segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Feroz disputa pelo G4

Já que esse campeonato parece mesmo armado pro Consórcio “GloborinthiansPT – Só o povão me salva”, seguimos nossa sincera toada na disputa feroz pela vaga na Libertas2016.

É bem gostoso ouvir depois de uma vitória “Palmeiras tira São Paulo do G4”. Só que o importante é lá no fim do ano. Temos que fazer nosso 2016 agora!

Mas é o seguinte: banquinho pro Barrios. Qualé paraguaçú, você está no Palmeiras filhão, perde gol assim não pode não. Vai pro banco e só volte quando estiver correndo e não trotando. Baixa bola, toma consciência e ache seu futebol que não é barato não.

Outra bagunça está nas laterais. Egídio meu filho. Joga na segurança! Senão vai virar Perdídio. O JP é moleque tem desconto. Mas o legal foi ver o Zé Roberto retomando seu melhor futebol com desarmes incríveis e jogando (bem!) em duas posições na mesma partida.

Boa notícia o Robinho admitindo publicamente que o time relaxou e precisava mesmo de uma chada do treinador. Ainda bem que você admite né Robinho, pois és um dos que precisa reencontrar seu futebol que não é pequeno.

Destaque final pra torcida que além de comparecer ainda teve a postura de não vaiar o Egídio em sua saída, (pelo menos a parte consciente dela) preferindo os aplausos construtivos às vaias destrutivas. É assim que se faz uma parceria sólida e comprometida.

A grande verdade é que estamos contruindo o time hoje pro ano que vem. Por isso precisamos de paciência, força e muita paixão. É nossa sina... é nosso Palmeiras. É nossa vida.


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

WTorres, por favor: saia do Allianz Parque.

Todo mundo sabe que a construtora do Torres está devendo até as calças pra fornecedor e o escambau. A própria Allianz diz que a contrtutora não entrega o que promete, fazendo coro ao que o Palmeiras (e nós) fala há muito tempo.

O sonho do Palmeirense agora é que a construtora tenha um bom discernimento e aceite uma eventual proposta que venha a lhe ser feita, de forma que possa se reestruturar e continuar atuando em seu mercado imobiliário tranquilamente, saindo da área de estádio de futebol no qual, segundo seu próprio dono, nunca antes haviam pisado. E na boa, nem voltem...

O estádio está lindo e tudo mais. Só que o custo operacional é ridículo de alto, milhões e milhões em acabamento não foram feitos, o projeto foi entregue DIFERENTE do que nos foi vendido e proposto, (é só pegar a maquete que era vendida a todos e comparar), isso sem contar na postura estupidamente confrontativa que resolveram abraçar explorando cada mínima brecha contratual pra se dizerem donos de todas as cadeiras e ainda mais agora com uma representação contra a própria forma de comercilaização do Avanti!

Ou seja, aos poucos o palmeirense percebe que DORME COM O INIMIGO, que lhe proporciona um atraente desejado e depois enfia e torce a faca dentro por isso. Wtorres, pelamor... SAIA DO PALMEIRAS. SAIA DO ALLIANZ. O sonho de qualquer palmeirense é que o vovô Crefisa + a Nobreza se unam e banquem a dívida do Waltinho, pra que ele SEJA FELIZ NOUTRAS BANDAS.

Os shows continuariam da mesma forma, isso não tem problema algum. Mas a gente iria garantir o gramado e um baita símbolo do Palmeiras em cada coluna do estádio, daqueles iluminados! E, é lógico, o torcedor se sentindo ainda mais em casa e comparecendo ainda mais. Só de quebra...

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

E então vimos Jesus.

Ae sim! Apresentação de gala sela nossa classificação às quartas de final da Copa do Brasil. A bem da verdade a apresentação foi ok, estrondoso mesmo foram os passos de Jesus em campo.

O que foi aquele passe no primeiro gol? O que foi aquele sem pulo no segundo? E o que foi a tirada pra dançar em cima do Fábio, um ótimo goleiro? Sensacionais isso é o que foram!!!

É lógico que a impren$inha não perderia a chance. Ao abordar o garoto já foram logo enfiando que 70% dos valor do moleque é do empresário e tals... depois ainda reclamam do mercenarismo! Eles próprios incendeiam isso!!! Malditos, informação é nada. Vender é tudo... maledettos.

