segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Jesus em seus últimos dias

Caros irmãos palmeirenses. Passado o modorrento fim de semana, sentimos que a torcida parou pra dar uma respirada e agora começa a reunir as forças pra empurrar o time de toda forma que puder nessas últimas 5 rodadas.

Já dissemos aqui, o Palmeiras se acostumou com a pressão e precisa dessa adrenalina pra sentir a motivação pelo título. Casa cheia também ajuda e agora é a hora do gás total. Conta também o desempenho de alguns jogadores e o assunto vai acabar, invariavelmente, no Gabriel Jesus.

Existe um velho lema que preconiza “vendeu, entrega”. Isso porque – diz o ditado – uma vez vendido à outra equipe, cai o rendimento do contratado. Até agora achamos que o profissionalismo de um atleta bem assessorado pode evitar essa situação. As próximas 5 rodadas nos darão a certeza que sim, ou que não. Só sei de uma coisa. Futebol o Gabriel tem.

Restante é fixar o time titular e não vacilar. Bola pra frente e ataque insinuante. Com todos os sinais amarelos ligados, o Cuca sabe que não tem tempo a perder e nem fórmulas a testar. É hora de colocarmos em campo o que temos de mais eficiente e certeiro.

Essa semana será longa... o estádio estará lotado, a pressão em ambos os lados, tremenda. É um palco ideal, o templo consagrado onde Jesus jogará em seus últimos dias por aqui. Não esperamos milagre Gabriel, só mesmo empenho e um toque de seu talento. Pra nos lembrarmos e jamais esquecermos. Vai que é sua. Traz que é nossa!

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Pensando o futuro

Seja qual for o resultado dessa, o ideal é já pensar e conseguir viabilizar os reforços para próxima temporada. Pelo segundo ano consecutivo conseguimos antecipar as contratações e já temos pelo menos 2 acertos. A chance de contar com o outro venezuelano é boa, mas há outros detalhes na mesa, como a permanência ou não de outros meio-campistas do atual elenco.

Seja como for, bendita seja a temporada em que conseguimos montar o time antes de seu início. Melhor, bendita aquela que já vem com vaga à Libertadores e um time muito bem estruturado, precisando apenas de reforços pontuais. Repito e ratifico: o maior reforço é o entrosamento. E no ano que vem é que essa equipe de hoje deve atingir seu grau maior nesse quesito.

Em paralelo a essa perspectiva, novos horizontes se abrem pro nosso time. Estádio com cadeiras garantidas, receitas polpudas, CT reformado e expandido, contas equilibradas... difícil não qualificar muito bem as conquistas dessa diretoria que, esperamos, tenha a continuidade administrativa por ela iniciada.

O Brasil respira novos tempos. O Palmeiras vive uma nova realidade, após seu centenário finalmente ingressou ao século XXI com passos decisivos. O passado é glorioso. Percalços, todos possuem, nos tornam ainda mais humanos. O presente é de entusiasmar e o futuro, ainda mais promissor. Deus permita termos dirigentes que saibam manter essa grandeza. AVANTI PALMEIRAS, AVANTI FAMÍLIA!!!!


quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Jaílson, muralha de coração verde

Quem é que falava em Jaílson no começo da temporada? Ninguém! Hoje o nome é reconhecido por toda coletividade palmeirense, orgulhosa que é de mais um monstruoso goleiro que nos defende.

Ouvir a história do goleiro é ainda mais fascinante, pois já nutria o desejo de ser “goleilo do Palmeilas” desde antes de aprender a falar, como narra docemente sua avó. A família, um exemplo perfeito dos brasileiros que trabalham a vida inteira pra conseguir uma nesguinha de terra, rapidamente dividida entre todos os parentes próximos, de uma forma emocionantemente solidária.

