segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Além da tática ou técnica, o coletivo impera!

16h40. Domingo feliz nas imediações do Allianz Parque. Torcida empolgada se arruma na arquibancada esperando a entrada do time. Momentos depois aplaude, passando a confiança necessária ao elenco. Mas um detalhe parece estranho. E o detalhe se chama Allione.

Allione tem 21 anos e cometeu uma falta desastrosa no último jogo, causando-lhe uma expulsão que parece ter marcado o ponto de virada pra derrota de quarta. Toda torcida com ele estava indignada e alí ele estava, entrando de titular no lugar do Roger Guedes.

Pois o Cuca sabe que é nos detalhes que se ganha o elenco e um campeonato. Cuca não precisa ficar lambendo jogador com os famigerados “rodízios”, mas sabe que existem atitudes que ganham o elenco. Quem viu o momento da substituição do meia argentino no segundo tempo percebeu o grau de união que está sendo demonstrado. Além da técnica e tática, é isso que ganha campeonato.

Não. Apesar de 6 pontos a frente e uma pontuação geral de dar inveja, o Palmeiras – apesar do bom futebol apresentado – não está “sobrando”. A defesa vem sólida mas com trovoadas esparsas. As laterais (Fabiano novidade) seguram o tranco e a volância nem sempre consegue ligar o ataque, mas quando consegue, é cada coisa linda, como nosso primeiro gol ontem, uma enfiada primorosa do Moisés pro Dudu.

Resumindo, percebemos que estamos vencendo no coletivo, mas que ainda há muito a evoluir e não seria leviano considerar que no próximo ano é que pode atingir um desempenho ainda maior, tendo em vista que a diretoria que irá assumir seguirá os mesmos passos da atual. Deveremos ter a manutenção dessa equipe, com contratações pontuais que já estão sendo feitas.

Temos mais motivos a comemorar do que a liderança e 6 pontos a frente. Nossa FAMÍLIA deve se ORGULHAR por fazer parte de um clube que através de méritos próprios superou desafios imensos e parece, finalmente, voltar a seu lugar de referência e protagonismo. PALMEIRAS, MOSTRA O CAMINHO!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário