segunda-feira, 30 de maio de 2016

Um longo caminho à frente

Fratellada... a demora no post é devido ao tempo pra reflexão, que sempre evita os excessos perigosos. Assim podemos ter uma visão melhor do acontecido.

O maior problema do Palmeiras hoje é reconhecer o quanto ainda está longe de um futebol que possa se considerar apto a vencer o campeonato. De repente pretendeu-se “seremos campeões”, um discurso forte que até foi respeitado, mas cobra seus tributos. A confiança é importante. Seu excesso é uma desgraça.

Eu mesmo estava empolgadão com o quarteto Dudu, Roger, Jesus e Alec. Foi à campo novamente, frente a uma defesa mais sólida e deu com os burros n'água. E olha que é “sólida” ma non troppo...

Agora temos a novela e “rusga” entre o Cuca e o Dudu. As vezes o jogador fica meio marrento mesmo, mas críticas pessoais geralmente ocorrem quando algum jogador está muito banqueiro e precisa ser posto de volta à terra.

O problema não é o Dudu jogar no meio-campo. O problema é fazê-lo SOZINHO. Ficou com marcação ferrenha e muitas vezes sem opção de passe, com companheiros distantes. Por isso não jogou bem.

A aproximação dos jogadores quando temos a posse de bola é fundamental. E na defesa, a marcação ainda colapsa na formação setorizada sem cobertura. Perdemos a ação ofensiva nas laterais e a marcação dos homens de frente ficou facilitada. Pra falar a verdade ninguém jogou bolhufas. Com exceção do Prass, mais uma vez, monstruoso.

Mas não é hora de desespero algum. É justamente agora que precisamos ter tranquilidade pra entender que há muito a corrigir e que nenhum discurso de “campeão” é possível antes da 38ª rodada. A ordem é falar menos e trabalhar mais. Bora Verdão.

6 comentários:

  1. Amigo Galluzzi, sou um Palmeirense apaixonado, mas um torcedor consciente, esse time tem nome, tem escalação impecável no papel, mas nao tem 1/3 da raca do santa cruz, jogador nao divide bola, veja o VT ou repare os proximos jogos, quando o time adversario esta com a bola ali pelo meio saindo de seus zagueiros, muita das vezes os nossos atacantes vem caminhando olhando o que vai acontecer na jogada, no começo, bem no comeco, para ser mais preciso os 10 primeiros min, eles ensaiam um pressão nos zagueiros, so para enganar depois so andam, falta pecada, raca, falta querer nao perder, olha a entrevista do DUDU no final do jogo: "fiz o meu papel" para vai!!, a partir do momento q o time perde, NINGUEM fez o seu papel, da faxineira ao atacante. Resumindo a dura realidade com poucas rodadas, fratelos nosso time é de meio de tabela. Abracos....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Mineiro... quando cantamos "transformando a lealdade em padrão" em nosso hino, é à isso que nos referimos. A entrega e dedicação constantes, que hoje estão longe de ser realidade. Por isso uma das maiores virtudes de um treinador atual é saber como manter seu elenco motivado pelo maior tempo possível, correndo em conjunto e se dedicando de forma "Santa Cruz", guardadas as proporções e momentos específicos. Temos elenco. Temos planejamento. Temos estrutura. Só falta agora tempo pra cozinhar esse caldo (ou angú!)... rs. ABs!!!

      Excluir

      Excluir
    2. Oi Galluzzi, tudo certo, melhor seria se tivessemos ganho ontem, para mim ficou a impressão que o time fica meio que "acovardado" quando joga fora de casa e ficou intimidado com o jogo com torcida unica, novamente ficou clara a falta de um "cerebro" no meio, o Dudu é esforçado mas para mim não serve para jogar no meio, ele é muito mais velocidade do que pensamento e ficar novamente com um meia que vive mais no DM do que no campo de jogo não dá, com a grana toda dos patrocinadores não dá pra esperar muito mais, tem que buscar logo algo novo, com relação a zaga, vamos torcer para que o Mina realmente seja tudo que falam e deixe o Vitor Hugo e o Tiago Martins brigarem pela vaga e o Mateus Sales fez falta ontem, o Tiago Santos me pareceu meio perdido na volancia e o Roger Guedes, que no jogo do Florminense matou a pau, sumiu ontem, pois não tinha alguem apoiando e pensando no jogo. Tá na hora do Cuca "peitar" o sr Mattos e realmente pedir gente que possa resolver as deficiencias, porque depois que ele falou que seriamos campeões, tornou cada rodada em uma final, todos os times querem ganhar do campeão.
      Abraço, até o próximo, que sejamos nós que vamos tomar chimarrão.

      Excluir
    3. Amigo, complicado, em uma pais em crise quem precisa de motivação e quem esta sem emprego e sem salario, esses caras estão ganhando bem e em dia, Barcelona precisa de motivação pq ganha tudo e fica sem graça, ai tem que manter a fome de titulos dos caras, a gente nao ganha Paulista a quase 10 anos...Nao podemos conformar que uma time igual o nosso, com nossa estrutura precisa de motivação. Abracos!!

      Excluir
    4. Denílson, aina acredito que o Dudu pode render na frente ou no meio. Mas pra isso ele tem que ter alguém ao lado, senão desanda. Tal como o Edmundo que tinha o Zinho pra cadenciar o jogo, lembra? Contratar podeser bom, mas eu queria mesmo é o time definido no esquema e no padrão. Só então podemos ver com clareza onde precisamos de reforços. O Moisés por exemplo, está mostrando serviço sempre que entra. Quem sabe o que o tempo pode trazer... abs!

      Excluir
    5. Mineiro, e o pior é que precisa mesmo, porque a mentalidade do jogador brasileiro é muito imatura, com baixo senso de profissionalismo (que se reflete na disciplina tática), tal como é reconhecido nos mercados europeus. Pela diferença de futebol apresentado, vc imagina o Olímpo para onde foi parar a cabeça do Roger depois do jogo contra o Fluminense por exemplo... é fodja... mas vamos lá. Abs!

      Excluir