Jaílson veio e conquistou a torcida da forma mais pura. Pegou uma bucha tremenda após a substituição do Vágner após a contusão do Prass. 3º goleiro, virou revelação do campeonato. Fernando Prass está se recuperando mais rápido do que esperado, mas duvido que volte nessa temporada. Não precisa! Se prepara aí pra 2017 Prass, porque esse ano já tem dono: Jaílson, nossa muralha de coração verde! Que aqui permaneça, por muito tempo!

Entulhão está despencando!
HAhahahahahahahahhhhhhh.... realmente a história do Itaquerão, nosso querido repositório de entulhos reciclados do Palestra Itália (com sapo e tudo!) está se tornando uma comédia deliciosa! Presentinho vulgar de cafetão do governo (Construcorruptora Odebrecha) que o Curica esperava pagar no máximo 1/4 do valor (enfiando o restante em pedalada fiscal), virou um elefante caríssimo e que agora ainda está despencando!!! HAhahahahhhhhh.... tóma Curica! O Brasil não é bicicleta pras suas pedaladas. Achou que iria jogar pro BNDES, pro amigo Lulinha ou pra CIDs? Quis fazer estádio de granito?  Agora protege a cabeça. Vai pagar, e caro.

Capita transcendeu
Não podemos deixar de manifestar nossa consideração e homenagem à passagem do Capita Carlos Alberto Torres, que apesar de não ter visto atuar ao vivo, marcou notoriamente uma das maiores gerações (se não a maior) futebolísticas que esse país já teve. E numa época – como ele mesmo ressaltava – onde a presença da mídia era muito menor. É pra se pensar até que ponto o dinheiro e a superexposição realmente ajudam... parabéns Capita... foste grande, és imortal.


terça-feira, 25 de outubro de 2016

Barbárie num Templo do Futebol

Chega a ser inacreditável! Torcedores gambás espancam covardemente um policial militar em plena arquibancada!!! Membros de uma gangue que se diz organizada protagonizam cenas de verdadeira selvageria na reinauguração de um dos maiores templos do futebol (não um mimo de construtora corrupta para o presidente).

A polícia militar, sempre com planejamento capenga, deixa as duas torcidas próximas, com fácil enfrentamento, depredando mais um estádio (comportamento habitual da classe gambá, reincidentes nos delitos)!!!

E aí? O que farão as autoridades? Numa reação em cadeia, a polícia, após levar o cacete, deteu 3.000 no Maracanã, passando revista um a um pra encontrar os “brigões”. Patético é pouco! Pior ainda a nota publicada pelo clube, defendendo seus torcedores e acusando a polícia de excessos...

Observa-se nas imagens que os flamenguistas tiveram pouco ou quase nada a ver, cabendo basicamente aos alvinegros a responsabilidade pelas cenas de selvageria, além da incapacidade da polícia (que é PAGA pelo clube mandante) em fazer um planejamento preventivo decente, que considerasse um espaço maior entre as torcidas.

Agora vamos ver qual o desenrolar de tal descalabro! Tomando por medida o que julgamento que tivemos, as “organizadas” da Zona Leste passariam um longo tempo com buracos vazios no Itaquerão, ou mesmo com perda de mando de campo.

Esperamos que os ARES DE MUDANÇA que hoje respiramos não mais confundam o “marginal” da década de 60 com o banditismo de hoje e não tratem a infeliz torcida como vítima. Nunca seremos o país do futuro se não entendermos nosso passado... vergonha, vergonha no Maracanã. 

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Além da tática ou técnica, o coletivo impera!

16h40. Domingo feliz nas imediações do Allianz Parque. Torcida empolgada se arruma na arquibancada esperando a entrada do time. Momentos depois aplaude, passando a confiança necessária ao elenco. Mas um detalhe parece estranho. E o detalhe se chama Allione.

Allione tem 21 anos e cometeu uma falta desastrosa no último jogo, causando-lhe uma expulsão que parece ter marcado o ponto de virada pra derrota de quarta. Toda torcida com ele estava indignada e alí ele estava, entrando de titular no lugar do Roger Guedes.

