segunda-feira, 13 de junho de 2016

12/06 – Dia da Felicidade Palmeirense!

Peraí fratellada, espera aí... antes de mais nada um belo CHUPA à gambazada fedentina da zona leste, filhotes da rede Globo. E de quebra, um CHUPA à impren$a medíocre que ignorou completamente o IMPEDIMENTO do jogador adversário pra direcionar todos os comentários acerca de como o resultado havia sido influenciado. Além de tendenciosos, são incompetentes na simples análise da jogada.

Mas isso já era. O que ficou foi o futebol SUPERIOR que o Palmeiras demonstrou ao longo de toda partida, dominando o adversário e só não fazendo mais pela pontaria descalibrada. Mas o DOMÍNIO foi amplo, geral e irrestrito.

Diante de um adversário rápido e técnico, nossa defesa teve que se desdobrar. Thiago Santos jogou uma de suas melhores partidas e mesmo o Dracena, sem o ritmo perfeito de jogo, segurou todo o ímpeto de ataque adversário. A bem da verdade, com exceção do Roger Guedes que ainda está buscando seu melhor posicionamento, todos jogaram bem.

O Gabriel busca toda jogada, o Jean está representando muito bem na volância, o TchêTchê parece nem sentir a camisa, o Dudu continua voluntarioso e o Moisés está garantindo a posição. Posso até estar enganado mas entre ele e o Cleiton Xavier, nem tenho dúvidas, vou no profeta. Mas estamos com um futebol que dá gosto de ver.


O destaque vai para o Cuca. Deus nos livre de que ele seja chamado pra seleção, que vá o Titi, Tete, sei lá o quê. Esse sim é a cara da seleção. Cuca não, ele é muito menos afeito à politicagem maldita que assola a selecinha cabecinha. Vai que é sua Titi!

Pra finalizar, uma menção honrosa ao NOSSO TEMPLO, NOSSA ETERNA CASA, PALESTRA ITÁLIA, ALLIANZ PARQUE. A força que existe nesse lugar é impressionante. É algo mítico, quase espiritual. Sediando partidas oficiais de futebol há 114 anos (o campo do Parque Antártcia foi palco da primeira partida de um campeonato oficial, em 1902), ouso dizer que NENHUM campo desse país tem tanta história, força e significância. Em que se pese os estádios cariocas na época que a capital do país era no Rio, as Laranjeiras, São Januário ou mesmo o Maracanã com seu gigantismo ultrapassado. Mas que ficaram no tempo, enquanto o PARQUE ANTÁRCTICA/ PALESTRA ITÁLIA/ ALLIANZ PARQUE fez da metamorfose sua grandeza!

PARABÉNS a todos nós que fazemos parte dessa história. Que temos NOSSA CASA desde sempre! Que lutamos, sofremos e vencemos. PARABÉNS AO TIME, e PÉS NO CHÃO pois ainda há muito trabalho a ser feito antes que possamos comemorar algo de verdade. BORA PALMEIRAS, BORA FAMÍLIA!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário