vitoria e sobe na tabela, Sport quebra sequencia sem vitorias e sobe na tabela, Ibis quebra sequencia sem vitoria e sobe na tabela, Master do XV da Pompeiana quebra sequencia sem vitoria e sobe na tabela...Nao aguento mais, sr. PN, apareça, de alguma satisfaçao p/ gente, nao vou cancelar meu Avanti...mais vontade nao falta!!! ouvir curintiano dizer que nao tem mais graça zuar Palmeirense e pedir p/ parar mesmo...finado Joelmir Beting ta se revirando no tumulo coitado!!!

    ResponderExcluir
  6. Vergonha é a palavra que sentimos, irresponsabilidade, incoerência e amadorismo devem ser as únicas que nossos digníssimos dirigentes devem conhecer, conseguiram jogar no lixo os 100 anos de historia da SEP por total falta de planejamento, a politica do "barato e nunca bom" está nos levando novamente para a serie B, em pleno centenário, nem os gambás, os bambis e os sardinhas conseguem tirar o sarro de nós, estão com pena, se esse não é o fundo do poço, estamos num que não tem fundo.

    O nosso técnico parece ser bom, mas não encaixou, tinha que ter trazido no inicio do ano para que pudesse fazer um trabalho decente, agora está chegando no ponto onde não dá mais para esperar o próximo jogo, ou ganha ou ganha, se não é melhor pegar o boné e voltar a comer empanada em Buenos Aires, pior é que não vejo solução.

    Parabéns ao Nobre, Brunoro e toda a "Cosa Nostra" que é a politica dentro da SEP, estão conseguindo realmente transformar o time num "Guarani da Capital"

    Galluzzi, tá dificil, muito dificil, mas Avanti Palestra

    ResponderExcluir