segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Imprensa parcial não aceita Palmeiras vencedor

Que a imprensa esportiva brasileira, via de regra, se pronuncia influenciada porpreferências ou interesses próprios (comerciais ou pessoais), é notório. Complicado é quando falta discernimento pra perceber isso.

O Palmeiras sempre foi um time que prima pelo futebol arte, acadêmico. Só que hoje em dia a eficiência do futebol passa por um estilo de jogo que muitas vezes não agrada quem vende o produto televisivo. A paciência de um jogo com mais de 500 passes de bola não é lá uma virtude que a mídia cultive.

Existe uma tentativa nefasta de polemizar pra repercutir. O Flamengo, time de massa, tem vasta linha de defesa dentro das redações, ainda mais do que sua versão paulista. E nada melhor do que eleger um “inimigo da ocasião” pra rechear o pastel que é oferecido a esse público.

Dudu teve grande evolução depois de ser alçado a capitão. Moisés, meia, continua executando a função de volante alternando posição com o Tchetchê, autêntico líbero. O Palmeiras domina e envolve os adversários com um meio-campo inteligente e uma fortíssima defesa, não só com 2, mas 4 zagueiros excelentes. Jean tem uma grande obediência tática e mesmo o Egídio conseguiu substituir bem o excelente Zé Roberto, que cadencia o jogo com sua experiência.

Cuca é o primeiro técnico em décadas (no Palmeiras) que joga com um meia de origem recuado à volância. Aplicou um golpe de mestre ao entregar a faixa de capitão ao enciumado Dudu que via a badalação sobre Jesus projetar uma sombra sobre seu futebol, retomando assim sua motivação. E mais, teve papel importantíssimo pra manter jogadores que receberam propostas de venda (graças a um presidente competente não somos um mero balcão de investimento pra empresários).

Mas isso não é notícia pra imprensa que precisa alisar sua grande massa. Melhor inventar um rótulo estúpido qualquer pra poder polemizar e ficar bem com seu público. E dá-lhe simplificação.

A imprensa fala o que seu público quer ouvir. Compreensível. Mas com um pouco mais de caráter, transmitiria a realidade como ela é, falando também o que o povo tem que ouvir. Mesmo que não seja das cores que gosta.

8 comentários:

  1. Bom dia Galluzzi, cara confesso que fiquei com os dedos coçando para xingar um blogueiro/jornalista de uma rede de tv americana, mas consegui me conter! E a resposta será no final do brasileirão e esse mesmo jornalista será obrigado a escrever algo sobre o título alviverde! Aguardo ansiosamente! Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 'Giorno Caio, não desperdice seus dedos com isso! Essa postura sempre serviu muito bem pra nos motivar. Como disse no post passado, "não nos elogiem, nos provoquem!". Somos assim... rssss. Abs!

      Excluir
  2. Foco dentro de campo que está dando resultado.
    O resto é resto. Comunicação no Brasil é uma merda.

    ResponderExcluir
  3. Comunicação sempre teve ruído PG... mas vc disse tudo: foco dentro de campo, o resto é motivação. Abs!

    ResponderExcluir
  4. Amigo, Como pode entrar em contradição nosso "especialista" Mauro Cezar, apos dizer que o cuca e outros treinadores não suportam criticas, ele também não. Pois Bloqueou varios que criticaram a posturam escrachada de favoritismo q ele mostra na TV, Esse campeonato que sera ganho pelo Palmeiras(se Deus quiser e ele quer), vem desmascarando muita gente, principalmente na imprensa podre que temos, perderam a credibilidade para comentar e as vezes ate tentar ser serio ao analisar um jogo. PVC comentarista e analista serio, por isso saiu daquela emissora onde tem torcedores comentando e velho rabugento falando um monte de asneira. Desculpe Galluzzi mas fica aqui meu desabafo. Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vv vê Mineiro... é fácil ficar bem na fita quando se tem sempre o ônus da última palavra... bravata folclórica pra urubu dormir. A família não descansa. Abs!

      Excluir
  5. Nossa como estão dando o Flamengo como campeão, parece que nosso time não existe, queria ver a cara desses bananas quando terminar o campeonato com o título do Palmeiras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joel meu amigo, comentarista de futebol é que nem cobrador de ônibus. Só precisa quem não sabe ler. Abs.

      Excluir