quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Homenagens

É difícil.... difícil achar palavras pra descrever tão doloroso momento. Assistir o desaparecimento de pessoas que você viu ao vivo tão bem, apenas 2 dias antes é algo surreal. Sentimos hoje um vislumbre do que milhões e milhões de pessoas sentem ao verem seus entes queridos partindo à guerras e batalhas.

A única frase que me vem a cabeça agora é uma que está escrita no Mausoléu da Revolução de 32 “Morreram jovens para viver sempre”. A frase é maior, mas fica a essência.

O movimento de solidariedade que parece nascer a partir do fato é comovente, jamais compensará a dor de quem fica mas, pode alçar nossa vivência à uma realidade mais consciente do próximo.

Seria excelente se a renda de toda rodada fosse convertida pra auxílio das famílias ou do clube. Nesse momento ações práticas são importantes.

Que a passagem tenha sido breve, a Luz presente e o conforto aos que ficaram, constante.


FORÇA CHAPE.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Em luto pela tragédia

Consternação e incredulidade acerca da tragédia ocorrida na Colômbia com o avião que levava o time da equipe Chapecoense.

Nossos mais profundos sentimentos pelo ocorrido, esperando que as famílias sejam confortadas – como se fosse possível – após a imensa calamidade.


À Deus, todos vamos. Que a Luz lhes seja permanente.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

O BRASIL É NOSSO!!!

É CAMPEÃO! É CAMPEÃO! É CAMPEÃO!!!!!
É CAMPEÃO! É CAMPEÃO! É CAMPEÃO!!!!!
É CAMPEÃO! É CAMPEÃO! É CAMPEÃO!!!!!

9X PRA FICAR BEM MARCADO!!!! ENEACAMPEÃO BRASILEIRO!!!!

QUANDO A COMPETÊNCIA E A PAIXÃO SE UNEM, O PALMEIRAS SE TORNA INALCANÇÁVEL!!!!

VALEU AMIGOS, GRAZIE MILLE FRATELLI!!!!! A ALEGRIA É INENARRÁVEL NESTE MOMENTO!

PARABÉNS FAMÍLIA!!! PARABÉNS, PARABÉNS!!! VOCÊ MERECE!!!!!! ENQUANTO A ELITE ARROGANTE E O PROLETÁRIO INGÊNUO QUEBRAM O PAU, NÓS DA CLASSE MÉDIA LEVAMOS ESSE PAÍS NAS COSTAS! COM AMOR, PAIXÃO E MUITA DEDICAÇÃO, LEVAMOS ESSE TÍTULO MERECIDAMENTE!!!!

Melhor do que falar é ver as imagens da nossa festa. Mais a respeito desse título e das perspectivas pra 2017 nos próximos posts.

PALMEIRAS – O MAIOR CAMPEÃO BRASILEIRO DE TODOS OS TEMPOS. EM NOSSA CASA MANDAMOS NÓS. E NESSE PAÍS TAMBÉM!!!!




domingo, 27 de novembro de 2016

PALMEIRAS, DESTINO CAMPEÃO!!!!

BUON GIORNO FRATELLADA!!!!

ACORDEMOS PRA SERMOS CAMPEÕES!!!!

O BRASIL ESTÁ MUDANDO, O MUNDO ESTÁ MUDANDO E O PALMEIRAS ESTÁ VOLTANDO À SUA POSIÇÃO DE ORIGEM, PROTAGONISTA DO FUTEBOL NACIONAL!

IRMÃOS, ESTAMOS JUNTOS NESSA VIBE, NESSA HARMONIA, NESSA CONQUISTA!!!!

FAMÍLIA PALMEIRAS! ORGULHO DE UMA NAÇÃO, EXEMPLO PARA O PAÍS!

ESTIVEMOS JUNTOS NOS PIORES PERÍODOS. ATRAVESSAMOS DESERTOS JUNTOS, BRIGAMOS, CHORAMOS, NOS ESTAPEAMOS!!! ORAS, SOMOS HUMANOS!!!!

E SENDO HUMANOS, COM O MAIOR CORAÇÃO DE TODAS AS TORCIDAS, NOS UNIMOS, REUNIMOS E NOS ABRAÇAMOS, POIS ESTAMOS JUNTOS, NO MESMO TRANSATLÂNTICO VERDE E BRANCO. E VOLTAMOS, E CANTAMOS E VIBRAMOS... E VENCEMOS!!!!!

PALMEIRAS, MUITO MAIS QUE UM CLUBE DE FUTEBOL. UMA NAÇÃO QUE VIVE POR SEUS VALORES, TRANSMITIDOS ORGULHOSAMENTE, GERAÇÃO APÓS GERAÇÃO.

DUDU, QUEREMOS VOCÊ LEVANTANDO ESSA TAÇA!!!!! É VOCÊ CAPITÃO!!!!!!!

ISSO É PALMEIRAS. LUTA, TRABALHO E CONQUISTA. ISSO É PALMEIRAS!!!!!