Mas isso é migalha de pão. A mídia Palestrina está aqui pra dizer em alto e bom tom. É NOSSO!!! Tô vendo esse muleke no Libertas ano que vem, vixe maria, vai pras cabeças.

Agora o importante épor o pé no chão e destacar a força do ELENCO. Isso sim, poque ficar nessa de salientar um ou outro só desarmoniza o grupo. Bora fechar esse padrão de jogo Marcelo! Bora pro círculo virtuoso! UNIÃO, FAMÍLIA!!!



quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Muito além dos 100 anos

Fratellada, hoje o Palmeiras completa 101 anos, encerrando o ciclo de seu primeiro e grandioso centenário. Louvados sejam seus fundadores. Os de alma pura e coração inflamado que iniciaram a épica história.

Antes de qualquer coisa, é importante lembrar que os clubes chegam a essa idade pelo que representam à gerações e gerações de torcedores. Por mais que isso fique subjacente à paixão que os massifica, é nas diferenças que reside a força de uma torcida.

Ao invés da ridícula pregação midiática do “somos todos iguais” (excelente à propaganda), deveríamos sim é ressaltar o respeito às diferenças. Cada torcida tem sua semelhança, suas “idiossincrasias”, como dizem nos cursos de antropologia. E é dando voz à elas que a camisa do clube veste seu torcedor.

PALMEIRENSES, SOMOS O QUE SOMOS. Apaixonados, viscerais, uma torcida familiar, de todas as classes, lutadores, trabalhadores, que correm pelo certo, que fazem seu caminho, que valorizam a educação, arte e cultura, com personalidade forte, estilo próprio, que falam alto, gesticulam e cornetam. E abraçam e beijam e fazem festa! Que é sim, mais um torcedor como tantos outros. Mas que talvez seja, dentre todos, o mais humano.

É por isso que celebramos um centenário. E que tantos outros venham!!! Pois esse espírito é eterno. VIVA PALMEIRAS SEMPRE!

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Buscando o time ideal

Peraí, mas perdemos do Atlético, que time ideal é esse? Explico: as substituições que o Marcelo Oliveira fez trouxeram uma composição com muito mais poder ofensivo, afinal estávamos perdendo. É lógico que não podemos jogar sem volantes, mas temos que ter 4 na frente, então:

Barrios e Dudu no meio campo. Rafael Marques e Gabriel Jesus no ataque. Por que? Pra ficarmos com 2 jogadores de velocidade e outros dois pro passe, pivô e deslocamento a defesa adversária. E já falei antes: Rafael Marques não é meia, é centroavante.

Ele deve ser o cara da área, que abre espaço, protege a bola, que cabeceia. No meio, está se desgastando muito ao ter que voltar pra marcar. Perdemos eficiência assim. Já o Gabriel Jesus vem mostrando que pode e deve começar como titular, aliando sua velocidade e jogo vertical ao posicionamento do Rafael.

No meio, o Dudu vem mostrando muita garra. Isso não pode ser desperdiçado. Barrios nele! Precisamos de um toque um pouco mais rápido no campo de ataque e é isso que o Paraguadjo deve trazer.

Na defesa, mantém Jackson e Vitor Hugo, pois a zaga é dos setores que mais precisa de tempo pra entrosar. Voltando o Ramos pode até entrar em uma das vagas, mas é só. Nas laterais temos a direita com o Lucas e na esquerda depende. Se o Zé Roberto se dispuser a ficar e marcar, beleza, senão volta o Egídio ou mesmo o João Pedro. Deixa o Amaral enquanto o Gabriel se recupera e o Girotto ao lado, ou algum da base que corra mais.

O resto é dar tempo ao tempo e não estressar pro caldo não virar. Temos que saber o que fazer e despejar críticas nessa hora definitivamente não é uma das coisas certas. Marcello, acerta o time que a gente aguarda. Mas assim... leia nosso post. Bora Verdão.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Palmeiras superação! Impren$inha 7x1 só vê erros do adversário

AHHHH FRATELLADA... fratellada do coração. Como é bom torcer prum time que é uma verdadeira NAÇÃO. Sim, pois assistir a torcida cantando o Hino Nacional Palmeirense a plenos pulmões é a certeza de uma coletividade que compartilha VALORES comuns, de honestidade, de trabalho, luta e conquista com as próprias mãos.

