quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Oportunidades nascem da dificuldade

Olha lá! Olha lá a chance do Cuca escalar o Rafael Marques no ataque. Olha lá a chance de encaixar o Roger Guedes na velocidade. Problemas surgem diariamente, a suspensão do Alecsandro, a contusão do Barrios. Mas deles temos que tirar proveito!

Rafa, diga pra mim: quando é que jogaste o melhor pelo Palmeiras? Quando usou a cabeça dentro da área. Entendeu? Volta lá queridão. O Roger Guedes é um tremendo jogador mas, ainda jovem, precisa de mais orientação pra evoluir na parte tática.

Eu não pensaria 2x em escalar Moisés, Dudu, Roger e Rafa contra o Atlético-PR, guardados por Thiago Santos e Tchêtchê. Segundo tempo podemos pensar num Allione, num Cleiton ou num Erik. Ou ainda num Matheus Salles se a intenção for fechar a defesa. E pronto.

Mais importante é manter o fôlego pra não dar mais ânimo aos adversários. Mostrar que temos força pra recuperar e avançar. Trabalho neles Cuca!

Torcer pelo quê?
Apenas uma lembrança... ouvindo comentários esportivos sobre a rodada do fim de semana ouvimos que o time da ZL mais uma vez saiu na vantagem por não ter um pênalti marcado contra si, num momento igual ao passado, onde o goleiro deveria ter sido expulso. Pra variar, o juiz aliviou.

Com o empate ouviram as vaias de uma torcida que vive a declarar amor incondicional. Quando se surfa na marola da vitória é fácil cantar proeza. Mas na primeira trovoada a “paixão” se revela, incapaz de se manter sem o sucesso que infla. A verdade como ela é, não como alguns gostariam que fosse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário