domingo, 31 de julho de 2016

Prass, uma nação sofre contigo. Venceremos juntos!


Estamos aqui agora e estaremos aqui no seu retorno. Um cara que se cuida tanto, hoje em dia joga até os 42, haja vista nosso Zé Roberto! Vamos juntos Prass, firmeza que o bagulho vai ficar no jeito certo.

Monstro Prass. Passa por agonia semelhante a qual passou nosso São Marcos. Quem diz que a vida é justa, não entende as agruras as quais as melhores pessoas são submetidas. A vida é uma trilha a ser percorrida, com momentos bons, outros maus. Mas sempre um desafio. Felizes as pessoas que contam apoio para enfrentá-los.

CONTA COM A GENTE PRASS!!! Tens uma NAÇÃO ao seu lado. Além de um puta goleiro, és uma baita pessoa. O Palmeiras te acolhe como a um filho. VAMOS SUPERAR E VENCER MAIS ESSA JUNTOS! FORÇA MONSTRO!

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Reta final do primeiro turno

3 rodadas para o final do primeiro turno, tendo o próximo jogo contra o Botafogo lá, Chapecoense lá e Vitória cá. Constância é fundamental, mas todo time que almeja título precisa engatar a famosa sequência de vitórias. Ainda que estejamos desfalcados, essa é a hora.

Vamos falar de composição tática: Depois do tapa na cara que o goleiro Vágner deu naqueles que desdenhavam sua contratação, creio que possamos ir direto à zaga. E nesse momento, não há discussão, a dupla Dracena/ Victor Hugo – fora possíveis ausências - é inquestionável. E a solidez defesiva é fundamental a quem almeja vitória.

Da defesa às laterais, também parece que chegamos a uma boa conjunção com Zé “MoonRá” Roberto (fantástico na esquerda), e Jean na direita. Titulares salvo motivo físico ou suspensivo que os impeça.

Das laterais à volância. Aqui começa a revolução do Cuca, que escalou o time com TchêTchê e Moisés, no mais legítimo estilo Dudu/ Ademir. Com a contusão do Moisés (pouquíssimos meias recuam à volância), a prudência nos levou à escalação convencional, com Thiago Santos (jogando muito bem) ajudando na marcação, soltando um pouco mais o já “líbero” TchêTchê.

Nessa posição temos a vantagem de contar com jogadores extras pra posição, haja vista a ausência de Gabriel e Arouca, em fase final de tratamento. Fora o Matheus Salles, não nos esqueçamos que já mostrou qualidade. Nesse setor nos diferenciamos.

Aí vamos ao ataque. Um ataque de qualidade fabulosa, mas que ainda jovem, peca pela constância, algo normal nessa configuração. Mas mesmo com o Gabriel Jesus, ainda vejo um desenvolvimento necessário nesse ataque, pra que chegue em seu ponto ideal. Dudu e Roger Guedes são talentos natos! Temos que montar uma estrutura pra abastecer esse ataque! Seja com Cleiton Xavier, Barrios, Moisés ou Rafael Marques (põe ele de referência na frente, Cuca!).


É uma pena, mas ainda tenho a convicção de que o Rafael Marques poderia atuar como homem de referência na área, um falso centroavante que faz pivô, assistências e cabeceia. Bom, assunto pro Cuca se divertir. E nós torcendo, agora e sempre... PALMEIRAS!

domingo, 24 de julho de 2016

Ausências no Allianz

Manhã de ausências sentidas no Allianz. Prass? Não, o Vágner foi muito bem. Mas sim do Gabriel e do Moisés, jogador que consegue fazer um meio de campo rompedor, mais combativo do que tivemos hoje! Num jogo competente do Atlético-MG, perdemos ofensividade e com algumas exceções e alguma pressão, não demos trabalho ao goleiro adversário.

O jogo foi marcado por forte marcação no meio-campo, onde sofremos o gol numa jogada rápida e inteligente, sem chance pro goleiro Vagner, que apesar de não ter saído ileso, fez uma grande partida.

Mesmo com o gol sofrido nossa defesa foi bem. Dracena, Victor Hugo, Jean, Zé Roberto e Thiago Santos, que depois deu lugar ao Matheus Salles. Mesmo o TchêTchê e os homens de ataque, Roger e Dudu ajudaram na marcação. Mas o que nos faltou foi assistência no meio de campo e genialidade no ataque.

O Erik é bom, mas pra pegar mesmo pode demorar. Cleiton Xavier fez um bom primeiro tempo, mas insuficiente pra achar espaço na defesa adversária, sucumbimos à marcação. Pior, seu substituto (Barrios) fez menos ainda. No ataque a entrada do Alecsandro sem ritmo tampouco ajudou nossa condição. O resultado foi o que vimos, péssimo resultado em casa.


O Cuca tem agora que se desdobrar pra achar opções ofensivas de forma rápida. Não que deva substituir Erik ou Cleiton, mas fazê-los jogar de forma mais inteligente.

Bola pra frente, o importante é assimilar o resultado de forma positiva, aumentando a atenção e entrosamento entre meio campo e ataque. Campeonato Brasileiro é uma pedreira, se não jogar de forma coletiva, rápida e inteligente, a marcação domina.

Arruma a casa aí Cuca, e vamos pra próxima. Com mais entrosamento e muito mais vontade! BoraPalmeiras!!!

Time bandido amedronta juizada

Pessoal, sem aliviar: TIME BANDIDO METE MEDO NA JUIZADA QUE SE BORRA TODA AO MARCAR FALTA CONTRA ELES. Essa é a mais pura verdade. NÃO NOS CALAREMOS!!!

Não é apito amigo, mas APITO BORRADO, de uma classe CANALHA que distorce o futebol de acordo com a vontade ou pressão do mais forte.

JUIZADA CANALHA FICA DE 4 PRO CURINTCHA!!!!! ATÉ QUANDO ISSO??? VERGONHA É POUCO, isso é um EXEMPLO DO BRASIL em sua roubalheira!!!Curintcha é mesmo a CARA do Brasil. Do Brasil que ROUBA, do Brasil LADRÃO, do Brasil PCC. Do Brasil BANDIDO que se orgulha de ser “marginal” até o momento em que se depara com um 38 na sua cara seguido do famigerado “perdeu, perdeu!”. Do Brasil que só constrói com pedalada fiscal. Vergonha é pouco.

Pior que isso só a complacência da imprensa, dizendo que o goleiro “alertou” que o certo seria o amarelo, não o cartão vermelho! Ah lógico... o desavizado juiz foi “alertado” pelo sábio goleiro, conhecedor de novas regras. AHHHH tenha dó!!!! É por isso que esse país está nessa lama! A imprensa não fala o que deve falar, mas o que vai “agradar” sua audiência. Assim não dá...

CURINTCHA: NÃO APENAS MAL, MAS ETERNO PERDEDOR!!! Resultados infestados de participação do juiz, infames asseclas em sua prática de não desagradar o “time do povo”. Do povo que rouba, que trapaceia e ainda assim comemora vitórias como se fossem legítimas. Não são... são resultado direto do medo, do poder e da pressão. CONTRA ISSO ESTAMOS NÓS!!! Por isso eu canto, PALMEIRAS, MEU PALMEIRAS, MEU PALMEEEEEIRAS!!! 

Viva a JUSTIÇA (real, não a que temos hoje), abaixo a ROUBALHEIRA!!!! AQUI É PALMEIRAS!!!!

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Palmeiras 1º Campeão Mundial Interclubes

Fratellada querida, irmãos de coração. Há exatos 65 anos o Palmeiras sagrou-se o 1º CAMPEÃO MUNDIAL INTERCLUBES, competição chancelada pela FIFA mas que havia sido relegada à poeira histórica pelo hiato posterior, causado pela tentativa pífia da então CBD (Confederação Brasileira de Desporto) de reproduzir o exitoso campeonato nos anos subsequentes.

Lembremos bem, e jamais esqueçamos! NÓS é que entre os melhores somos os primeiros. O Palmeiras de 1951 foi resultado de uma década de renovação, vividos desde 1942, após a mudança de nome. A década de 40 não foi lá de grandes conquistas e ao seu final, a diretoria resolveu investir pesado no futebol, que então iria receber a Copa do Mundo por aqui.

Assim fizemos e formamos um grande esquadrão para 1950, que conquistou tudo o que veio pela frente, sendo o 1º Campeonato Mundial de Futebol Interclubes a coroação final após 4 conquistas sequenciais! Não foi uma vitória por acaso e sim a 5ª COROA, num grand finale apoteótico que levou não apenas nossa torcida, mas o Brasil inteiro ao delírio. Acompanhem no áudio abaixo, é de chorar!


Mas como o povo brasileiro possui paupérrima memória, o MAGNÍFICO E INÉDITO FEITO acabou em segundo plano, graças à referida prática além do tradicional recalque tupiniquim contra algo que não seja “tão brasileiro”, esquecendo que o próprio brasileiro – assim como o Palmeiras - é fruto direto da miscigenação cultural!

