segunda-feira, 2 de março de 2015

Oswaldo San e Palmeiras Zen

Num primeiro tempo totalmente amarrado, caído na marcação de um voluntarioso Capivariano, o maior mérito do Palmeiras foi a paciência pra insistir sem se desesperar. E a mexida do Oswaldo, deslocando o Zé Roberto pro meio. Aí o time ganhou ligação e as finalizações começaram a surgir. E o Robinho chutou. E como chuta esse moleque! E os gols apareceram.

Cada treinador tem um jeito de formar sua equipe. O Luxemburgo faz uma com malandragem. O Felipão monta sua família e pilha os jogadores. A do Oswaldo parece ser a de passar tranquilidade ao time. Deve ser da época que treinou no Japão, voltou Zen.

Oswaldo San, o de paciência oriental. Não tem mais pressa pra escalar o Valdívia. O Allione não jogou bem? Desloca o Zé pro meio com o Vitor Luís na esquerda. Ou entra com o Dudu, Robinho, Marques e Cristaldo. Ou manda mais um atacante, tipo Jesus. VAI JESUS!!! Opção é bom e a gente gosta.



Quem vem garantindo a posição? Gabriel, Zé Roberto, Robinho e Cristaldo. A defesa também vem bem, mas esses 4 vem mantendo uma constância exemplar. O Cristaldo, mesmo sem fazer gol corre e se apresenta sempre, voluntarioso, chama a marcação. O Dudu nem sempre brilha, mas comparece na assistência. O Zé Roberto dá cadência e o Gabriel tem ótimo gás.

O Arouca estreou de forma razoável, aquele frio na barriga. Oswaldo San nele. Lucas melhorando (ainda que uma avaliação contra o Capivariano seja relativa).

Ás vezes falta uma presença na área adversária mais incisiva. Por vezes a defesa também entrega uns presentes. E a movimentação no meio campo também pode ser mais envolvente. Muitos ainda aguardam bola parados numa posição, o que facilita a marcação. Erros comuns dentro do prélio.

Uma saborosa Copa do Brasil no meio da semana pra gente se divertir com os nomes pode ser útil pra entrosar isso, mas é bom não brincar lá na Bahia, senão o bicho pega.

O parabéns final vai ao nosso torcedor, o PALMEIRENSE QUE LOTA O ESTÁDIO. Mesmo com uma chuva absurda horas da partida, recorde de público e força no caixa pra garantir o corre. BELA TORCIDA. VAMOPALMEIRAS!!!

6 comentários:

  1. Faala Galluzzi! Nossa torcida é realmente fantástica, deu um show!! E você nem comentou nada do nosso matador Evair, justa homenagem né! E o time está começando a dar liga... Meu, estou louco para conhecer a arena, qual o melhor setor que seja acessível ao bolso de um mortal? Kkkk abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Paladino, o setor mais acessível é superior sul ou norte, que pra comprar sem ser Avanti tem que ter sorte... sobre o Evair, só posso dizer que é o maior exemplo de amor à dedicação. Ainda que ele não fosse nenhum exímio jogador tecnicamente falando, se doava sempre e o palmeirense sempre soube reconhecer isso. Que fique o exemplo pras novas gerações. Valeu!

      Excluir
    2. Galluzzi, o Evair não era um exímio jogador tecnicamente? Eu nasci em 1983 e tecnicamente falando acho que só Alex, Rivaldo e Edmundo tinham mais técnica que ele dizendo assim com a bola nos pés. Mas de inteligência acho que só o Alex se compara.
      Evair está entre os 5 maiores jogadores da história do Palmeiras

      Excluir
    3. Tema polêmico Douglas, tbm gosto muto do Evair, principalmente no quesito controle e posse de bola. Também nas conclusões, fazia o pivô como poucos, usando o porte físico a seu favor. Ele pegou épocas com times grandiosos, onde não raro a bola chegava "com as mãos", enfiadas por jogadores como Zinho, Djaminha e Alex.

      Apesar disso, se vc for ver, ele não tinha tanta explosão, o que para um centroavante limita um pouco os dribles, ainda que ele os fizesse. Tbm não tinha muita impulsão, ainda que compensasse do poisicionamento de área, que dominava muito bem. Noves fora, não o coloco entre os 5 não. Pode até ser dos que nós vimos, mas da história acho que não. Mas tá no coração. Só minha opinião... rs. Valeu!!!

      Excluir
  2. Galluzzi, eu particularmente não gosto desse esquema 4,2,3,1, o Brasil e os times tem uma marca registrada do nosso futebol no tradicional 4,4,2, foi assim que ganhamos 5 copas do mundo e nosso futebol um dia foi considerado o melhor do mundo. Mas ai resolvemos imitar os europeus que um dia nos copiaram. O que quero dizer é que com este esquema, pelo menos no Brasil, o centro-avante fica isolado, os meias não são meias, mas viraram pontas que não fazem jogadas de fundo e ficam limitados na criação, ao mesmo tempo que inibe o avanço dos laterias (marca do nosso futebol), pois o corredor deles está sempre povoado. Rodei, para falar do Palmeiras que é o que importa aqui. Vou escalar somente o meio e ataque, caso jogássemos no 4,4,2. Opção Tradicional- . Gabriel, Arouca, Valdivia e C.Xavier. Dudu e Cristaldo. Opção Losango- . Arouca, Robinho, C.Xavier e Valdivia, Dudu e Cristaldo. Acredito que teríamos mais consistência, criação e mais ataque. Ai sim podemos usar a filosofia europeia que independe do sistema tático que é compactação, com movimentação e marcação forte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PG, tbm sempre fui no clássico 4-4-2 e ainda o prefiro. Mas tradicionalmente as laterais ficam expostas caso os volantes não cubram (caso Euller - Roberto Carlos 94). Sua escalação é excelente, mas supõe que o Xavier chegará tomando a vaga do Robinho ou do Gabriel ... acho mais fácil o Dudu rodar, ainda que seja o de maior movimentação. Mas não pode tirar o moleque qd o Valdívia entrar...

      Tbm concordo que nosso atacante está isolado e o Oswaldo não pode reunir um meio campo com características iguais. Sua segunda formação é ultra ofensiva, se o Arouca fizer a guarda, va bene. Compactação é essencial, movimentação conjunta, Holanda no ataque, Itália na defesa e Ginga Brasil. Abraccio!

      Excluir