quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

TV aberta é uma vergonha nacional.

PROTESTO formal contra as transmissões de jogos de futebol pela detentora dos direitos de transmissão. Entendendo as condições comerciais e o direito de quem compra em transmitir o que julga mais rentável aos seu financeiro.

Mas também por DIREITO DOS TORCEDORES que se sentem prejudicados por uma situação que antes não existia. POR MAIS TRANSMISSÕES DE JOGOS DO PALMEIRAS EM TV ABERTA!!!!

Jogos do Palmeiras são transmitidos quase exclusivamente em sistema Pay-Per-View e por mais que se entenda qualquer motivo comercial dessa ação, é inegável que a exposição da marca fica prejudicada e IMENSA FATIA DE TORCEDORES se vê privada de assistir seu time, condicionada a assinar dispendiosos pacotes extras que vão além de suas condições, ir a bares que (se Deus permitir) estejam transmitindo a partida ou ficar caçando sinal pirata na internet.

CONTRA ESSA SITUAÇÃO nos posicionamos, conclamando por mais transmissões de jogos do Palmeiras em tv aberta, para que MILHÕES de pessoas deixem de ficar alijadas – por puros interesses financeiros – de assistir seu time, como sempre fizeram.

Pergunte-se a qualquer torcedor se não gostaria de ver mais canais transmitindo os jogos de mais equipes. Cadê a TV Cultura que transmitia tão bem? Põe a Record na parada também. É lógico que isso é uma utopia, mas precisamos delas pra viver. Viver aceitando esse monopólio é típico da dependência financeira tupiniquim. O povo não é bobo... ou é?


Transmissões CUSTOMIZADAS. Narração com a nossa cara.
Com a tecnologia das tvs isso já é possível. Cadê as narrações de jogos customizadas (de cada um dos times), além da convencional?

Queremos saber qual é o defensor do nosso time que está chegando na marcação, não o nome do atacante adversário. Queremos uma narrador (e comentarista) que defenda abertamente o Palmeiras. Que fique puto da vida em nosso erro e comemore nosso gol. Que seja um pouco mais irreverente do que o pastiche que é oferecido hoje. Que seja nossa cara, que fale nossa língua, cazzo... não é pra substituir a convencional, apenas uma alternativa. Alô!!!! Tem alguém aí da produção escutandjo? Não... tá tudo no comercial.

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Orgulho Avanti

A participação da torcida no programa de sócio-torcedores AVANTI é cada vez mais arrebatadora. Isso porque o Palmeirense quer ir ao estádio, quer contribuir com o time, quer ver o seu suado dindim trazendo camarão. Quer participar pra ser campeão junto, sabendo que fez parte da conquista. Isso é AVANTI.

Kfuro
em recente matéria um jornalista pergunta ao leitor por que a Ucrânia leva nossos jogadores. De forma sincera parece não saber. Ok, mas o fato reflete o descompasso de quem parece viver dentro de uma redoma qualquer. Ignorar o fato de que existe uma grande facilidade para lavagem de dinheiro em alguns países mostra o quão distante nossa imprensa está da realidade que nos cerca.

Neto e sua “Obrigação”
O problema não é ser jornalista torcedor. É ser torcedor tentando ser jornalista. E ainda esquecer o passado. Dizer que uma equipe tem a “obrigação” de chegar as finais é conversa de boteco. Tipo da coisa que só serve pra colocar pressão. Obrigação o time tem é de desenvolver um bom futebol preparando o o elenco recém-formado pro restantante da temporada e se dedicar 100%. O resto é conversa de quem aprendeu com o Mala Neves.

TV muda nome
A TV consegue a proeza de mexer na logomarca, no símbolo do time, pois se refere a marca de um produto. O mesmo fazem com a Allianz, que pagou tubos pela exposição da marca e vê seu nome extirpado da narração.

Ema excelente análise do tema é feita por um profissional da área. Um belo chute no saco global. Os caras vetam mostrar patrocínios pra cair tudo em seu colo. Atitude típica de qualquer grande corporação (que fodem o mundo). Nojeira é pouco.

É inacreditável a que ponto chegam distorcendo a realidade pra caber em suas catacumbas comerciais, as mesmas que sepultaram os jogos as 21h15 e outras coisa mais. Só pra lembrar, o futebol JÁ EXISTIA e muito bem, antes da televisão existir. Agora é esse produto com cara de Cremogema que nos presenteiam. Tragam a realidade por favor!!!



Impren$inha:  todo veículo de comunicação que privilegia a venda da notícia em detrimento a informação. Que distorce informações pra “caber” em seu “conteúdo”. Que pasteuriza pra tornar qualquer matéria deglutível. Que transforma fato em versão. Que descontextualiza para salientar. Que – disfarçadamente - realiza matérias sob interesse de terceiros em troca de benefícios. Que omite ou manipula informações por interesses particulares diretos. Que utiliza artifícios de linguagem para vender, independente da distorção de opiniões que isso possa causar. Que monopoliza a mídia criando uma massa crítica de pensamento raso, homogêneo e suscetível à manipulação. Que não retrata a realidade como ela é, mas como quer ela que seja.

“Sensacionalismo” é um conceito ultrapassado, focado apenas no exagero linguístico de veículos voltados ao folclore informativo.

A censura é tão reprovável quanto a crítica é fundamental. A imprensa deve EVOLUIR em sua forma de Comunicação, elemento crucial à formação de uma sociedade consciente.  

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Mostrando potencial

As contratações podem ainda não ter acabado, mas a pré-temporada já chega ao fim nessa semana. Isso, lógico, se não computarmos o Paulistão inteiro como pré-temporada, o que não está longe de ser verdade.

Pela partida de ontem, na qual a ilustríssima juíza Regildênia nos deu uma mãozinha (sejamos sinceros, o adversário levou vantagem e nem ouvimos o apito), o time não foi mal não. Jogando com 2 formações (uma pra cada tempo), o Oswaldo tentou o óbvio, testar ao máximo. E por estes teste vimos que:

Temos muito o que arrumar, mas o potencial parece bom. Com exceção do goleiro, nenhuma posição parece ter titular garantido mas pelo que o Dudu jogou, a simples possibilidade de vê-lo ao lado do Valdívia é instigante. Jogador diferenciado, com velocidade, técnica e visão.

Ele pode até substituir o Valdívia, mas tê-los juntos será ver o meio-campo mais criativo do Palmeiras em décadas. Dando chance pro Valdívia ser menos “caçado”.

No ataque os argentinos evoluíram após a temporada de adaptação. Allione sempre mostrou potencial e parece estar mais a vontade. Cristaldo joga com garra, mesmo sem tanta maestria é daqueles centroavantes rompedores, que nenhum time pode deixar de ter.

Ainda temos Rafael Marques nessa equipe. Temos o Leandro. Sem contar a molecada do sub-20, ávida por uma oportunidade. Se pensarmos bem, só lá pelo fim do Paulista é que teremos noção sobre a melhor escalação.

A defesa ainda precisa ser ajustada, o Tobio pode ter uma vaga garantida, o Zé Roberto fecha na lateral esquerda. Restante indefinido

Na proteção o Renato é visto com desconfiança mas joga correto (o problema é quando é muito exigido) mas sendo o setor com maior número de reforços, a disputa será boa, com Amaral e Andrei na briga.


Resumo:
Esse Dudu joga muito, excelente contratação. Allan Patrick também mostrou malandragem. Cristaldo e Allione estão com muita disposição, seria esse uma bom quarteto pra iniciar o Paulista? Lembrando que temos opções para meio-campo e ataque (Rafael Marques, Leandro, Gabriel)

A defesa ainda demorará um pouco pra ser definida, pois conta com mais opções, tantos nas laterais quanto na zaga e volância (que protege a zaga e as laterais, além de fazer a ligação defesa-ataque). Força aí Oswaldo, se há um técnico invejado hoje em dia pelo que tem em mãos, és tu irmão. ACELERA QUE É VERDÃO!!!

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Ma che cazzo é o Projeto Palmeiras?

Muitos falam e estão se perguntando, ma che cazzo é esse Projeto Palmeiras? Porque a palavra tomou as ruas de assalto, virou moda? É O SEGUINTE fratellada:

Toda entidade que consegue um “pacote de investimentos”, uma aporte de receita que lhe confere capacidade de se estruturar e reforçar, tem como base um planejamento de metas bem definido.

Esse planejamento de metas nada mais é do que um conjunto de ações administrativas que a entidade estipula pra cumprir uma determinada condição. A do Palmeiras era sair da lama financeira e voltar a ter condições de investir no futebol.

Esse planejamento de metas gera um “projeto” que – no caso do Palmeiras – prevê a exposição da marca e as condições de receita e despesa que o clube terá.

O que o “projeto” do Palmeiras previa era a equação financeira pra que, em 2 anos, o clube voltasse a ter sua receita integral (cotas de TV, patrocínio, licenciamento etc.) sem comprometimento com dívida. Comeu o pão que o diabo amassou nesse período, mas conseguiu o planejado.

A partir daí, e com a “fama” de ter cumprido sua meta voltando a ser um clube com o salário pago em dia, podendo gastar o que tem, o clube ganhou “bala na agulha”. E é essa “bala na agulha”, esse poder de fogo aliado à disposição de voltar a ser “protagonista” que é a estrutura do tão comentado “Projeto Palmeiras”. Nada mais que isso.

A expressão ganhou vida pois é comum no meio empresarial, ao se fazer um investimento, citar que a empresa tem um grande projeto. Nem sempre um projeto vinga, mas é difícil algum sucesso sem antes ser um bom projeto.

E nesse caso, na hora de “vender o sonho”, como o Alexandre Matos já expressou, trata-se apenas da apresentação de um “projeto” em que todos ganharão. É aí que os jogadores compram a ideia e embarcam nela.

O jogador se vê também como um “acionista” que estará dedicando seus recursos na intenção de valorizar seu capital. Eles sasbem que os períodos de vitória de um clube são cíclicos, sazonais. Algo do tipo “a equipe com o melhor pacote de recursos e investimentos” da temporada.

E hoje a bola da vez é o Palmeiras, com diretoria, comissão e estádio novos e o mais importante, dinheiro em caixa. Esse é o Projeto Palmeiras, com que a diretoria seduz a torcida e os novos reforços. Com um último detalhe em seu final: VENCER! É nóis Palmeiras!!!!

VIVA CREFISA, NOVO PATROCINADOR MASTER!!!!!
Palmeirense de verdade sabe o que é trabalho. Sabe que nenhuma conquista vem sem isso, sabe de berço. CONSTRUIR seu caminho com as PRÓPRIAS MÃOS. Isso é da nossa alma! E na vida não se consegue evoluir, crescer, sem apoio, sem alguma ajuda, sem algum crédito que o impulsione.

Por isso apareceu a CREFISA em nossa vida!!!! Com seu simpático presidente palmeirense José Roberto Lamacchia falou "unindo o útil ao agradável", porque o Projeto Palmeiras é muito melhor. Emocionante. E outra, fechou só com a gente e ninguém mais. SENSACIONAL. Viva CREFISA, alinhada com o espírito empreendedor palestrino!!! GRAZIE!!!!

Contratem o Cubano!!!
Nós já dissemos em posts passados: contratem o médico cubano que tratou o Valdívia. Tragam sua família e papagaio. Mas tragam. Não fizeram, já começa a azedar. Tragam o cubano logo!!! Esse cara tem que ser efetivado aqui! Não deixa escapar!

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Projeto Palmeiras

Fala fratellada, agora vortei de férias em definitivo, relaxado, torrado e preparado pra temporada que se inicia. Só um detalhe: economizem água, pq a parada por aí está sinistra. Bom, vamos ao que nos interessa mais que água e não merece economia, o Palmeiras.

Agora a torcida está num momento de grande expectativa. Nem mesmo o maior defensor da atual diretoria poderia imaginar uma pegada de contratações tão forte pré-temporada. E agora ainda há uma boa perspectiva de patrocínio.

Deixemos os adversários pensar que o clube está se endividando. Nisso o presidente trabalhou por 2 anos e por isso comeu o pão que o diabo amassou. O que está vindo agora é gasto seguro, consciente, sem estrepolias e com aval de uma diretoria de futebol de grife.