Negligência e recalque relegaram uma estupenda conquista ao limbo histórico de onde jamais teria saído, não fossem os ESFORÇOS HERCÚLEOS de diretores determinados a corrigir a injustiça com que nossa maior conquista foi tratada. PARABÉNS Á ESSES HOMENS! PARABÉNS POR ESSA CONQUISTA, que nos permite hoje saborear o que nossos antepassados puderam viver. E assim se (re)faz a história, e assim se transmite o AMOR por gerações!!!

PALMEIRAS – 1º CAMPEÃO MUNDIAL DE FUTEBOL INTERCLUBES 1951.
PALMEIRAS – CONQUISTADOR DAS 5 COROAS – 1950/51.

PALMEIRENSE, ÉS CAMPEÃO POR TEUS VALORES, TUAS CORES E TUAS CONQUISTAS!!! QUE SEJAM ETERNOS E FRUTIFIQUEM!!! SALVE A FAMÍLIA PALMEIRENSE!!!!

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Catenaccio. Quando a defesa ganha o jogo!

Quem é que disse que defesa não ganha jogo? Tivemos essa prova ontem. Ok, saímos na frente. Mas num dia em que o ataque não funcionou muito bem, o show de gala ficou por conta de nossa defesa com Thiago Santos, Dracena e Victor Hugo, mais Zé Roberto (fora o pênalti cometido que não foi dado) e Jean que simplesmente jogaram por água abaixo qualquer tentativa ofensiva do colorado. Um espetáculo defensivo. Parecia o catenaccio italiano!

Quem quer conquistar um brasileiro precisa quebrar tabus e foi o que fizemos ontem no Beira Rio. 19 anos sem vencê-los em sua casa, fomos lá e beliscamos 3 importantíssimos pontos, tendo agora uma boa partida em casa, à qual já afluem os interessados.

Já dissemos há meses: no futebol moderno, a defesa é tão ou mais importante que o ataque. É fundamental não sofrer gols. E nossa defesa está bem suprida, haja vista o fato de que mesmo com contusões (Mina, Gabriel etc), os “substitutos” cumprem a função exemplarmente. Aí sim!!!


Outro ponto importante: Cleiton Xavier fez sua melhor partida desde que voltou ao Palmeiras. Finalmente capitaneou o meio campo como se deve fazer até sua substituição no segundo tempo. Destaque negativo apenas o Dudu, que não conseguiu encaixar seu jogo. Mas ele tem crédito e é certo que irá se superar nas próximas partidas, a despeito das pataquadas proferidas pela desinformada imprensa.

Outra menção ao Cuca, que mesmo quando escorrega consegue ser simpático. Finalizando, um “até breve” aos nossos craques Jesus e Prass, que irão à Olimpíada logo alí e já voltam, Deus permita, sem zika! Que aliás, passa bem longe das alamedas palestrinas, onde hoje reina o profissionalismo e a competência que há anos não víamos por aqui. Que deles sejamos lar e não apenas pousada! FAMÍLIA, TRABALHA E CONQUISTA!!!!! PALMEIRAS!!!!!!

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Jogaço no Beira Rio

O Internacional é um time encardido, sempre nos deu dificuldade. Time com origem italiana semelhante a nossa (dizem, criado após rejeição à associação gremista), está em fase complicada e é justo quando sai um treinador que os jogadores mais se esforçam pra vencer, provando que o problema é passado. Teremos pedreira.

Mas pedreira maior, é o futebol mercado. Sempre ele, bendito e maldito mercado. Que nos dá força e fraqueza. Que nos dá e tira jogadores. Foi o Mattos à Barcelona, fazer a caminha sedosa pro Gabriel pousar daqui a alguns meses.

Que felicidade, que felicidade! Ao júbilo angelical do sucesso, da alma que voa, voa Jorge voa. Homenagem com o som do Jorge Ben! Voa Gabriel.

Enquanto ficamos nós aqui, nesse poeirento chão, quase conseguindo disfarçar a percepção de sua silueta mandando uma bela “banana” aos que ficam, bem ao estilo final de novela. Assim também foi com o Vágner Love em 2004, a história se repete.

Não se formam mais ídolos, salvo exceções. O futebol mercado impera e a única certeza é de que quanto melhor a safra, mais cedo será exportada. À nós, groselha. Então caros amigos, fratellada, deliciemo-nos (se é que o pé continuará nas divididas) com as últimas partidas do Gabriel Jesus, num ataque que pode ficar na memória.