Pois o Cuca sabe que é nos detalhes que se ganha o elenco e um campeonato. Cuca não precisa ficar lambendo jogador com os famigerados “rodízios”, mas sabe que existem atitudes que ganham o elenco. Quem viu o momento da substituição do meia argentino no segundo tempo percebeu o grau de união que está sendo demonstrado. Além da técnica e tática, é isso que ganha campeonato.

Não. Apesar de 6 pontos a frente e uma pontuação geral de dar inveja, o Palmeiras – apesar do bom futebol apresentado – não está “sobrando”. A defesa vem sólida mas com trovoadas esparsas. As laterais (Fabiano novidade) seguram o tranco e a volância nem sempre consegue ligar o ataque, mas quando consegue, é cada coisa linda, como nosso primeiro gol ontem, uma enfiada primorosa do Moisés pro Dudu.

Resumindo, percebemos que estamos vencendo no coletivo, mas que ainda há muito a evoluir e não seria leviano considerar que no próximo ano é que pode atingir um desempenho ainda maior, tendo em vista que a diretoria que irá assumir seguirá os mesmos passos da atual. Deveremos ter a manutenção dessa equipe, com contratações pontuais que já estão sendo feitas.

Temos mais motivos a comemorar do que a liderança e 6 pontos a frente. Nossa FAMÍLIA deve se ORGULHAR por fazer parte de um clube que através de méritos próprios superou desafios imensos e parece, finalmente, voltar a seu lugar de referência e protagonismo. PALMEIRAS, MOSTRA O CAMINHO!!!!

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Campo de guerra!

Me digam como é que podemos jogar nosso futebol com o campo nesse estado? Isso é campo de guerra! O jogo de ontem foi perdido no detalhe, mas a impressão é que o time realmente abdicou do torneio pra concentrar forças no brasileiro.

Pela primeira vez pioramos no segundo tempo depois de uma expulsão completamente desnecessária do Allione. Nem as substituições ajudaram. Depois do gol recuamos demais na clássica espera pelo contra ataque e dançamos.

Barrios jogou bem, a dupla de zagueiros e mesmo as laterais. Quando o Jean e o Zé entraram pensei que a fatura estivesse liquidada. Mas a fragilidade se instalou e o gol foi uma consequência desse recuo excessivo.

Sem desculpas agora pra falta de motivação, o time parte pra domingo com um só FOCO. A lamentar apenas nosso palco, detonado por uma utilização irresponsável de um gramado cuidado a tanto custo.

Seja como for, aconselho que ninguém deixe de assistir as rodadas finais do campeonato, que podem consagrar um elenco e representar o Gran Finale de um grandioso atacante aqui formado. Jesus neles! E Palmeiras na cabeça!

terça-feira, 18 de outubro de 2016

O fim, o princípio... e o meio!

Esqueçam... não baixou o Raul não (com todo respeito e apreço pelo genial Maluco). Me refiro à tática em campo. O fim seria o ataque, o princípio, a defesa. E o meio... tá explicado.

Uma rápida análise de nossas estatísticas mostra basicmente o convencional. Temos superioridade em vários quesitos, com destaque às finalizações a gol e desarmes (ataque e defesa). Mas um número surpreende: perdemos grandemente no número de passes certos.

Pelo menos 5 adversários abaixo de nós na tabela possuem mais passes certos. Isso mostra um poderoso ataque, uma eficiente defesa, e um meio-campo deficitário.

Não temos PACIÊNCIA tocando a bola pra ATRAIR o adversário. Com uma dúzia de passes no campo de ataque já lançamos a bola ao ataque. Ligação direta é mato. Aí compromete.

Tivessemos no meio campo a eficiência da defesa e ataque, o time estaria “de braçada” no campeonato, isso sim. E isso se deve ao baixo rendimento de vários jogadores que passam pelo setor, até por problemas físicos (Xavier, Allione, Barrios, Rafael Marques). Mas ainda há tempo!

