quinta-feira, 11 de junho de 2015

Dirigir o Palmeiras é mesmo que dirigir no trânsito de SP

Palmeirenses, fratellada do coração... foi-se o Oliveira 1. Chega o Oliveira 2. A impre$inha, como era de se esperar depois de atiçar a saída de um, critica o “ato precoce” contra o tadinho do ex-treinador. Um dia antes “não era crime nenhum” mandá-lo embora. Hoje, o Palmeiras é vilão. É assim que a canalhice funciona.

Manchetes inúteis aparte (como aquela juquice de dizer que o Marcelo Oliveira estaria “diminuindo” seu salário, quando na verdade ele já não tinha salário nenhum pois havia sido despedido), o importante agora é dar calma e ambiente pro novo treinador.

O objetivo é claro: vaga na Libertadores. Conseguindo isso, fica pro outro ano com o time já desenvolvido e com mais entrosamento. Essa é a lição. Dê-nos a vaga no torneio continental e estaremos nas nuvens. Temos time pra título? Bom, acho que sim, veremos melhor agora.

Seja bem vindo Marcelo. Ao aqui chegar lembre-se que estás n um dos maiores vestibulares do país. Fez sucesso aqui, faz em qualquer lugar. Dirigir o Palmeiras é o mesmo que dirigir no trânsito de São Paulo. Quem consegue fazê-lo, faz em qualquer lugar do mundo.

Oliveira, firme no comando! Cara feia. Simpatia só lá dentro do elenco. Abraça o time fecha contra as ervas daninhas e senta-lhe a enxada. E leve contigo nossa paixão

Nenhum comentário:

Postar um comentário