FAMÍLIA, LEVANTA E MOSTRA O CAMINHO!!!!!! PALMEIRAS, NOSSA VIDA É VOCÊ!


quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Análise do time no Brasileirão

Fratellada,
como não poderíamos deixar de fazer, à todo palmeirense dedicamos nosso AGRADECIMENTO pela torcida fervorosa ao longo do campeonato. Fazemos agora uma análise completa do que foi o time nesse brasileiro, da defesa ao ataque, passando por diretoria e comissão. Esse é longo, pra ler aos poucos, então vamos lá:


DEFESA
Como já ressaltamos aqui inúmeras vezes, um dos fundamentos principais do futebol moderno é uma defesa sólida. Aqui vale uma ressalva: o povo e comentaristas brasileiros deitam elogios prum drible ou jogada de ataque, mas deixam longe a observação sobre as virtudes defensivas.

Sim, uma defesa ganha campeonato e nesse ano tivemos a defesa mais forte desde Antônio Carlos e Clébão na década de 90. Aliás, vários números desse time remetem às conquistas daquele período. Vamos começar pelo início, o goleiro.

Imagem Blog Torcedores.com

Vamos lá: qual outro time do campeonato teve seu titular arrebentado, seu reserva imediato não se firmando e seu terceiro reserva explodindo como revelação sensacional irrefutável até ao mais crítico analista? Jaílson é o nome da fera e não há Palmeirense NO MUNDO que não reconheça sua importância como PEÇA CHAVE na conquista desse título, pela segurança tremenda que passou em momentos chave e de muita pressão. Jaílson, nosso TÍTULO começou com você.

ZAGA
Ponto fundamental na espinha dorsal do time, viemos com a segurança de um Victor Hugo já dono da posição e que apenas confirmou sua titularidade ao longo de todo campeonato, a experiência do Edu Dracena que corresponde bem em momentos chave, provando que é fundamental mais do que uma dupla de zaga pra ver o setor funcionar num campeonato de longo prazo.

Mas a grande sensação foi mesmo o colombiano Yerri Mina que apresentou um futebolzaço, maiúsculo e imperativo, formando ao lado do Victor Hugo uma das melhores zagas que já tivemos. Muito seguro em posicionamento, exímia técnica, e também faz gols! Jogadorzaço, um dos maiores acertos de contratação da diretoria, sem dúvida. Pra completar, a juventude do Thiago Martins, que tampouco deixou a peteca cair quando foi acionado. Está aí a base de nossa conquista, uma baita defesa.

VOLÂNCIA
Mas defesa não é só zaga, mas também volantes e laterais (essencialmente). Então falamos aqui dos volantes, que logicamente atuam na volância... mais uma ressalva: por volantes entende-se um posicionamento duplo “contenção/ saída de jogo” onde cada jogador tem função bem definida.

Pois bem, estávamos muito bem servidos com Gabriel e Arouca, dois grandes volantes de contenção. Mas então se machucaram. Mas ainda assim tínhamos Matheus Salles e Thiago Santos.

Mas foi com a vinda do Tchêtchê e a entrada do Moisés que tudo mudou. Aqui temos uma das principais atuações do técnico Cuca, ao utilizar o Tchetchê como volante “líbero” com liberdade pra subir ao lado do Moisés, meia de origem que se mostrou polivalente ao ser recuado à marcação, mas também auxiliando na saída de bola. Isso sem contar com seu arremesso lateral, eficiente, embora causasse o desgosto de comentaristas.

Ou seja, pela primeira vez em décadas jogamos com uma dupla de volantes sem que um deles fosse de contenção nato. E mesmo assim conseguimos ser o time com menor número de gols sofridos no campeonato! Sensacional, Cuca! Não sei porque poucos comentaristas observaram isso, mas foi outra chave para o desempenho da equipe.

LATERAIS
Outro setor que explica a segurança na defesa. Jean teve um desempenho muito importante, jogando até no meio quando necessário. Subindo só na boa, manteve a estrutura defensiva mesmo em contra ataques adversários.

Não tivemos grande excelência ofensiva pelo setor, mas ficamos sólidos na defesa. Fabiano, deu calafrios nas primeiras partidas e parecia ser o ponto fraco. Mas o Cuca soube dar-lhe oportunidade e não é que o rapaz não desapontou? Ajudou no que pode, liberando o Jean pro meio quando precisamos.

Na esquerda tivemos Zé Roberto e Egídio. Talvez seja nesse setor boa parte de nossas brechas, o Egídio sempre mais esforçado do que eficiente e o Zé Roberto muito bem e seguro, mas menos presente do que gostaríamos. Não tivemos tanta força nas laterais, mas conseguimos segurar bem o tranco.


MEIO CAMPO
Consideramos os homens de meio campo ofensivo, enquanto a volância é mais defensiva, ainda que participe essencialmente do ataque também. Aqui nossos principais, Dudu, Allione, Barrios, Rafael Marques e Cleiton Xavier.