A dupla titular Moisés e Tchetchê vem muito bem no geral. Melhor ainda na defesa. Mas fundamental mesmo é a presença do Zé Roberto, seja na lateral esquerda ou no meio. Ele é quem cadencia o jogo, dando ao jovem ataque o equilíbrio necessário. #nãoaposentaZé!

Não somos um time perfeito e falta muito pra isso. Mas parece claro que o caminho nessa direção passa necessariamente pelo meio campo. É fácil de ver mas exige muito trabalho pra resolver.Vai que é sua, Cuca! Vamos nessa Palmeiras!!!!

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Campeonato nivelado por cima

Sei que nos fica a impressão de que o Palmeiras poderia e/ou deveria estar jogando muito mais. Também acho. Só que uma análise rápida nos mostra que fizemos mais pontos nesse segundo turno do que o que foito pelos vencedores das últimas edições. Ou seja, os adversários estão dificultando geral.

Poupamos Zé Roberto e jogamos com Jean pelo meio. A marcação do Figueirense foi ferrenha no primeiro tempo e ajudou a anular nosso ataque, ainda nervoso (nisso o Zé Roberto é essencial). Como tampouco estávamos com as laterais titulares, vamos considerar que 0 x 0 no primeiro tempo foi razoável.


E é no intervalo que o treinador bom se mostra. Eu já contava com a entrada do Xavier, quando o Cuca voltou com o time igual. Fez bem, o grupo voltou bem mais ofensivo. Sempre marcado de perto, Jesus tenta o que pode, até ser parado na base da cotovelada na cara. Achar que aquilo não foi falta é ridículo. Pior ainda foi ver o jogador adversário desonesto esburacando o próprio campo pra prejudicar a cobrança. Amarelo foi pouco.

A ofensividade ainda aumentou quando o adversário se lançou a frente, dando o espaço que nosso ataque tanto gosta. Allione no lugar do Guedes não fez grande coisa, mas a qualidade geral nos levou ao segundo gol.

Agora respiramos. Uma rodada em casa com vantagem pra trazer torcida e um clima pra lá de vitorioso que, esperamos, traga a confiança necessária pra fazer o time jogar mais solto, que parece ser o necessário pra completar sua evolução.  AGORA VAMOS FAMÍLIA!!!! Deixe que digam, que falem. Estamos colhendo frutos de um árduo caminho. Que é só nosso. É PALMEIRAS!!!!


sábado, 15 de outubro de 2016

Campeonato Brasileiro não é comédia!!!

Sei que alguns consideram que não deveríamos ter nos metido na palhaçada ocorrida noutra partida, mas não é bem assim. Disputamos o mesmo campeonato. O sagrado Campeonato Brasileiro!

O que esse Flamengo faz é uma PALHAÇADA COM CARA DE BRASIL. Aliás, difícil outro time tão com cara da “zona brasileira” do que o alvi-negro sem estádio carioca. O que esperar de um clube que ao longo da história, tal como seu par paulista, faz uso do erário público pra poder existir, se manter e até mesmo jogar suas partidas? O que esperar de um time que tem diretor comediante? PALHAÇADA.

Flamengo é sujo e atua nos bastidores pra fazer valer seus interesses. O absurdo no clássico carioca foi a utilização de recurso eletrônico, já proibido pela FIFA, não por ser injusto. Mas por injusto ser sua utilização de forma SELETIVA, para uns e não para outros!

Essa SUJEIRA, essa prática da vantagem pro amigo do Rei é o símbolo cabal do atraso brasileiro. Do oba oba que atropela o bom senso, da bagunça reinante que solapa o mérito do trabalho.

Pra que ter estádio se posso usar o “do povo”? Pra que trabalhar se posso viver mamando no estado? Pra que confiar no meu time se posso me garantir fora dele?