Aí o Palmeiras que beira o G4 vai lá, conquista uma vitória maiúscula, com virada em cima de virada, numa superação que era tudo que o torcedor queria ver, e a impren$inha 7x1, eterna lambe-lambe de tudo que for popularesco enxerga o quê? Que o adversário errou muito, que teve pênalti a favor e o que mais puder  pra aliviar a dor do povão, que lhe sustenta.



PALMEIRAS FOI IMPERIOSO! O Alecssandro ACORDOU em pela partida, após ouvir os cantos de “Cristaldo!” por parte da torcida. O Dudu FINALMENTE fez sua melhor partida pelo Palmeiras, jogando mais incisivo na área. O Arouca está se desdobrando e mostrando incrível versatilidade ao assumir de vez a volância de contenção (bola cantada!). O Cleiton FINALMENTE respirou um pouco dos ares de tranquilidade e confiança.

O que aconteceu com o Robinho era previsível. Já vinha de fracas atuações nas útimas partidas. Mas atenção, sem essa de avacalhar com ele, um ótimo jogador que está numa fase ruim. Mas tenho certeza que vai se superar, pois nosso Marcellus vai corrigir o que lhe faltou nessas últimas partidas.Assim como fez o Dudu, uma injeção de CORAGEM e OFENSIVIDADE devem ajudar o Robinho.

Horário de 11h00 estava ótimo, até que o ar secou e o sol esquentou a parada. Um horário muito bem aceito pela torcida, mas rejeitado pelo time. Que prevaleça a vontade DO TIME.

Finalizando, nossa defesa tem um sei lá o quê de criança de 6 anos perdida na feira do fim de semana. Aquele olhar desesperado de “pra onde eu vou, o que que eu faço?”. Temos que intensificar o trabalho nesse setor, forte. Senão esquece, não funciona. Contra times minimamente mais fortes do que o último, que está na 13ª posição, a casa desmorona. Ou arruma isso ou até a vaga na Libertas será muito difícil.

Mas não há tempo pra ficar pensando nisso agora. No meio da maratona, e agora é Cruzeiro pela frente. O que será será e o que pudermos, conquistaremos!

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Administrando interesses. Convergindo objetivos

“Nem tô jogando”... frase do Zé Roberto ao ser interpelado pela repórter, que já foi seco em cima dele de proprósito.

É lógico que todo jogador que atuar. Mas enquanto não inventarem futebol com 22 de cada lado, alguns terão que se conscientizar que essa rotação é normal. Ou vá jogar no Capivari, onde serás titular absoluto.

É por isso que digo: enquanto treinadores (que realmente precisam de reciclagem) e dirigentes são demonizados, os jogadores são lambidos. Nada contra os honrosos defensores de nosso manto, mas contra uma mentalidade que permeia ou infesta (melhor assim) a boleirada: o individualismo.

E não adianta. Isso é inflado diariamente por empresários com incessantes doses de autoconfiança e autopromoção. Confrontado com isso, não há como manter o desempenho. Preguiçoso por sua natureza macunaímica, o brasileiro só precisa de um motivo, ainda que exista só em sua cabeça, pra pendurar o desempenho de lado e exercer a função típica do arrasto e foda-se o resto. A vida, como ela é. Valeu Nelson.

A vergonha Silva
Não sou de sair do futebol, mas como envolve um patrocinado curintcha com a cara curintcha, não podemos deixar de mencionar: uma VERGONHA a participação no tribunal americano do seilá o que Silva, aquele lutador de MMA que – como a imensa maioria dos profissionais que chegam nesse nível – tomou testosterona pra aumentar a força.

Aí foi pego, caiu a casa geral. Achou que estava no Brasil e inventou uma histórinha ridícula no tribunal. SQN. Tribunal AMERICANO filhão. Onde há JUSTIÇA. Aí seu CURINTCHA não ajuda não, irmão. E se fudeu bonitão, mais um NOCAUTE, dessa vez nocatute moral.

Tenha vergonha Brasil. Tenha vergonha de trapacear. Tenha vergonha de querer fazer isso e ainda manter a cara-de-pau e nariz empinado. Do eterno oprimido que tem o direito de ser filhadaputa como resposta. E quem sabe assim, valorizando o mérito e trabalho a gente saia do terceiro-imundismo onde vivemos atolados. Obrigado Anderson “Curintcha” Spider. Por mais essa VERGONHA. Só um detalhe: deveria ter ido com a camisa do time no Tribunal.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Desesperar jamais. Temos a solução!

Pessoal, eu poderia vir aqui como qualquer outro periodista e descabelar as críticas em cima do Palmeiras. Mas como nosso amor pelo time vai além do aproveitamento das circunstâncias, vamos logo ao que interessa: a solução. Sem mimimi, sem fom fom fom. Na lata, direto e reto:

O que precisamos pra voltar a vencer:

Tempo. Sem tempo e paciência não conseguiremos nada;
Rafael Marques não é meio campo, mas atacante;
A zaga é dos Vítors com visita eventual do Jackson.
As laterais devem subir só na boa, com certeza de cobertura.
O meio campo tem que ficar com Arouca, Robinho, Dudu (cadê o Allione?) e Barrios
No ataque Rafael Marques e Cristaldo ou Gabriel Jesus.

Pronto. Põe esse time pra jogar e espera que o resultado positivo vem.

Marcelo, fique tranquilo. Confiamos no seu trabalho, pode por a mão na massa que a gente segura na paixão. As vitórias virão, desesperar jamais. Torcida unida, família Palmeiras é agora que quero te ver.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Até onde podemos chegar?

Título? Semana passada era a cantoria. Hoje? Libertadores... ainda que na bacia das almas.

Com esse meio campo não dá. MUDANÇA JÁ.

Que seja Robinho de segundo volante, Barrios e Rafael no meio, municiando Cristaldo e Gabriel Jesus ou mesmo o Kelvin.

Mas desse jeito tá osso. Com toda consideração possível ao Dudu e ao Leandro Pererira, eles não estão conseguindo fazer o jogo fluir. Posso estar errado, mas é só uma visão.

E a defesa? Ah... a defesa. As Avenida Laterais não podem continuar abertas! E o Arouca que vem mostrando muita disposição pode assumir de vez o lugar do Gabriel.

Derrota é foda... a gente descabma prum “peloamorDeus alguém salva a criança!” que é de dar pena. Efeitos colaterais da paixão. Palmeiras é assim.

Agora temos jogo na quarta e pouco tempo pra algo além de uma boa conversa com o elenco. Mas suficiente pras mudanças.

Guarda Federal
Devemos registrar, simplesmente RIDÍCULA a posição da Polícia Mineira que colocou ½ dúzia de encassetados pra assistir o jogo ao lado do visitante. Que belo país é esse, meu Deus. 3º Mundo Forever, a caminho da República das Bananas.

PROTESTO CONTRA TORRE
E falando em BANANA, o mínimo que nossa torcida pode fazer é defender NOSSO estádio, que está virando o caça-níquel do Torre, aplicado que está em tentar proibir todo esquema de descontos do Avanti pra poder lucrar mais. É o cúmulo da calhordice financeira, da usura lucrativa!

Ninguém nega direito ao uso do nosso SOLO SAGRADO, mas querer prejudicar o clube e torcida pra lucrar mais com isso é a MAIOR FILHADAPUTICE QUE JÁ VI ALGUÉM QUERER FAZER COM O PALMEIRAS. E olha que já vimos muita sacanagem!

É inacreditavel.. esse Torres nos entregou o estádio diferente do projeto (pra economizar), sem acabamento nenhum, não coloca nem símbolo, se aproveitou de cada brecha contratual pra ganhar o que puder e vai ficar 30 anos torcendo o punhal na gente. Desculpem o palavreado, mas aqui quem fala é uma pessoa que frequenta o Palestra há mais de 30 anos e o considera sua segunda casa. Que agora está alugada pum cara que só visa o lucro máximo.

A TORCIDA PALMEIRENSE TEM QUE SE MANIFESTAR CONTRA ISSO!!!

PALMEIRAS!!!!! AVANTI TORCIDA!!!!! NOSSA CASA NÃO É O CAÇA-NÍQUEL ALHEIO!!!!

