segunda-feira, 21 de março de 2016

Começar do zero

Começar do zero!

Campeonato Paulista tá servindoexemplarmente pra queimação de filme geral. É aquele campeonato em qua a vitória (de um time grande) é visto como obrigação e a derrota, motivo pra plantar crise.

Diante de cada derrota somos obrigados a ouvir a mesma estupidez: “gostaria de saber quanto é a folha salarial desse time”, numa clara provocação ao time “grande” que – supostamente – deveria ganhar o jogo, já que ganha mais dinheiro.

Cara... eu também poderia citar um corolário de pessoas que tem mais audiência que boa parte dos jornalistas e não ganha nada por isso. Mas tudo bem.

Fato é que o Cuca JAMAIS teria condições de arrumar a equipe em tão pouco tempo. Todos aqueles que pediam a troca de treinador agora se calam, cientes pela realidade explícita de que o problema vai além de um treinador, passando mais pelo tempo natural de maturação de um time.

Mas aqui uma resslava. Já podemos tecer críticas bem fundamentadas a algumas das contratações do time, que não resolvem porra nenhuma. O meio-campo por exemplo. Temos 2 estourados (Xavier e Moisés). Mas também trouxemos aquele Régis do Sport, que mal teve chance de mostrar futebol.Ou o cara é uma porcaria ou estaão vacilando em não colocá-lo. Sou mais pela primeira possibilidade.

Vou ser sincero. Paulista é super complicado pois pega times do interior do rico interior paulista que se preparam especificamente pra essa competição. Detalhe que a diferença na folha salarial não considera.

Enfim. O Cuca bem que poderia levar o time prum retiro em Itú ou Atibaia* e deixar o Valentim tocando o paulista por 3 ou 4 rodadas. Isso cobre umas 2 semanas, tempo ideal pra passar o time a limpo e cada um reconhecer a função do companheiro em campo. Vamos recomeçar do zero!

Precisamos desse momento de “antes/ depois”, algo que quebre essa rotina modorrente que o time se enfiou. Bora diretoria, se mexe aí. Fizeste boas contratações, mas uma pá de ameba veio junto. Já está claro que precisamos de umas 2 peças novas e mandar umas 6 pra outro time, que aproveitará melhor seu futebol. Chama o 10 da Ferroviária (nem sei o nome) e esse Camacho aí do Audax. O difícil encontrar alguém com futebol, humildade e personalidade. Mas é o que precisamos.



* crédito ao pessol do Forum PTD, sempre com boas ideias...

18 comentários:

  1. Galluzzi, como ja havia dito aqui, embora o MO não estivesse encontrado um padrão de jogo, o problema não é técnico. Está claro que este grupo de jogadores que começou a se formar em 2015 não deu liga dentro de campo. Vou insistir agora é hora da diretoria, é o momento da limpa.
    Se dispensarem C.Xavier, Felipe Gabriel, L.Almeida, Regis e fazer um jogo despedida de aposentadoria do Zé Roberto. Com a grana dos salários destes podemos trazer um bom 10 e um LE.
    Precisamos pra ontem de um LE e um armador, e para o BR-16 talvez mais um zagueiro e um LD embora para essa posição ainda temos alguma esperança com o Jean, L.Taylor e até mesmo a redenção do Lucas resolva. Mas estes 2 ou 3 reforços que venham para ser titulares, chega de apostas. Apostas temos a base.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É PG... e além disso precisamos de 2 coisas que o elenco já não tem mais: tempo e paz. AGora vamos que vamos. Isso é Palmeiras... ABS!

      Excluir
  2. Amigo Galluzzi de longas datas, Cuca não tem nada haver com o que esta acontecendo, ele ate o presente momento esta isento desse futebol medíocre.Mas...o senhor Alexandre "Mittos" e seu fiel escudeiro Cicero, esses sim tem culpa no cartório. Li uma vez, que nesse elenco recheado, 80% dos jogadores sairão da concepção que ele entende de futebol, e nao uma coisa total em conjunto com a comissão técnica, da comissão tem 4 ou 5 indicados o resto ele coloco la e disse: ta ai o seu time. Mas vamos la, Lucas e Egidio nao jogam minha pelada de final de semana, colocar o Gabriel depois de 8 meses parado tendo Jean no elenco, nao da para entender, continuar no 4-2-3.......-1??? e de se perguntar, sera que estava vendo os jogos do Palmeiras???, Me pergunto, esse elenco e realmente homogêneo??, um camisa 10 faz tanta diferença assim??? são perguntas que assombra nos Palmeirenses a muito tempo, e pelo jeito vai continuar nos assombrando por esse ano todo. Avanti Palestra!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso Mineiro, mas temos que contextualizar. O cara (Mattos) é reconhecidamente um ótimo diretor de futebol. Mercado a fora existe algo melhor? Então já estamos caindo na mesma caça às bruxas do treinador. Sobre o restante... só posso dizer que há muito tempo não tinhamos condição de montar um elenco tão "à escolha" como esse ano. Vai falar que a presidência não está se empenhando em trazer os melhores profissionais pra montar o melhor time? Está. Agora a gente vai fazer o quê? Esperar e torcer... haja fé. Abs!