Não queremos gol irregular. Queremos o jogo decidido dentro do campo, não fora dele. Se houver algum recurso, que seja para todos. Justiça, isonomia e imparcialidade.

PALMEIRAS, ESTAMOS JUNTOS, TOTAL. BORA VENCER!!! BORA DESENTORTAR ESSE PAÍS!!!!

Paulo Nobre, na boa.... VOCÊ ARREBENTA!!!! Se metade dos times tivesse um presidente assim, o futebol brasileiro seria imbatível. Já é ídolo.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

PALMEIRAS, conta com sua FAMÍLIA!

Ao invés dos problemas vamos às soluções:

a) Dudu e Jesus tem que entrar em sintonia, pois essa distância entre os dois é fatal ao nosso ataque.
b) Moisés do começo de temporada, cadê você?
c) Desencana da Copa do Brasil, vamos com reservas.

A luz amarela acendeu, a água bateu no umbigo. Cuca, agora é contigo. É hora do Mattos, do Nobre, do Galiotti todo mundo chegar junto e enfiar na cabeça dos jogadores que qualquer resultado que não seja a conquista do campeonato, será um vexame.


Não é hora de falar alto. É hora de falar firme. Um time que disponibiliza avião pra buscar jogador a 5.000km de distância não está pra brincadeira. Está pra vencer.

Coloca Jesus e Dudu no mesmo quarto da concentração e proclama: o título passa pelos seus pés. Se estiverem em sintonia, vamos bem. Ao se afastarem, naufragamos. Simples assim.

Irei a todos os jogos em casa. Não dá pra perder. Se o título passa pelos pés dos jogadores é em nossos corações que ele é conquistado e abrigado. É em nossa voz que ganha corpo. Em nossa presença que se faz erguer. Nunca deixamos de torcer, nunca deixaremos de apoiar!!!

Vamos Palmeiras, conta com sua FAMÍLIA e JAMAIS ESTARÁS SÓ!!!!!

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

O Plano

De forma exemplar, a futura diretoria do Palmeiras já lança seu Programa de Governo para o biênio 2017/2018, muito bem divulgado lá no Praetzel (jornalista bem coerente, aliás). Ok, sabemos que via de regra tais documentos apresentam um cenário cativante, e o que acontece não é exatamente o que foi dito. Mas dessa vez, temos um cenário diferente. 

Numa condição privilegiada, a diretoria passa o bastão da forma mais adequada possível, tendo tido todo tempo e espaço político pra fazer da próxima administração uma extensão direta de sua predecessora. Que é tudo o que pedíamos. Muito bom.

Destaco aqui o ponto de “circulo virtuoso”, citado na página 7: “A terceira etapa será a da Consolidação Estrutural: onde através da manutenção do círculo virtuoso, buscaremos a criação da vantagem competitiva. Esperamos iniciar essa etapa no biênio 2017/2018.”

É ou não é pra empolgar uma coisa dessa? Pessoal, lembremos como estávamos há 3 anos atrás! Lembremos que se boa parte dessa reestruturação teve na Diretoria seu vértice de ação, foi na TORCIDA que isso teve condição. Estádio, Patrocínios e Avanti.

Nosso Estádio é espetacular e ficará ainda mais, depois das decisões jurídicas sobre as cadeiras e adequações ao padrão FIFA, que talvez obrigue a construtora a passar pra frente seu pote de ouro. Nossos patrocínios são sólidos (sabiam que um Lamacchia esteve na reunião de fundação do Palesta Itália?) e o programa Avanti um ORGULHO pra toda coletividade palmeirense.

Voltamos a ser referência, protagonistas e invejados. Nossas conquistas são próprias e legítimas, sem pedalada ou isenção fiscal. O orgulho que a torcida sente se reflete na presença maciça nos estádios, na família que se formou de forma natural e depois institucional.

