segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Dois foi pouco!

Ok ok, uma segunda feira insolarada e isolada na liderança. Muito bom. Estamos vivendo uma nova era, da eficiencia e da competência, deixando o passivo pra trás para abraçar um futuro profissional. E nessa era que estamos, onde cada jogador é contratado após extensa análise e cada jogada revista sob números variáveis e absolutos.

Pois o nosso 0x2 na verdíssima Brasília foi excelente, mas não pode encobrir as falhas de finalização que nos tomaram pelo menos 2 tentos. Vencer com gols de bola parada não deixam de trazer os 3 valiosíssimos pontos mas a movimentação eficiente do meio campo deve também acontecer na frente.

Só que todo jogador ao retornar da seleção sente-se o “ungido de Deus”, aquele que mal pode ser questionado. E dá-lhe Jesus no chão. E dá-lhe Jesus reclamando. Jesus... joga mais e fala menos. Entendo perfeitamente, se ganhasse 1/10 do que você ganha aos 19 anos me sentiria o Rei do Mundo. Mas não é assim que funciona...

De toda forma, continuamos com o melhor ataque e melhor saldo de gols do campeonato. O Cuca tem escalado bem e esse meio-campo jogado em sintonia. Naquela jogada ensaiada (bola parada do Fluminese) em que todo o time se deslocou deixando pelo menos 4 jogadores adversários em impedimento, foi um bom exemplo disso.

A ressaltar a partidaça do Moisés, Tchetchê e Jean (com golaço!), Dudu e seu gol a la Galeano. Além da força do goleiro Jaílson, exaltado a cada boa defesa!


Competência Palmeiras! Futebol é coisa pra profissional. A bem da verdade a VIDA não é brincadeira, embora nela devamos brincar (pra não enlouquecer!). Só que por mais auxílio que exista, não há manual de instrução e tantas e tantas vezes batemos a cabeça. Faz parte, estamos aí pra se ajudar.

Competência Palmeiras! A era da picaretagem, do interesses pessoais devem ficar pra traz, tem que ficar pra traz! Temos um novo Estádio, um novo estatuto, uma nova realidade. Que nela sejamos pioneiros, referência protagonistas. Avanti PALMEIRAS!!! VIVA A FAMÍLIA PALESTRINA!

4 comentários:

  1. Galluzzi amigo, concordo plenamente, não sinto confiança nesse meio campo, acho que o volante q escala nao consegue cumprir a função de ajudar defender, e o meia q escala para armar nao consegue fazer a função dada, fica ali aquela coisa meia boca, que por sorte ainda funciona(50%), mas ja comprometeu em muitos jogos, exemplo, Ponte preta. Agora Mina, titular absoluto, e pelo amor de Dio santo, tira esse Erick. Abração!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei Mineiro, aqui acho que na verdade me expressei mal. Tenho mais confiança no meio campo (volantes Thiago Santos, Matheus Salles, Gabriel, Arouca e Tchetchê mais Moisés, Cleiton Xavier ou Allione) do que no ataque, que pra mim ainda sofre com a inconstância da juventude. Como havia dito noutro post, dessemos a esse trio (Dudu, Roger e Jesus) mais um ano de entrosamento e boa orientação, poderíamos ter algo fenomenal. Seja como for, ficará na memória este presente que ainda poderá fazer história. Valeu, abs!!!

      Excluir
    2. Amigo, ouvi uma expressão ontem que é perfeita, ainda acho que em certos jogos o time "faz força para jogar" é isso que nao pode acontecer expressão perfeita. Abração

      Excluir
    3. Olha Mineiro... quando o time está se esforçando ainda está bom.... rss... Abs!!!

      Excluir