domingo, 18 de setembro de 2016

Deixamos sangue, trazemos a vitória!

Fratellada... se me permitem, não farei aqui mais do mesmo analisando nossa espetacular vitória, ou tecendo loas ao desempenho da equipe. Deixemos para depois.

Gostaria apenas de prestar uma singela homenagem ao time que nos agraciou com 3 derrotas na mesma temporada e que, ao longo da história, tem nos dado tanta alegria... a quem não advinhou, darei umas dicas:

Um time que surgiu a partir da dissolução de outro pela polícia (um tal Botafogo da várzea paulistana em 1910);
Que mesmo com uma enorma torcida “do povo” levou mais de 100 anos pra conseguir um estádio e só o fez por conta de uma Copa do Mundo e pedaladas de um presidente (Lula) torcedor;
Que conta com o beneplácido da mídia e até de arbitragens interessados no apoio “do povo”;
Que nasceu para ser um time de “todos” e se tornou a maior representação dentro do sistema carcerário;
Que mantivemos na fila em 74;
Sobre o qual saímos da fila em 1993;
Sobre o qual fomos Campões Brasileiros em 1994;
O qual eliminamos espetacularmente da Libertadores em 2000;
E reeliminamos na Libertadores seguinte;
De quem tomamos o (autoproclamado) 1º Campeonato Mundial de Futebol;
Saudações a quem mais adoramos vencer em sua própria casa,
Onde DEIXAMOS SANGUE E LEVAMOS A VITÓRIA!

Obrigado ao SCCP. Há mais de 100 anos fazendo a alegria do torcedor Palmeirense.

Um comentário:

  1. Fala Galluzzi. Tamo chegando.
    Além das "nuances" ao referido time em seu texto é importante lembrar que o futebol brasileiro começou a ser reconhecido como melhor futebol do mundo, na segunda metade dos anos anos 50, se consolidou nos anos 60, teve seu ápice em 70 e a curva começou a descer nos finais dos anos 70 até atingir o estágio de hoje. Se traçarmos um paralelo ao referido time, é assim 1954 -vazio - vazio profundo - 1977 hoje. Ou seja, não teve participação no apogeu do futebol brasileiro. Sem mais.
    Voltando a vitoria de ontem, o que antes me deixava perplexo, e hoje me deixa até de bom humor por eu afinal compreender que se trata de uma comédia, é toda a mídia dar mais ênfase a queda do técnico, futebol pífio do outro time, a ressaltar a vitória do nosso time. Afinal não é clássico? Deu pra entender né? Bora ser campeão.

    ResponderExcluir