sexta-feira, 10 de junho de 2016

Data Redentora, 12/06

Prezados... 12/06 será sempre um dia sagrado aos Palmeirenses, mas especialmente aos que viveram a fila. Data Redentora, 12/06/93 foi a abertura de uma nova realidade onde não só o Palmeiras, mas o Brasil, parecia mudar pra melhor e o esforço de anos e anos parecia enfim, dar resultados. O fim de nossa fila coincidiu com o alívio temporário numa crise econômica que assolava o país há décadas.

A paixão do Palmeirense, forjada na luta e na conquista, na superação de obstáculos e sobretudo no apreço pelos valores de sua herança cultural e familiar, é nossa principal característica.

O conceito “FAMÍLIA” não surgiu por acaso, mas fruto da união, da convergência de personalidades. O Palmeirese se SENTE numa família que compartilha valores semelhantes.

São esses valores que entram em campo. Tendo começado a torcer em 1977, quase não fui à final de 93 (só fui ao segundo jogo, do 4 x 0), pois eu ficava encanado achando que era pé frio.


No dia da final, 12/06/93 mandei a superstição às favas e fui lá comprar o ingresso (num lote extra de 500, colocado a venda no Parque São Jorge!), às 6h30 da manhã. E as próximas 24horas seriam as mais intensas da minha vida! E de lá pra cá já pude comemorar títulos do Palmeiras Campeão ao vivo, no estádio, pelo menos outras 8 vezes.

Não é só uma vitória. É a SUA vitória! NOSSA VITÓRIA!!! Palmeirense, lembre-se que a força de nossos valores já nos fazem vencedores antes do jogo começar! É por eles que lutamos! Por um mundo melhor, com mais educação, respeito, justiça e... muito verde!

Não somos iguais. Mas nossa diferença não nos faz inferiores ou superiores. Nos faz... PALMEIRENSES. SAGRADO O TIME QUE TEM UM 12/06. VAMOS PALMEIRAS!!! E VAMOS BRASIL! E pode soltar o hino!!!


Time pra pro clássico de domingo:
G - Prass - (indiscutível)
LD - Jean (segurança na lateral direita)
Zaga - Thiago Martins (boa sequência)
Zaga - Thiago Santos (tbm boa sequência) ou Dracena (está sem ritmo mas tem experiência
LE - Fabrício ou Egídio

1º Volante - Matheus Salles (bom jogador, cresce em decisões, rápido)
2º Volante - TchêTchê (rápido com boa saída, pode revezar com o Jean na direita

Meio-campo - Moisés - entrou bem, dinâmica no meio campo
Meio-campo - Dudu -  conduz, finaliza, dribla, bom passe
Atacante - Roger Guedes - dribla, rápido, finaliza
Atacante - Gabriel Jesus - idem Roger guedes, ainda melhor.

No segundo tempo pode entrar com Zé Roberto, Rafael Marques e Barrios

2 comentários:

  1. Galluzzi amigo, Estamos no caminho, o time esta tomando uma cara, cuca esta lendo bem os jogos, essa jogada entre colocar um meio mais leve com Mateus sales, e mais forte fisicamente com Tiago, foi muito bacana, fica bem claro taticamente o desempenho do time quando um ou outro, uma adendo a essas vitorias, os ultimas 15 a 10 min para finalizar a partida temos q ser mais atentos, sempre pecamos nessa reta final das partidas, fomos favorecidos pela incompetência de algumas equipes, mas diante de times com jogadores decisivos podemos deixar escapar um vitoria ou um empate. Gabrile Jesus excelente jogador mas precisa ser so mais preciso na hora de decidir. Abração

    ResponderExcluir
  2. É verdade Mineiro, mas acho que o Cuca foi mais correto escalando o Zé Roberto desde o início, passou mais experiência. Nossos volantes estão cumprindo a função isso faz diferença. Pro Gabriel é só questão de tempo. E pro time, sequência de jogos... bora lotar! Abs!

    ResponderExcluir