segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Quando uma gota de estupidez estraga um barril de boas intenções.

Fratellada, não serei trouxa de ficar aqui exaltando clássico perdido, pelo contrário, vamos corrigir os erros e tocar a bola com calma e rapidez na hora certa. O já foi já foi, mosca de boi.

Afinal, foi um resultado normal dentro do contexto de entrosamento e preparação do time. O Oswaldo precisa dar calma e confiança à equipe isso demora mesmo. A cagada do Victor Hugo saiu daí. Apoiar o moleque é imprescindível para que o elenco ganhe essa confiança.

Precisamos ENTROSAR logo o padrão titular, qualidade HÁ. Vai acontecer galera, acreditem! É só questão de tempo pro Allione entrosar com o Dudu, pro Valdívia voltar, pro Zé cair pela diagonal com segurança na cobertura... pro time conversar mais em campo. Inteligência e malícia.


Educação e despreparo
Saindo por um instante das 4 linhas, a qual sempre abordaremos, comento aqui sobre o que aconteceu fora do estádio. Por estar alí no exato momento. Darei aqui meu testemunho do que vi e presenciei lá na Turiaçú:

eu estava chegando pela Sumaré, minha entrada era na Matarazzo mas gosto passar pela “muvuca” de nossa torcida, é meio que um ritual, pra comprimentar a galera, comprar cerveja e tals.

Pois bem: chegava eu as 16h10 quando um grupo mais a frente de torcedores passou pela polícia que estava alí no começo da rua. Um dos indivíduos (imbecil, diga-se de passagem) passou xingando clamorosamente a polícia, e uma policial feminina que ali estava. O cara definitivamente jamais deveria ter feito uma xaropice dessas. Que idiota, hostilizou gratuita e acintosamente a polícia, pra quê??? Se sentiu corajoso? Fodeu geral.

Mas pior, muito pior, foi a reação desmedida e absurda da polícia que deveria mandar o cidadão circular e ir embora dalí (se o cara permanecesse no local xingando aí sim seria caso pra identificar, e autuar o cara alí mesmo).

Mas é lógico que não. Tal qual sempre faz, sem preparo, armaram as escopetas com bombas de efeito moral (barulho) e gás lacrimogêneo e dispararam em direção aos caras, que seguiam pela Turiaçú!!!! DEUS DO CÉU!!!!

Quem estava desde a parte inicial da rua, que nem havia visto o que tinha acontecido começou a receber bomba e gás na cara, do nada!!!! Só tinha palmeirense cascudo ali, todos já com o sangue já quente... pronto. Começou a voar garrafa na polícia de volta, na hora!!!

Aì pronto. Quem queria que aquilo acontecesse conseguiu o objetivo. Foi garrafa (centenas!) de um lado e bomba, gás e bala de borracha – nessa altura o CHOQUE já havia se integrado à confusão – de outro. 

E no meio desse DESPREPARO CABAL a família palestrina como se estivesse na palestina. Meu, foi dantesco, bizarro, revoltante e tudo mais. É sempre assim: na incapacidade de fazer a coisa certa (identificar e punir efetivamente o responsável pelo início de qualquer conflito, de forma pontual e cirúrgica) a polícia vai lá com sua famosa tática de dispersão e detona geral, explodindo o confronto, ao invés evitá-lo.

Falta educação pro povo e definitivamente uma tática diferente à polícia. Quando você vê criança chorando carregada por um pai passando correndo incrédulo por você, sente  agonia inexplicável pra qualquer um que AME o futebol como nós. PeloAMORDEDEUS... que isso não se repita mais. Façamos nossa parte... educação, educação, educação... inteligência pra saber que uma gota de estupidez apodrece um barril de boas intenções.


PALMEIRAS, tua família te acompanha e evolui com você.

4 comentários:

  1. Galluzzi, é começo de temporada e com reformulação geral do time e comissão técnica, então mesmo com a derrota, merecem credito e um voto de esperança. Acho que o Osvaldo precisa ficar atento a esses recuos e troca de passes na defesa. Definitivamente o Prass "é tão bom" quanto o Marcão jogando com os pés e com zagueiros afobados será sempre uma temeridade depender deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vero Camilo... questão de tempo e confiança. Pedir paciência ao palmeirense já é redundância... rs. Abs.

      Excluir
  2. Olá amigo, quanto a derrota... paciência, faz parte... time novo, tal... quero a final contra os gambás! Quanto a guerra, por sorte não vi, cheguei minutos depois... estava com o meu sobrinho de 10 anos e meu pai... mas era absurda a quantidade de garrafas quebradas pelo chão... "A tarde das garrafadas"... Agora ontem na ESPN foi d+... eles estavam comentando a possibilidade do Valdivia ir para o Flamengo... ai vem a frase: "Cairia como uma luva"... então no Palmeiras não presta? E no Flamengo é grande reforço? Um bando de paga sapo de gambá e urubú... ridículo... E pra finalizar: INGRESSOS MAIS BARATOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! (o preço ainda não está bom!) Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diz aí Grego... o Brasil é lindo mas tem horas que dá um puta desgosto de viver aqui... abs.

      Excluir