terça-feira, 1 de março de 2016

Esculachados pela Torcida

Recentemente uma apresentadora/ repórter do SporTV foi esculachada nas redes sociais por palmeirenses que não só descobriram sua preferência clubística, mas também algumas piadas que ela teria feito, ainda quando na faculdade de jornalismo, com o Palmeiras.

Pelos comentários acerca do ocorrido a repórter teria declarado que teria sido “o pior dia de sua vida” e que mesmo pedindo desculpas por sua “escolha” (?) teria ficado profundamente chateada.

Apesar de nem ter visto o que aconteceu (nem tenho conta de twitter), por puro apreço gostaria de de responder à repórter com um imenso pedido de DESCULPAS pela falta de modos da nossa torcida. Somos ogros na defesa do nosso time mesmo.  Ainda que não considere nenhum jornalista “ingênuo” a ponto de achar que é sua preferência clubística e não o sarro tirou com o adversário a razão das hostilidades...

Essa resposta de torcida é a coisa mais efêmera, volátil e inconsistente entre todas as outras possíveis. Ausente de qualquer conteúdo racional, tais ofensas são puro vomitório de descontentamento e nada tem de “pessoal”. Mas não pode ser deixado barato, pq pessoas não devem sair por aí ofendendo - o comportamento digital deve ser o mesmo que pessoal! Isso deve ser bem vigiado!

Mas deixando clara a situação: o direito de escolha é universal! PelamordeDeus que a torcida não entende isso. O problema é o que se faz a partir dessa escolha. Se você decide ser jornalista esportivo e na época da faculdade andou fazendo suas “piadas” com outro time, pode ter certeza que um dia isso será descoberto e jogado na sua cara quando fores profissional. É certo? Não. Mas é a vida, como ela é.

E se ainda deres o “azar” de trabalhar numa hipermegacorporação como a Globo... ah, minha cara... aí sim é que pode se preparar pra isso. Sua isenção será amplamente questionada e do questionamento pro insulto, basta uma gota daquele ingrediente abundante na humanidade chamado ignorância.

O fator “machismo” é uma parte dessa ignorância. Mas tem pouco mais a ver do que qualquer outro fator que pudesse ser usado pra depreciação, por mais tosco e sem fundamento que possa parecer. Digo-lhe isso como torcedor de “divisa” ainda em época de cordas, que se acostumou a “cultura de ofensas” que alí existia, ainda que nada dela me agradasse.

Resumindo. Desculpa aí dona. Mas por favor, não leve nada pro pessoal porque é tudo paixão clubística que nada tem a ver com você. Mas qualquer piada com nosso time, tenha sido o PAPA ou a MADRE TERESA que tenha feito, hoje ou na década de 50... pode ter certeza, vai ser esculachado da mesma forma!

Apenas como referência e pra não se sentir sozinha, no mesmo hall dos "Esculachados pela Torcida" há um corolário de “colegas” de profissão, que vão de um Lang (ele mesmo adora a pegação no pé) a um Neves. Todos esses aprenderam a sublimar as ofensas decorrentes desse mix de paixão e descabelamento. Fale com eles! Sugiro que faças o mesmo e terás muito menos “dias tristes” em sua vida. Abs! Ah, quem mandou abração também foi seu colega... o Sidnei Rezende.

2 comentários:

  1. Bom dia Galluzzi!!!

    Nem sei exatamente a notícia, mas tem muita gente que usa a internet como esconderijo, para aquilo que não faria pessoalmente, o que pra mim é pura covardia. Tem outras que fariam independentemente disso, essas são estúpidas (rsrsrs).
    Brigar por causa de futebol ou piadinha feita ao time, considero um pouco de infantilidade, não que eu não seja, já perdi a linha algumas vezes, mas procuro focar no bom senso, para na maioria das vezes, não cair nessa.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um pouco, Claudião? Muita infantilidade!!! rss... foda ver como os caras torcem nos USA por exemplo, adversários lado a lado sem treta. Aqui ainda vai demorar mais.

      O engraçado é que há um debate grande acerca de quanto a pessoa "se esconde" ou "se revela" através da internet, pois o contato pessoal tbm pode reprimir muitas expressões. Isso é largamente estudado e os casos se sobrepõe.

      Seja como for, o que me chamou atenção no caso foi a forma RADICAL como a imprensa tem tratado os casos de opiniões contrárias, jogando tudo no caldeirão da "ofensa/ linchamento" da infeliz vítima. Digo isso porque faço moderação de fóruns/blogs há mais de 15 anos e sei o quanto vc deve filtrar a ignorância e NEM LER o que vem com esse puro intuito. Aqui mesmo isso acontece, mas eu nem dou trela nem deixo chegar na galera.

      Esse culto a personalidade acaba produzindo uma sociedade exclusiva de imagem. Conteúdo é espuma de sofá.... rs. Abs!

      Excluir