Somos parte dessa história. Se houver alguma virtude nesse processo, passa diretamente não só por nossa presença, mas pela apoio que efetivamente dermos ao time – nos BONS ou MAUS momentos. Esse é o plano, esses são nossos valores, esse é nosso Palmeiras!


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Vitória, sob o mínimo esforço

Essa torcida palmeirense realmente emociona. Alheios a qualquer badalação tão praticada pelos times de masssa, lotamos o Estádio do Café, em Londrina, local sabiamente escolhido pelo promotor do evento que deve estar com sorriso de orelha a orelha.

Apenas uma explicação. Totalmente compreensível a postura do América em vender seu mando de campo. Muito atrás no campeonato, sabia que uma partida em seus “domínios” traria uma renda pífia, senão negativa! Agindo com lucidez, já sabe perfeitamente que seu time não tem condição de evitar a série B ano que vem e já pensa em se reestruturar financeiramente, garantido alguns milhões preciosos nessas últimas rodadas, algo que jamais conseguiria jogando em casa.

Aí o América, com todo direito que lhe é devido, “vende” seu mando de campo, que é transferido, pelo comprador, à uma arena em que este julgue ter a melhor renda possível. Assim sempre foi e será. Mas a imprensa, distorcendo seus fatos, tenta jogar ao América uma “culpa” por não “dificultar” a vida do líder do campeonato – fosse quem fosse – ou lutar pelo aspecto técnico jogando em seu próprio estádio.

Explicando: à imprensa não interessa um campeonato com um líder disparado e sim uma disputa ferrenha. E sua opinião reflete, diretamente, esse interesse. Por isso se mordeu pela “facilidade” que o América deu ao líder. Mas não foi capaz de explicar o contexto.

Voltando ao que interessa: o Renascimento do Cleiton Xavier!!!! Será? Será, Xavier?!!!! Bora moleque!!!! Vamos fazer um Gran Finale com um petardo seu de fora da área tá ligado? Daquele mesmo tipo que te levou à Europa, se prepara Xavier!!!

E se não for chute, que seja assistência, pois temos o Tchetchê que é bom no chute também! Num jogo em que claramente o time tirou o pé, mal fomos ameaçados pelo adversário mais fraco do campeonato. Até o Alecs, totalmente fora de ritmo – mas muito feliz – conseguiu guardar o seu (com desvio da zaga). Mas foi a entrada do Cleiton que mudou o panorama.

Moisés ficou bem abaixo e precisa agora voltar às boas atuações que promoveu ao longo de todo campeonato. O time num todo jogou numa sonolência incompatível com o público, mas compreensível do ponto de vista do torneio, que entra nas 9 rodadas finais com muito ainda em jogo. Seguramos o acelerador pra largar o pau agora. Quinta-feira, jogo importante contra o Cruzeiro que se acertou nesse segundo turno com o Menezes e vem jogando com um padrão bem definido.

Dentro ou fora de casa, quem quer ser campeão deve levar a vitória consigo. Ainda mais perante uma torcida que também, dentro ou fora de casa dá show e emociona. Mesmo diante de um time em banho maria. AVANTI PALMEIRAS!!!!


sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Analisando a tabela: as 10 finais

Bem fratelada... que boa semana essa pra gente hein? O golaço do Gabriel Jesus ontem no jogo da seleção (que parece estar sendo bem montada) foi um gran finale a altura de nossas conquistas, na base da cobertura e categoria.

Sim, domingo é o primeiro dia da próxima semana, onde entraremos em campo pra pegar o América-MG finalizando a 29ª rodada e iniciando de vez a fase final do campeonato. Serão 10 rodadas, 5 em casa, 5 fora, numa mescla de adversários que exigirão força, constância e afirmação.

Após essa partida contra o América, podemos dividir as 9 rodadas restantes em 3 partes: as rodadas 30, 31 e 32, jogando contra Cruzeiro (Araraquara) , Figueirense e Sport (aqui). Objetivo base 7 pontos.