      Excluir
  3. Olá Galluzzi.
    Bom que você já resgatou a corneta jogada fora uns dias atrás. :)
    Estamos a 3 pontos do rebaixamento no Paulista, eu estou avisando já faz um tempo.
    Tá legal, tem muito time no meio, mas da forma que caminha a coisa é melhor se preocupar.
    Falta muito para começar o Brasileirão? :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Elcio, não quero cornetar, mas temos que saber quem pode ou não jogar nesse time. É hora de medidas radicais como em 2003 quando mesmo após o descenço o time não vinha bem. Subimos a molecada e deu no que deu. Não digo pra fazermos o mesmo, mas um retiro bem que poderia marcar um recomeço. Valeu.

      Excluir
  4. Galluzzi,
    Eu fui um dos que pediram a troca de treinador. Só que não pedi um que já viesse com prazo de validade vencido. O cara chega cometendo os mesmos erros do antecessor. Como dizia Albert Einstein "Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes". Não precisa ser um expert em futebol para perceber que o Alecsandro não tem a menor condição de fazer parte do atual elenco do Palmeiras, quanto mais ser a primeira opção no ataque. Por que razão pagaram um fortuna pelo Erick se era para coloca-lo na reserva do Gabriel Jesus? Não estaria na hora de testar Gabriel Jesus e Erick juntos?
    Você se referiu ao Régis como sendo uma porcaria, mas o cara era cobiçado por grandes clubes e imediatamente criou-se a esperança de ser o tão sonhado meia que estávamos aguardando. Por que não dar chances ao jogador?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha Ítalo, acho que está na hora de testar o que for possível. Citei que o Regis pode ser uma porcaria porque nem mesmo chegou a jogar, se fosse bom já teria se destacado pelo menos no treino. Mas não descarto erro tático dos treinadores, que infelizmente não podem ser escolhidos a dedo como gostaríamos. Dentre as opções o Cuca foi uma alternativa consensual. Abs.

      Excluir
    2. Olá pessoal!

      Desculpe me meter na conversa, mas pelo que vi das atuações de nossos atacantes, o Alecsandro não fica nada a dever para os demais. Inclusive se temos que exigir algo de alguém, é do Barrios que veio a preço de ouro e até agora, dos jogos que vi, foi pior que o Alecsandro e que o Cristaldo.

      Abraços

      Excluir
    3. Claudio,
      Sendo assim estão plenamente justificadas as derrotas para Linense, Ferroviária e Audax. O Alecsandro se enquadra naquele grupo denominado de quinta categoria citado pela dona da Crefisa. Penso que o problema ainda reside no meio campo, onde temos volantes de contenção que não contém, meias de criação que não criam e por aí vai.

      Excluir
    4. Salve Ítalo!

      As derrotas estão justificadas pela horrorosa falta de padrão e tática do time e não pela atuação de isolada de um jogador. Concordo em gênero, número e grau, com relação ao meio de campo, fica difícil avaliar o ataque se a bola não chega do jeito que deveria. Se possível for, gostaria que você falasse das atuações do Barrios, do Alecsandro e do Cristaldo. Dos jogos que vi, todos eles estão muito irregulares, tanto que houve uma rotatividade muito grande da titularidade deles.

      Abraço!

      Excluir
    5. Salve a dialética! Torcida boa nem sempre está em acordo, mas é educada e sabe escrever... isso é Palmeiras. A propósito... tbm achei que as contratações fossem render mais. Só 30% se salva...

      Excluir
  5. Galluzzi, tudo certo? Na realidade o palmeirense já tá com o "lombo" calejado de tanto levar bordoada, o problema é que nesse ano a expectativa foi enorme, apesar do elenco já dar sinais no ano passado que não tava dando liga e termos esse começo pífio, tá difícil de aguentar, concordo contigo que não adianta crucificar ninguém, mas tá na hora da diretoria ser mais ativa e se movimentar para contratar um 10, sei que o Paulo Nobre não quer a ajuda da CREFISA para comprar jogador, mas se esse seria o caminho mas rápido para conseguir colocar algum "cérebro" no elenco, por que não, já que isso pode representar no futuro próximo mais lucro e títulos. Com relação ao CX pode mandar embora, acho que não volta mais, assim como o Felype Grabriel, como queria ganhar um ano de salario sem fazer nada, e mais uns outros aí, o Regis já li que realmente tá indo muito mal nos treinos, sei lá o que acontece, todo jogador que vai bem em outros times quando chega no Palmeiras, emperra. Com relação aos técnicos nos 10 últimos anos todos os técnicos de ponta já passaram pelo Palmeiras, então o problema não é o técnico, tem alguma coisa mais complicada dentro do ambiente.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Denílson. Vc recebeu o último número da revista do Palmeiras? Lá eles destacam o Robinho como sendo o "10" de fato. Citam o Régis assim: "contratado ao Sport, também não conseguiu ter uma boa sequência." Do Moisés: "está fora por no mínimo 4 meses por conta de uma fratura no pé direito." Do CX nem citam. Ou seja, as contratações micaram por enquanto e temos que acreditar no Robinho fazendo a função do 10 que acho que nunca quis ser.

      Um camisa 10 legítimo (que precisamos) sabe PROTEGER A BOLA. Não tem medo do combate adversário. O Robinho não! Se a marcação chegar junto ele se livra da bola! É ISSO que precisamos resolver. Manter a bola no meio campo, se o adversário faz marcação sob pressão, a solução é ter um bom passe pra CANSÁ-LO. Cadenciar o jogo é o que evita chutão, que é bem diferente do passe me profundidade.Bom, tem gente paga e muito bem lá dentro pra saber e resolver a questão. A nós resta torcer... e pagar a conta como sempre. Abs!

      Excluir
  6. Galluzi, sempre vejo seu blog, adoro suas postagens. Hoje fiquei triste quando vi a matéria de que os muros de nosso querido Palestra amanhecei pixado. Tudo bem que nosso futebol está horrível, mas o treinador acabou de chegar, ainda está analisando o time e já depara com uma pressão dessas? A torcida teve paciência, acredito que deverá continuá a ter, pois o treinador precisa de um ambiente agradável pra trabalhar, assim como os jogadores. Quando você citou o Cleiton e meu xará, lembrei que os dois atuavam no exterior. Sempre "levamos na popa" quando contratamos jogadores que atuam no exterior, pois lá o clima é outro, o ritmo é outro e o calendário também, quando chegam aqui sentem a diferença, resultado? DM lotado. Deveríamos ter contratado dois laterais (esquerdo e direito), pois o Lucas não vem jogando bem e o Egídio não passa confiança. Acredito que temos jogadores de qualidade, principalmente no meio, o que falta é o mestre saber colocar as devidas peças no lugar certo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Moisés, também fiquei chateado, ainda que não surpreso. A torcida do Palmeiras é assim, vítima da paixão que a motiva e a consome! Tudo o que eu queria era ver o Palmeiras por mais de 3 meses sem ser atacado diretamente pela imprensa e queimado em praça pública com a torcida em êxtase.

      Sobre as contratações... foi uma lógica terem acreditado no Egídio que havia chegado do Cruzeiro como um dos melhores laterais do Brasil. AGora são outros 500, já recebeu mais chances e parece que não tem uma só partida que consiga atuar bem. Já o Lucas foi muito bem no ano passado (até o João Pedro conseguiu destaque). Então não havia porque supor que teria a queda de rendimento que teve neste ano. Isso nos dá ideia de como é dificil administrar um clube, que a a grande distorção que temos em relação à realidade e o que imaginamos dela. Mas vamosqvamos. Abs!

      Excluir
  7. Amigo Galluzzi, Fiquei feliz em saber que cuca se reuniu com a diretoria e vai reavaliar o elenco(que era para ter sido feito no começo do ano), a musica de funk(nao curto muito) ado, ado, ado cada um no seu quadrado, e perfeita para ocasião, a comissão avalia os pontos fracos do elenco, faz o relatório e pede 2 a 3 opções, e a diretoria faz a parte da viabilidade do negocio $, simples assim, para um mega "gestor" como dizem, ele tem reconhecer q ele faz negocio, e NÃO treina time. Abraços amigo

    ResponderExcluir
  8. Neste momento acabou a paciência da torcida que vai começar a cobrar forte o que pode desandar tudo de vez. Somos Palmeirenses conhecemos nosso time e nossa torcida e sabemos como funciona. O lado bom da história é que vejo como um problema técnico, ou seja, nosso problema é dentro de campo, no momento não temos problemas financeiros e políticos que agravaria ainda mais estes problemas.
    Então cabe ao Presidente cobrar internamente a diretoria de futebol, tecnico e jogadores. Não importa se o Cuca chegou ontem, que blindem ele mas cobrem forte, peça ao Valentim a explicar que i Gabriel é 1º volante como o T. Santos e Rodrigo, que 2º volante são o Arouca, M.Salles e jean. O elenco é enorme então não cabe inventar na volancia. Que quebre a cabeça na armação que é carente. Nas laterais que tem deficiência técnica, na dupla de defesa que é desconcentrada, na dupla de ataque que é indefinida.
    O que quero dizer com isso. Estão formatando uma crise que não existe. Basta concentrar esforços para o time acertar dentro de campo, nem que seja para dar palpites sim no trabalho do Cuca. Mas tambem insisto, identificar já quem não vai vestir a camisa e limpar do elenco. Que fique com 28 ou 30 que ja ta bom demais. Precisa no momento dar ênfase e prioridade na qualidade e não quantidade. O problema é tecnico.

    ResponderExcluir