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

O Hino Nacional Palmeirense

Quem já foi, viu e ouviu e se arrepiou. Primeiro é o seguinte: essa PATAQUADA de ficar cantando hino antes de qualquer jogo é uma babaquice de quem, na falta de conteúdo, tenta ficar grudando um patriotismo forçado e piegas num povo que não aguenta tanta roubalheira.

Quer ser patriota? NÃO ROUBE. Seja honesto e trabalhe, seja educado e ajude ao próximo. Isso sim. Na falta de uma moral que inspire o povo a um patriotismo verdadeiro, cola-se o “passa pano” da musiquinha, que o brasileiro tanto gosta.

Pois não adianta cantar hino se não tem conteúdo! Com tanta desigualdade e roubalheira a gente está louvando o quê? O jeitinho brasileiro? O dinheiro na cueca? As ancas da garota de Ipanema? Pela última ainda vale... de resto.

É por isso que o PALMEIRENSE SUBSTITUIU A LETRA DO HINO NACIONAL, cantando ao invés simplesmente “PALMEIRAS, MEU PALMEIRAS, MEU PALMEEEEEIRAS!” ao longo de toda a música.

É lógico que ainda há os “torce nariz”, mas deve-se compreender a questão de VALORES. O Palmeirense se identifica com o clube muito pelos valores que a “Família Palmeiras” carrega consigo. É é isso que motiva o ato, uma declaração de que é com os valores DESTA CASA que o cidadão se manifesta, refutando aquilo pelo que o Brasil tem se tornado mais e mais conhecido. A incompetência e corrupção.

E no momento que o Palmeiras finalmente parece começar a “voltar às origens”, seu torcedor que mais é abraçá-lo tanto quanto possível, na presença e na garganta. De corpo, alma e valores.

Por isso, que me desculpem os amigos do Caxias, mas eu canto com gosto o Hino Nacional Palmeirense no estádio. Porque somos originais. Porque somos irreverentes. E porque temos valores.

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

A derrota desvela os erros

Pessoal, sejamos sinceros... palmeirense é apaixonado e junto disso vem uma empolgação para deixarmos definitivamente a parte de baixo da tabela. Só que essa empolgação, vinda após a goleada sobre um time que pede goleada, nos cegou para alguns pontos que, enquanto não forem corrigidos, nos deixarão a mercê de derrotass, como a de ontem.

Na lata: o Dudu precisa evoluir e encontrar seu lugar em campo, caso contrário temos várias outras opções para sua vaga. Ele precisaria ter a ousadia e ofensividade que o Kelvin mostrou ao entrar. Aí é só passar a bola (o que o Kelvin não fez) e ver o gol acontecer.

Outra falha: Leandro Pereira foi incensado após seus gols, a gente precisa ter consciência que o gol não é só de quem o faz, mas é construído de onde a bola vem. Ou seja, não é só pelos gols que se avalia um centroavante, mas pelo que ele faz quando a bola não lhe chega redonda, como ontem. E nesse caso o Leandro fez muito pouco.


A saída do Gabriel da volância logo no começo do jogo comprometeu bastante. O Andrei definitivamente não tem a mesma velocidade e os buracos aumentaram. No lugar de um primeiro volante pegador, outro com a mesma característica! Não aconteceu e o Arouca acabou com cãimbras de tanto correr pelos 2 volantes.

Resumo da Ópera: hora de mudar! Lucas Barrios pode assumir o meio campo ao lado do Rafael e Cristaldo ou Alecssandro o ataque. Há várias outras opções com Kelvin, Mouche então é hora de testá-las!
Lamentamos a perda de 3 pontos, mas isso tem que servir de momento de virada, pra que o elenco entenda que a determinação do treinador é pra ser seguida a risca, não estamos aqui pra ser “apenas” uma vitrine dos jogadores, mas um time definido à base da eficiência. AO TRABALHO PALMEIRAS!!!!

Obs.: mais um SHOW da torcida, que compareceu e torceu no 90 min. E APLAUDIU AO FINAL, lógico que não a derrota, mas o esforço de um time que mesmo que sem a vitória, mostrou uma disposição que deve render frutos nas próximas rodadas, Assim veremos!