É onde precisamos de uma certa gordura pra passar pelas rodadas 33, 34 e 35, de forte pegada contra Santos (lá), Internacional (aqui) e Atlético-MG (lá). Aí será paulada e até normal caso percamos alguns pontos. Um mínimo de 4 pontos é fundamental, melhor perder do Inter e ganhar do Atlético e segurar o Santos, jogos de 6 pontos.

A decisão deve vir após essas rodadas, ao pegarmos Botafogo (aqui), Chapecoense (aqui) e finalizando com Vitória (lá). Aqui também temos que fazer 7 pontos ou mais. Por nossa projeção, a 38ª rodada tem que ser só pra por a faixa. Não é bom deixar a decisão pra última rodada, a pressão não ajuda.


78 pontos pode ser um objetivo plausível, mas depende das atuações dos adversários diretos. Pra isso devemos começar fazendo a lição domingo, de festa e de muita torcida.

terça-feira, 4 de outubro de 2016

VITÓRIA!!! VITÓRIA!!! EM NOSSA CASA MANDAMOS NÓS!

FELICIDADE!!! FELICIDADE FRATELADA!!! O imbróglio das cadeiras finalmente foi decidido, tendo a arbitragem definido sabiamente que o direito de comercialização das cadeiras do Allianz É DO PALMEIRAS, com exceção aos 10.000 lugares explicitamente citados em contrato que ficam a encargo da construtora!!!!

Mais que isso, a arbitragem percebeu que o estádio não está nas conformidades que deveria, devendo portanto a construtora se encarregar dessas adequações (e que seja bem supervisionada quanto a isso!).

Mandar um CHUPA gigantesco a construtora que calhordamente quis abocanhar muito mais do que lhe era devido, é até desnecessário. Fica a boa sensação de que ainda há bom senso e justiça que prevaleça sobre a maldita voracidade financeira reinante.


Pra quem acha que o tema é pequeno, acompanhe a introdução do presidente Paulo Nobre acerca da importância da decisão para o clube. Repetindo as palavras do diretor jurídico: o Palmeiras estando bem, seu (verdadeiro) torcedor está bem! PALMEIRAS rules!!! Siga-nos o resto.


Entendemos perfeitamente o respeito de nosso presidente à construtora, algo imprescindível à posição que ocupa. Nós, temos também uma enorme consideração, deixando claro aqui nosso agradecimento, que tomamos emprestado no que foi belíssimamente expressado pela Cris Nicolotti.  Grazie Torre, e não se esqueça de nosso recado:


Pode vir que nóis pá!

Ae malandro! Sacou qualé a parada? Pode vir que nóis pá, tá ligado?! KKKkkkkkkk.... não, realmente palmeirense não tem lá muito sotaque de mano, mas pra falar com o pessoal do cheirinho é bom se fazer entender de forma clara: Palmeiras tem fôlego, pois o time que hoje se apresenta vem sendo montado e trabalhado pra mais de ano. Entendeu qual que é, mengote, Atlético-MG e demais...

Nossa defesa ontem deu uma batida de cabeça. Aquele pênalti do Jean foi de doer, uma aterrisada nota -10! Hahahhhh... tudo bem Jean, nós temos o fabuloso Mr. Xavier! Ele entrou com vontade ontem! Ae sim Xavier! Que belo passe pro nosso terceiro gol, como bem notado pelo sábio Cuca (haja poder motivacional).

O Tchetchê não foi tão eficaz quanto noutras partidas, aquele meio com o Moisés precisa ser muito bem resolvido. O Roger Guedes é outro que desce pra marcar mas faz umas lambanças no processo. Mas são detalhes menores a serem corrigidos, ainda mais num clima ótimo de vitória.


