sexta-feira, 3 de junho de 2016

Jogaço para forjar o padrão

Fratellada do coração... realmente o futebol tem coisas peculiares. Noite fria, castigou os corajosos torcedores que a enfrentaram com uma baita chuva daquelas de esfriar a medula.

Em compensação, tivemos um dos melhores jogos do campeonato, onde a bola mal parou no meio campo, mas sim várias vezes no fundo da rede.

O Grêmio vem com a proposta de futebol moderno com muito toque de bola e força total no meio campo, sem um ataque fixo, preferindo vir com seus homens de trás. Funciona muito bem, acreditando na velocidade e no jogo físico, como de praxe dos sulistas.

Acontece que o Palmeiras tem brio. E quer mais! A vantagem precoce no placar nos jogou lá pra trás, aguentando as constantes porradas gremistas, que foram surtir efeito na incompetência de uma arbitragem incapaz de enxergar impedimento numa jogada óbvia.


Jogo empatado, fomos ao grande segundo tempo com a melhor substituição que o Cuca poderia ter feito. Nada contra ele, mas o Alec não tem velocidade prum jogo desse tipo. Roger Guedes entrou e mudou o panorama dando ao ataque a força que faltava.

Mas foi ao gol gremista que tivemos a melhor reação. Quem esperava que fossemos sentir, assistiu uma puchada de costas do Roger que engasgou os tricolores gaúchos. Atônitos, tentaram ir pra cima, mas bateram de frente com uma defesa improvisada com o Thiago Santos na zaga e aí pararam.

Ressaltando também a bela partida do Dudu, do Moisés, do Jean, do TchêTchê, do Gabriel, do Zé Roberto e Victor Hugo. Reparem no desempate, como ele põe o marcador pra dançar antes da cobrança de escanteio e sai pra cabecear no meio da zaga, lá no 3º andar! Perfeito!

Foi daquelas partidas em que se forja o padrão de jogo. Na marra, os jogadores tiveram que encontrar seu espaço, o melhor posicionamento, tempo de marcação, a melhor linha de passe. E pensar rápido!

Parabéns time!!!! Palmeiras fez ontem mais um dos seus shows, que tornam inexequível sua afirmação de grandeza, certo de uma bandeira carregada de valores fundamentais e tão preciosos. O prêmio, pra quem trabalha de forma árdua e não se abate pela incompetência que teima em corroer o esporte nacional. À isso nosso canto... PALMEIRAS, MEU PALMEIRAS MEU PALMEEEEEEIRAS!!!! AVANTI FRATELLI!!!



5 comentários:

  1. Fala amigo, que jogo hein, Palmeiras é isso. Capaz de dar sangue em um jogo muito duro, e se abater diante uma ponte preta, desculpe pelo balde de agua fria, mas quero ver esse Palmeiras que jogo de ante do grêmio, o resto do campeonato, que se forje desse jogo o Campeão Brasileiro de 2016, mas gostaria que me respondesse uma pergunta, cade o Mina zagueiro??? Ja era para ter estreado, to muito confiante de ver essa dupla de zaga, Mina e Vitor Hugo, e gostei do Moises, fisicamente precisa se aprimorar para nao vira um segundo robinho, mas esse meio com: Jean, Mateus Sales, Moises e DUDU(mais avancado), e muito forte, estamos achando um padrão. Abracos!!!

    ResponderExcluir
  2. Com certeza Mineiro. Foi mesmo um jogo pra forjar o estilo de jogo que o time deve adotar pro restante da temporada. Mas ainda é cedo pra dizer... "Habemus Padrone"... temos muito trabalho à frente. Qaunto ao Mina, deve ser mais um daqueles casos exemlares da burrocracia brasileira. Só espero que ele nem passe no DM, senão já vão segurrar ele por alí! Passa longe do DM, Mina!!!Abs!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falo tudo, Galluzzi!! kkkkkkkkkk.....

      Excluir
  3. Olá Robertão e Mineiro!!! Blz?

    Então, é o que o Mineiro falou, estamos oscilando entre ótimos jogos (em casa) e péssimos jogos (fora de casa)... É claro pra mim, que esse time tem um potencial enorme e que cedo ou tarde (cedo por favor!!!), encontraremos o padrão de jogo que tanto ansiamos. Vejo essa equipe do Palmeiras, como uma equipe plenamente capaz de ganhar campeonatos, mas me preocupo com a sequência.
    Para o ano que vem já prevejo libertadores e fim da gestão do PN (melhor presidente que vi no verdão). Espero que não haja o desmanche da equipe, como já vimos acontecer diversas vezes e que possamos utilizar esse time o ano que vem também. É bom ver os frutos de um bom trabalho! Fico na torcida.

    Abração procês!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala parceiro Claudio, Vc tocou em um ponto preocupante, tambem presenciei aquele desmanche de uma gestao para outra, mas, Roberto Galluzzi pode nos responder, acho que ta rolando uma votação interna para aumentar o tempo de gestao, passaria de 2 para 3 anos, com isso seria extendido por mais 1 ano a gestao desse ano do Paulo Nobre, se isso nao acontecer é torcer para que consiga colocar um bom sucessor que de seguimento ao trabalho, por mais vamos ficar na torcida. Abração!

      Excluir