Enquanto a imprensa ainda se detém na cantilena do “empréstimo do próprio bolso”, o clube conseguiu fôlego, recursos e o mais importante, uma nova projeção com seu maravilhoso estádio e a fabulosa torcida Avanti. Foi com esse pacote que se fez o Projeto Palmeiras, que transformou completamente o time para a temporada de 2015.

O que esperar?
Um time recém-formado (da temporada passada apenas 2 ou 3 devem permanecer como titulares) costuma levar algum tempo pra se entrosar. O treinador deve ter tranquilidade pra escalar e definir os tituales sem pressões externas.

Mais importante definir os titulares o quanto antes (considerando as opções de substituição) do que ficar naquele lero-lero de “rodízio” pra – supostamente – não “desmotivar” quem joga menos.

Se um contrato de protividade se vale do número de partidas em que um jogador atua, o treinador se vê obrigado a escalar quem não deveria pra não gerar “mau estar” no elenco e essa pataquada. Isso é uma desgraça.

Escala logo a porra dos 11 melhores de cada posição, com opções às variações táticas e de substituição e pronto. Se ficar nessas de rodizio o time não achará seu padrão e isso é fundamental. Ache logo a espinha dorsal e os titulares. Forme o padrão de jogo ganhe entrosamento, conceito fundamental do futebol vencedor.

Por enquanto é isso Oswaldo! E fé na camisa que a hora é nossa... PALMEIRAS!

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Uma pré temporada de responsa!

Aaahhh, a pré-temporada... tórrido período de verão, onde o côco ferve e contratações são feitas. AGORA SIM!!! Temos uma pré-temporada! Temos um belo time em formação, comissão nova, diretoria, diz aí... de todos os times o que mais vem se destacando no quesito contratações somos nós. O quanto isso vai dar certo são outros 500, mas a preparação está sendo bem feita.

O importante ter paciência pro time achar seu padrão de jogo, pois será totalmente diferente do ano anterior. Até o esquadrão de 93 precisou de tempo e ajustes pra levantar um título. Considerando as diferenças, o Palmeiras foi às compras com a sanha de saudosos tempos passados, de fartas conquistas. Oxalá se repita!

Agora fratellada, vou tirar uns dias de folga pra recarregar as baterias. Acompanhar os treinos e a Copinha a beira mar. Semana que vem tâmos aí respirando diesel de novo. O mundo é nosso 2015!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Drible, chapéu e golaço!

O Palmeiras driblou a impren$inha, concentrada que estava na disputa gambás x bambis, deu um belo chapéu nos 2 e marcou um golaço trazendo o jovem atacante Dudu pro time.

A bem da verdade não estou nem aí pra chapéu. Muito mais importante que isso é a volta da força financeira do time. Sim, porque uma coisa é o time desembolsar uma grana e depois se atolar financeiramente. Outra é o time passar anos se reestruturando pra fazer isso sem causar rombos à frente. AE SIM!

Não sou Nobrete nem Manchete. Mas parece que finalmente temos um equilíbrio na execução das metas. O atual prisa comeu o pão que o diabo amassou, mastigou, engoliu e evacuou. É isso mesmo... tô pra ver outro cidadão bater de frente com nossa principal organizada e permanecer erguido. Não que ache bonito o confronto. Mas a coragem.

Se o Palmeiras, depois de tantos e tantos anos de bagunça conseguir emplacar um time forte, unido e que não comprometa o orçamento de anos futuros, poderemos ter um NOVO PADRÃO adminstrativo no clube, pois a diretoria fará história. Digo isso conhecendo o Palmeiras há quase 40 anos.

Só pra finalizar, tacada de mestre ainda foi a declaração do clube dizendo que a nova contratação só foi possível graças a força que o nosso programa de sócio-torcedor AVANTI está trazendo ao clube. Isso é puro amor do torcedor. Difícil começar o ano com mais esperança, que sempre foi verde. À NOVA VIDA PALMEIRAS!!!

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Camisa & projeto. O know how da vitória

Muitos falam sobre a força da “camisa”. Mas a que isso se refere? Basicamente à torcida e à estrutura. Time grande, de tradição tem sempre uma grande torcida e uma estrutura que dá condições ao jogador de participar de qualquer disputa com a melhor preparação possível (equipamentos e profissionais). Além disso, força de camisa pressupõe uma equipe que está acostumada à pressão, a chegar a finais. Tudo isso o Palmeiras tem.

