segunda-feira, 6 de abril de 2015

Vitória boa, mas demos brecha

Vencemos fácil o Mogi Mirim. Com o time que já vinha atuando e ganhando entrosamento. Ainda há muita falha na zaga que as vezes deixa a defesa desguarnecida e muitas outras coisas mais.

Só que aí, o que é que acontece? Mais uma vez, só pra entornar o caldo, ganhando de 3 o torcedor vai lá e faz coro pro Valdívia. Quando não faz corinho pra Gabriel é corinho pra Valdívia.

Não sou contra nenhum jogador, absolutamente. Mas a torcida bem que poderia ter a noção de quanto o excesso de atenção a um ou outro jogador pode prejudicar o ambiente do grupo num todo.

Os jogadores deveriam ser maduros pra lidar com isso. Pois é... deveriam. Mas poucas vezes são. E nós esquecemos até mesmo as lições básicas, como o que aconteceu ao time em 2009, quando da chegada do Wagner Love (e o time fez “operação-padrão” em campo).

A manifestação do torcedor é compreensível. Totalmente compreensível mas inapropriada. Era tudo o que o Mago queria pra deitar e rolar na entrevista, pra felicidade dos jornalistas.



O resultado disso foi o gênio apatetado do Valdívia dando lenha pra imprensa, ao declarar descontentamento pela forma como está sendo conduzida sua renovação e blá blá blá.

Só que pusemos 29.000 pessoas ontem contra o Mogi. Um jogador tem o poder de atrair torcida, sem dúvida. Mas quando joga! Produtividade sim! Lembremos que há uma Copa América daqui a alguns meses, lá no Chile. Advinhem quem vai jogar lá? A permanência do Valdívia é importantíssima. Mas não podemos ter o time dependente de um jogador.

Cristaldo
Pode não aparecer no gol do Fantástico, que mostra os últimos 3 segundo do lance. Mas o que fica escondido é como ele tem puxado bem a marcação. Só precisa aperfeiçoar o cabeceio, arma eficaz em várias situações.

8 comentários:

  1. Bela análise meu caro... Defesa tem que evoluir um pouco mais pra não sofrermos tanto do coração em partidas contra times grandes. O Brasileiro já está ai!
    Falou tudo com relação ao Valdívia. O cara faz a primeira partida do ano, joga menos de meia hora, e quer dar uma de CR7?
    O cara nitidamente ta querendo pular fora da política de produtividade. Na boa, se ele não aceitar os novos moldes de contrato, tem que deixar que vá, aqui não tem mais trouxa. Seria péssimo pro grupo um jogador deitando e rolando em cima da diretoria. A instituição SEP é maior que qualquer jogador. Falou muita merda coletiva ao final do jogo também.
    O cara é importante? É. Joga muito? Indiscutível. Mas o cara, além de tudo, agora conturbando o ambiente é foda.
    Mas o que eu acho mesmo é que tudo isso é blefe dele pra diretoria começar com uma oferta alta de negociação (quando houver uma). Duvido que tenha gente que queira pagar o que o Valdívia quer sabendo que ele ta no DM metade do ano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm acho Franco, é questão de malandragem e deixar de ficar expostos como ficávamos no passado. Parece que o Matos realmente trouxe um know-how. Não tá certo o atleta jogar com a torcida, mas acontece geral. Ainda mais com a mídia que vive de figuras bombadas a base de muito holofote... valeu.

      Excluir
  2. Nossa, chega a ser impressionante o poder de falar e fazer abobrinha do Valdivia... Joga muito de qualidade e pouco de quantidade...Estava defendendo a permanência dele por produtividade... mas já não sei se isso é bom para o time... acho q já deu... citar o Kardec e o Wesley? Se ele quer seguir esse caminho, que seja feliz longe do Palmeiras!

    ResponderExcluir
  3. Vero Grego... a única coisa que concorre com o futebol do Valdívia é ele mesmo. Hora é seu Pai, hora são suas baladas, hora sua mulher, suas contusões e agora sua língua. Tenha dó. Valeu.

    ResponderExcluir
  4. O cara citou Wezzzzzzley e Alan Kardec? Um saiu brigado pelos famosos "5mil" e outro foi um dos mais odiados (se não o mais) a vestir nossa camisa. Pq não citou o Pedrinho que chegou a cogitar não receber até se recuperar. Errou feio o Valdívia e a velha mistica de que NENHUM jogador é maior que o clube deve prevalecer. Se quiser ficar que se enquadre na política atual, caso contrário vaza!!!
    O futebol é negócio e ele defende primeiro os interesses dele, vai da DIretoria nossa ceder ou não.
    Desde que voltou esse seria o primeiro time que o Palmeiras montou para competir de verdade e ele poderia aproveitar a chance de se tornar REALMENTE um ídolo. Pra mim ta longe de ser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na hora que citou o Wesley fiz o Sinal da Cruz...

      Excluir
  5. Juro que quero ver a ESTREIA desse esterco com a camisa do São Paulo!!! Quero ver quantos jogos a torcida deles vai perder a paciência. Nessa crise que estão não dou até a 5a rodada do Brasileiro.
    Galluzi suas ideias deveriam ser lidas por mais Palmeirenses.
    O que te fez sair do PTD na época. Eu lia todos os seus posts e aqui entro quase que diariamente.

    Abraços e parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas, vc sabe que praga de palmeirense é mutcho fueda. Ó lá o Kardec... agora o tricolete experimentará o que é ver R$ 2milhões evaporando no DM (350mil x 6 meses parado)... rs. Tomem um pouco do que já bebemos, e muito.

      Quanto as ideias, tbm acho! rss.... saí do PTD apenas pra espalhar mais a palestrinidade por aí. Nunca me preocupei com audiência, senão jamais teria saído da Globo. O lance é ter uma casa nossa! Aqui é nóis fratello!!! Abs.

      Excluir