Atenção! Não é sempre que se consegue ter um ataque tão voluptuoso e técnico. Conseguíssemos manter esse trio GABRIEL-DUDU-ROGER até o fim do ano que vem (e não desse ano!), assistidos por um meio-campo bem encaixadinho, veríamos um TIMAÇO em campo.

Estou dizendo: temos um BELO potencial de defesa (uma pena a contusão do Mina, mas o Thiago Martins ajuda bastante) e esse excepcional ataque. Na hora que encaixou o Moisés e Tche Tche, fizemos a festa! Esse é o caminho!

Realmente é uma pena que esse ataque possa se desfazer ao fim do ano, pelo que entendo de futebol, 1 ano... 1 ano a mais após uma boa conquista daria a essa formação uma força pra ir ao Olimpo do futebol, onde só estivemos 1 vez, antes de todos os outros, há tão longo tempo.

Essa conjunção que temos hoje entre elenco, comissão técnica e diretoria é muito boa. Tal como um vinho, possuem o tempo ideal de maturação ideal pra 2017. Mas pra 2017 ser ideal, deve partir de uma conquista hoje. Com mais uma decisão nesse fim de semana. Bora encarar essa pedreira! PALMEIRAS, ESTAMOS CONTIGO, PRA TUDO, PRO QUE DER E VIER, E PRAS CABEÇAS!!! VAMOS PALMEIRAS!!!!


quarta-feira, 13 de julho de 2016

Sem meio-campo não se vence clássico

Consideremos: campeonato brasileiro é praticamente um clássico seguido de outro. E clássico não se vence sem meio-campo. Posição que nos representava uma grande lacuna, foi equacionada pelo esquema do Cuca. Só que ontem não.

Pela contusão que o Moisés havia sentido no jogo passado, sua presença no time titular foi até surpresa. Surpresa que se mostrou, infelizmente, procedente, haja vista seu desabamento em campo com pouco tempo de partida.

Para isso temos Cleiton Xavier. Mas não, o Cleiton não entrou. Apesar dos esforços do Tche Tche, que joga por dois, ficamos sem meio campo. Dudu não estava em noite inspirada, parecia sentir falta de seus parças.

E tanto Erik quanto Barrios, simplesmente não mostraram capacidade de estar ali. Ambos perdidos, pior ainda o Barrios que tem uma movimentação bem limitada. É assim que quer pedir titularidade? Difícil hein...


Nesse jogo de ontem tanto Zé Roberto quanto Jean (que jogaram bem) poderiam capitanear o meio campo. Mas com 2 substituições por contusão, ficamos limitados de possibilidades e travados num modorrento empate, indigno dos 40.035 palmeirenses que compareceram ao Allianz pra celebrar seu recorde de público.

Teremos uma sequência forte pela frente mas o campeonato é longo. Quem puder jogar que jogue. Mas puder que se cure! Num Departamento Médico que não consegue convencer da eficiência. Mas futebol é assim, e nossa paixão nunca será diferente. VAMOS PALMEIRAS!!!!!

terça-feira, 5 de julho de 2016

Diga à família que FICO!

Há muitas formas para se mensurar o “tamanho” de um time. Torcida e títulos por exemplo. Mas há outro, mais sutil, que irá determinar de forma prática sua força. Dinheiro. E sua consequente capacidade de montar e manter um time forte.

O Sport de Recife pode ontem experimentar a força de nosso ataque. Gabriel Jesus, com um pouco mais de orientação, vai arrebentar geral! Roger também dá gosto de ver. O Erik entrou e anotou o seu. Dudu, que foi poupado é daqueles candidatos a ÍDOLO palmeirense, haja vista o talento e a dedicação que demonstra pelo time

É lógico então que chegaria por aqui as malditas “propostas”... daquelas que se não levam o jogador, levam sua cabeça. Deve ser ótimo pro jogador. Mas pra nós, que torcemos basicamente pro sucesso do time, é uma desgraça. É impossível formar um grupo forte se a safra é colhida antes do tempo. E isso, infelizmente, acontece todos os dias. E depois não sabem porque o futebol brasileiro é fraco...


GRAÇAS A DEUS (e nossa capacidade!) temos uma condição financeira privilegiada que nos dá oportunidade de montar uma estrutura de primeiro mundo e manter jogadores convencendo-os a ficar de bom grado e boa intenção (e bem pagos!). GABRIEL FICA!!!! DUDU FICA!!!! ROGER GUEDES FICA!!!! CHUPA espanholada maledeta extrativista do ouro das Américas. E chupa italianada e chinesada também!!! Temos o melhor ataque do país e vocês que procurem outras alternativas. E digo mais, podem esperar! Voltaremos a lhes enfrentar!

VIVA PALMEIRAS!!!!! Viva nossa capacidade de montar E MANTER um grande time. Viva esse elenco que está motivado pra ir adiante. E VIVA ESSA TORCIDA que em qualquer canto desse país faz festa e representa bem essa nação que luta, trabalha e conquista! AVANTI PALMEIRAS!!!!

PARABÉNS À VOCÊ!
Tinha que ter essa vitória de presente de aniversário mesmo não é Nazareth? Todos nós conhecemos pessoas que nos dão orgulho de saber que são palmeirenses. Pois essa sra. briosa e apaixonada, que nasceu palestrina por conta própria e que enfrentou tantos desafios, é uma delas! Obrigado Nazareth, por você ser assim e por você ser palmeirense! São pessoas como você que fazem a GRANDEZA dessa torcida! PARABÉNS!

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Segunda-feira de futebol

Cá estamos nós novamente, na vanguarda futebolística, estreando o horário da segunda-feira a noite. Acho legal. Nos Estados Unidos há o famoso Sunday Night Footbal, não somos americanos mas podemos buscar os bons exemplos.

Ficamos hoje com todos os holofotes, haja vista que na posição de líderes, somos “secados” por todos. Após uma batida tripla na madeira entramos em campo com vontade pra garantir a posição. Devemos ter a estréia do zagueiro Mina ao lado do Victor Hugo, numa partida difícil, onde jogaremos contra o Sport em Sport, ou seja, virão pra cima com tudo. Ainda mais o Diego Souza, suspeito que fará um esforço extra pra sair de campo ovacionado.

Ganhar fora de casa é que como uma luta de judô, onde você joga a agressividade do adversário sobre ele mesmo. Não é só jogar no contra ataque, é jogar com a pressão que invariavelmente existe nesses jogos. E convenhamos, há muitos times que nutrem uma aversão maior sobre o Palmeiras e o Sport é um deles. Podem esperar pedrada.

Mas o esquema avançado que o Cuca está utilizando é grandioso e a velocidade que conseguimos imprimir é algo que nos deixa instigados e na expectativa por uma segunda-feira mais divertida. Que o novo tenha espaço e que façamos parte dessa felicidade. Fato importante: quero ver o Dudu mais próximo ao Jesus, trocando passes e fazendo os gols. Afinal, só há uma coisa capaz de frear o verdadeiro talento... a vaidade. Nada atípico à juventude. Mas hoje em dia a molecada amadurece mais rápido. BORA JOGAR PRA SER FELIZ PALMEIRAS!!!! AVANTI FAMÍLIA!!!!

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Vencendo e convencendo

Enquanto a mídia continua no deslumbre em cima do artilheiro Jesus, continuo impressionado com o Cuca e seu esquema com 1 só volante, jogando com Moisés na ligação. Aliás, esse Moisés chegou com vontade e futebol suficiente pra não ficar de mimimi atrás do treinador pra ser titular. Esse sim, não precisa disso.

Outro que impressiona é o TchêTchê. Além de ser o único volante de contenção, por vezes atua como líbero, o que nos dá ainda mais ofensividade. Sensacional. O ataque continua rendendo muito, como tirar Dudu, Gabriel e Guedes do time? Não dá; é um trio que deve jogar junto cada minuto que puder, muita velocidade, técnica e malícia! Há anos não tínhamos essa qualidade na frente!

E a defesa? Está se acertando! Não há dúvida que o Dracena e o Victor Hugo jogam bem. Mas a zaga é um setor que demanda muito entrosamento. E só agora isso começa a aparecer. Até as laterais! O Cuca nos ouviu! Mandou o JotaPê pra direita e conseguimos fechar um pouco melhor os espaços do setor. Ou seja, esse time tem um potencial incrível, temos é que controlar a empolgação!

Aliás, isso aconteceu ontem no estádio! Foi muito legal... quando estava 3 x 0 a torcida começou a puxar um “olé”... mas logo depois a própria torcida se conteve! Foi muito bom, um grande sinal de maturidade, como se a torcida estivesse falando: “não queremos esculacho nem oba oba, queremos campeonato”. Ae sim!!!


Então é isso fratellada, estamos com um time que empolga o palestrino mais corneta. Resta agora controlar essa empolgação e saber que ainda temos MUITO a trabalhar e melhorar e só isso nos trará alguma recompensa final.

VAMOS LOTAR, VAMOS TORCER, VAMOS JUNTO COM ESSE TIME QUE VAI LONGE!!! VAMOS FAMÍLIA!!!