Numa geral, esse goleiro Jaílson é a maior revelação do ano. Zé Roberto e sua incrível versatilidade e longevidade física, impressiona. Moisés com uma dedicação notável. Gabriel com seu notório talento, junto ao Guedes sentiu um pouco a falta do “parça” Dudu, mas o objetivo final foi alcançado.

Só quero finalizar com uma observação: ao observarmos a tabela, 3 pontos ainda parece pouco. Mas há outro número significativo, o de saldo de gols. Em campeonatos de pontos corridos é dificílimo que o time com maior saldo (desde que haja certa margem) não conquiste o campeonato. O saldo de gols não determina o campeão, mas é o melhor indicativo da “saúde” do time no campeonato. E nesse ponto, estamos bem!

Agora pessoal, é lotar todas as partidas possíveis e aproveitar o momento promovendo uma verdadeira ONDA VERDE, um círculo virtuoso de apoio e vitórias! São 10 rodadas para a felicidade e essa, o time está com a faca nos dentes pra buscar. VAMOS JUNTOS FAMÍLIA, PALMEIRAS!!!!

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

A quem interessa uma Libertadores ampliada?

Aos presidentes de Federação, que perceberam o forte apelo de público que a maior competição continental proporciona, nada mais interessante do que ampliá-la.

Aos clubes também é excelente, haja vista que a disputa fica mais acessível. À torcida, tampouco vejo problema, uma vez que terão mais datas pra torcer.

Apesar de parecer uma manobra oportunista, traz a vantagem de datas mais espaçadas e a final em novembro dá condições ao vencedor disputar o Mundial ainda na “pegada” de sua conquista. Não era raro vermos times que chegavam ao mundial com um jogo bem diferente daquele que o levou à conquista continental.

Só acho errado efetivarem essas mudanças pra 2017, uma vez que os campeonatos nacionais estão em pleno curso e tem suas regras de inclusão na Libertadores alteradas no meio da competição. Não é certo, não é justo você começar uma competiçao com uma determinada regra classificatória e terminar com outra. Não é por acaso que as medidas podem beneficiar justamente clubes de massa que estão alí no beiradil da classificação... justiça por aqui é PIADA. Mas tudo bem...

Finalizando o tema, creio que a proposta acerca da unificação do calendário nacional com o europeu ainda mereceria um debate maior. Pois se a medida poderia beneficiar nossos times que não teriam seus jogadores arrancados pela maldita (do ponto de vista de um torcedor) janela européia em pleno torneio, jogaria o final do campeonato contra nossa lógica diária, que inicia e termina no mesmo ano. A ideia de deslocar a competição do calendário anual nos parece estranha, mas não creio que a adaptação seria complicada, desde que o benefício fosse perceptível.

O Palmeiras pode e deve participar desse debate, pois tem interesse e lucidez suficiente pra apresentar um quadro bem exemplar do que acontece em geral. É um dos clubes que mais luta pra manter seus jogadores enquanto numa competição e sabe bem as dificuldades desse processo.

Jogo de hoje - Reta final do Campeonato
FUNDAMENTAL. Imprescindível. Posso estar errado mas o Flamengo dá sinais de desgaste a 10 rodadas do final do campeonato e se não voltarmos a colocar vantagem de 3 pontos, terão o ânimo redobrado e perderemos o momento. Agora é hora de mostrar que temos FÔLEGO e dizer ao adversário: "não vem que não tem, tô sobrando!"
Encara e vai pra cima. Vai que é sua Xavier!

Bora família, bora família, todo MUNDO hoje às 20h00 na frente da TV, no celular, ao vivo, no dispositivo que for, no radinho ou no pensamento.  Xavier... você está escalado meu filho... é contra o Santa Cruz, vai que a gente acredita em você!!!

PENSAMENTO VERDE, ESPERANÇA, FORÇA, TRABALHO E CONQUISTA!!!! Um Brasil novo surge e NÓS FAZEMOS PARTE DESSE MOMENTO!!! AVANTI PALMEIRAS!!!!