E existe um outro quesito, num sutil modo de agir que difere as equipes. Trata-se de um "know-how da vitória". Um conjunto de práticas a se buscar e também a se evitar. Receitas que unem o time, que criam ambiente fértil à vitória, que permitem ao time superar a derrota mais rapidamente e assimilar os erros sem repetí-los.

É lógico que a maior folha de pagamento tem a maior chance de vitória. Mas a história mostra que frequentemente – desde que a diferença não seja desproporcional – essa regra é quebrada. E é aí que acontecem as maiores conquistas. Quando o time se supera na base do entrosamento e da união. Porque o futebol é muito entrosamento, apesar culto aos “jogadores-ídolos” que existe hoje em dia.

Tudo isso pra dizer o quê? Que mais importante do que um time de estrelas é um time unido. Só que se você tiver um Wescley e um Tio Lúcio na defesa por exemplo, não haverá união nesse universo que salvará o time. Temos que torcer pra que o Mr. Alexandre Mattos  consiga mostrar a força do “projeto” que o Palmeiras está montando. É assim no futs.

Mês de 30 dias e um projeto invocado, com torcida que enche Arena. Atuar ao lado de jogadores de seleção com uma puta vitrine. Estrutura de primeiro mundo e comissão técnica alto nível, experiente e vitoriosa. Não precisa ser um grande publicitário pra vender o projeto quando ele é bom por natureza. E, por enquanto, é isso que o Palmeiras tem hoje.  Além é claro, da força de sua camisa.

Obs.: boa a estréia na Copinha, o time me pareceu bem equilibrado.

Obs.2.: á lá o Musgambento vociferando suas mustafices (fez pouco do Valdívia). Até melhor! É sempre bom ter o rolha de poço pra espinafrar... canaliza as indignações e poupa o restante. Grazie Mumu.

sábado, 3 de janeiro de 2015

Aqui vamos, 2015!

Aeeeee fratellada! Como foi a comemoration? Figueiredo sobreviveu? Manda um limão que ajuda! FELIZ 2015 A TODOS PALMEIRENSES DO MUNDO!

Voltando à ativa, com novidades, sacanagens e contratações.

Novidades: estamos detonando todo mundo no quesito sócio-torcedor. Nossa tocida é linda demais. Ainda que não precisemos provar nada a ninguém, é assim que se mostra a grandeza de um time, no apoio e tamanho de sua coletividade.

Sacanagens: WTORRE diz que só cobrou R$300mil pelos 2 shows do Maca. Ah tá. E o Coelho da Páscoa é quem deve ter entregue o dinheiro. Já encomendamos auditoria em mais essa PALHAÇADA da construtora pra cima da gente. O valor médio de mercado pra esse tipo de show fica acima de 1MILHÃO DE REAIS. Aí os caras declaram um dinheiro de pinga qualquer pra nos repassar 50m il reais. AUDITORIA ETERNA, SEMPRE! Isso é crime pra rasgar contrato. Fratelli, AOS BARRIS!

Contratações: meu amigo Bocão, que é primo do Zé Roberto, disse que o jogador está felizão em vir pra cá, que o projeto parece muito bom etc. Gostei da contratação. Se alguém quiser criticar as contratações que seja agora. Chegar no fim da temporada e falar “disse que era um porcaria” é fácil. A movimentação parece interessante, mas ainda precisamos de mais força ofensiva. Ainda mais se o Henrique sair. De todas as dispensas, pode ser a mais sentida.

No restante é aquilo: cobrar melhorias no estádio (dos símbolos aos gargalos de entrada e saída), um presidente que consiga trazer um bom patrocínio, um marketing que enxergue o diferecial do clube, um elenco empenhado e sem individualidades salientes e uma torcida que vá além do que todas fazem, mostrando sua cultura, identidade e personalidade. É só isso que precisamos pra 2015. Então... só cada um fazendo a sua parte é que funciona. MUDANÇA, AÇÃO E CORAGEM. Palmeirenses fazem seu próprio caminho. E VAMOS À 2015!