sexta-feira, 17 de julho de 2015

A idiocracia e um produto chamado futebol

Galera, gostaria apenas de jogar algo pertinente no ar. Algo que permeia tudo o que estamos vivendo mas é pouco abordado, sendo que pode se transformar num tiro no pé de quem reconhece a prática.

Direto e sem delongas: o esporte profissional é ago que sempre demandou recursos. Na Grécia antiga muitos esportistas eram tratados com grande admiração e tinham até torcida. Ganhavam a vida com isso! Ou seja, sim o esporte sempre precisará de recursos pra se manter em alto nível.

Só que o esporte em geral já existia e evoluía muito bem antes de ser “explorado” pela mídia. O futebol por exemplo, já era o esporte mais popular do mundo bem antes da televisão sequer existir.

Isso considerado, vamos ao ponto: o quanto a transformação do esporte num produto (numa commoditie, dizem “comoditização”) é ou tornou-se necessário e mais, quais os efeitos colaterais dessa prática.

Na lata: a mídia compra o evento e tem que “espetacularizá-lo”, criar toda uma novela em cima por que é isso que “o povo gosta, que o povo compra”. Pronto. Fudeu tudo. A gente não tem mais o esporte em si. Tem um imenso “BigBrother” onde o time chegará numa nave espacial reluzente, com cada jogador com uma câmera em cima, além de 18 microfones captando qualquer espirro.

Forma-se então um público ávido por esse espetáculo vendido, que obviamente se frustra nos primeiros 5min de realidade. Simples assim. Muito de nossa leitura é distorcida pelo consumo de um “produto” maquiado, penteado e embelezado pela mídia que pagou caro, muito caro por ele. E precisa ter seu retorno.

Quando o Palmeiras foi à Londrina jogar contra a sua “ASA Negra”, venderam o jogo na TV como se estivesse vindo o time titular mais Evair, Ademir e São Marcos juntos. E lá foi a torcida querendo o que lhes foi “vendido”. No choque da realidade, sobrou pro Marcelo Oliveira, aquele maldoso que nos enganou e ousou pensar primeiro no Palmeiras antes de nós. Oliveira nos enganou.

Então é isso amigos. Como bom anarquista, não tenho a MENOR perspectiva de melhora. Pelo contrário. Querem uma amostra do que pode acontecer nesse sentido? Assistam ao filme “Idiocracy”, uma divertida comédia “sessão da tarde”, que mostra como o mundo pode vir a ficar num futuro não tão distante... e abraços a todos, boa sexta!!!

4 comentários:

  1. E "dispois" sou eu que crio novo vocabulário kkkkkkkkkk.
    A Mídia comprou? Paga
    Vendeu? Entrega
    Deixa a RGT sangrar pelo dedão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostou da Idiocracia PG? rsss... num fui eu que inventei. A Globo não sangrará pelo dedão e sim por seu calcanhar de aquiles... chamado INTERNET. Vai demorar, mas vai.

      Abs!

      Excluir
  2. Galluzzi,
    Eu penso que já passou da hora de deixarmos de lado este complexo de vira-latas que toma conta de grande parte da torcida palmeirense. Não partiu da imprensa que o Palmeiras iria colocar em campo o time titulares para jogar contra o Asa. Foi o Marcelo Oliveira quem trapaceou neste episódio e ele sabe muito bem disso. A sorte dele foi que o Palmeiras achou um golzinho e se classificou para a próxima fase, pois, caso contrário a vida dele aqui não iria ser nada fácil .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo João? Então quem pagou pelo comercial veiculado na TV de Londrina convocando a torcida a comparecer no jogo que teria todos o titulares? O treinador? O Marcelo Oliveira está CERTÍSSIMO. Desde quando treinador tem que ficar alisando torcida, porra??? Tem que ficar colocando time titular pra "agradar" a torcida? Putaquesopariu!!! Sou eu o treinador lanço logo é VÁRIAS dessa, justamente pra enganar meu adversário e tals. E outra, se ele foi orientado a dizer isso e depois, numa avaliação dos jogadores achou que deveria poupá-los, UQLA O PROBLEMA??? O Palmeiras não gastou tubos pra ter um ELENCO que possa se revezar pra ter gás nos 2 campeonatos? Então caralho!!!!! Deixa usar cazzo!!!! Sinceramente João, não vejo nenhum vira-latas aqui. Mas vejo uma torcida que muitas vezes é MIMADA pela mídia e que não consegue entender decisões que são importantes para o CLUBE, preferindo ficar no mimimi e atacando o próprio Palmeiras o que, infelizmente, está longe de ser novidade. PALMEIRAS João!!!! PALMEIRAS, PALMEIRAS e PALMEIRAS!!!!! Chegar de sermos os piores inimigos de nosso próprio clube. Chega de fogo amigo!!!!!!

      Excluir