Esse pode ser o setor onde mais qualidade seria esperada do que efetivamente tivemos. Fora o Dudu que apesar de um momento de queda de rendimento foi sabiamente alçado à capitão e já retomou excelente desempenho, nenhum dos outros citados conseguiram se firmar, com alguma ressalva ao Cleiton Xavier, que joga na base da insistência, mas não que tenha incorporado o que realmente esperávamos dele com a 10.

Allione até jogou bem quando foi solicitado. Barrios, ainda com algumas participações satisfatórias ficou a maior parte do campeonato contundido e Raphael Marques simplesmente foi um bom reserva. É nesse setor (além de um lateral e um atacante) que concentraria os reforços pra próxima temporada.

ATAQUE
Considerando pro ataque Gabriel Jesus, Roger Guedes, Erik e Alecsandro, vemos alguma diferença. Gabriel Jesus teve me 2016 o ano de sua vida (até então). Explodiu meteoricamente, sendo vendido ao Manchester City ainda no meio do ano, mas numa jogada excepcional da diretoria, ainda permaneceu até o fim da temporada.

Com certeza seu rendimento também foi prejudicado por inúmeras convocações à seleção, mas não resta dúvida que num compto geral sua permanência foi extremamente positiva. Mesmo porque também fomos prejudicados pela palhaçada do doping errado em cima do Alecsandro, que os tirou de nós quando vinha em bom físico. Voltou com menos rapidez que antes, algo normal de acontecer até que se retome o físico e ritmo de jogo.

Além dele o Erik, outro que também mostra mais disposição do que tecnica, imprime velocidade e tem bom posicionamento tático, mas finaliza com pouca eficiência, algo fundamental à sua posição. Finalizando o Roger Guedes, de quem eu até esperava um futebol no mesmo nível do Gabriel e quem ainda acho que sob a batuta firme do Cuca pode melhorar e evoluir muito em seu futebol. Boa esperança pra 2017.

TÉCNICO
Excelente. Chegou – pra variar – num turbilhão, após a saída do Marcelo Oliveira, a qual achei que teria sido até precipitada. Os resultados iniciais do Cuca forma horríveis, várias derrotas seguidas, mas assim como uma grande equipe se forja na dificuldade, assim o Cuca conseguiu contornar os problemas e montar uma grande equipe, com base na regularidade, eficiência técnica e um elenco preparado sob medida pra competição de longo prazo como o Brasileiro.

Soube montar o time com toques seguros, defesa compacta, saída rápida e eficiente ao ataque. Parabéns Cuca! És desejo UNÂNIME da torcida pra 2017, algo raríssimo de acontecer pelas críticas alamedas palestrinas. Você é o cara.

DEPARTAMENTO MÉDICO
Foi tratado com esbulho pelo jornalismo grotesco que estrebucha no chão por audiência e depois aparece com cara de paspalho pedindo desculpa. Apesar de odiado por torcedores que acham ali a culpa pela demora em recuperação de jogadores, é vítima de um tremendo mal entendido por falta de esclarecimento acerca do que realmente acontece com os jogadores, que muitas vezes vai além da recuperação física, ainda que isso não seja de interesse do clube para divulgação.

A verdade é que o Palmeiras conta hoje com o que há de MAIS MODERNO para prepação, análise e recuperação física, com profissionais topo de linha pra cuidar da área, chamados que são inclusive, para conferências acerca dos métodos mais recentes de tratamento.

DIRETORIA
Aqui podemos considerar o trabalho do diretor de futebol, Alexandre Mattos e equipe. É difícil julgar sem saber pormenores das internas, mas podemos avaliar um bom nível de contratações e principalmente a manutenção de motivação no elenco após a famigerada janela européia que, quando não leva talentos deixa insatisfeitos. Saber contornar essas situações exige muito tato e conversa, outro talento fundamental ao diretor de futebol, além das contratações.


PRESIDÊNCIA
Com todo respeito, aqui um dos nossos pontos mais altos. Paulo Nobre foi para o Palmeiras o que todo torcedor, de qualquer time nacional (e internacional) gostaria que seu presidente fosse: rico, dedicado e inteligente.

Capaz não só de equalizar as dívidas do clube como aumentar exponencialmente suas receitas com patrocínios vultosos, além do sucesso com o programa sócio torcedor e a vitória estrondosa em cima da Wtorres sobre o direito de comercialização das cadeiras.

Além disso, reformulou todo o clube com base no plano de excelência, colocando profissionais competentes bem pagos e bem cobrados pela eficiência em sua função. Dos profissionais de análise de dados de jogadores pré-contratação (fundamental), ao uso de softwares pra leitura de todo big data. Dos equipamentos à grande reforma no CT, ao custo de alguns milhões de reais dados de presente ao Palmeiras, pagos do próprio bolso.

Isso sem contar nas demonstrações de grande paixão (que na verdade só os aproxima de nós mortais de sangue quente palestrino) expulsando adversário de nossos camarotes e ainda fazendo troça com a patética câmera Torres no próprio camarote presidencial, além do fabuloso jatinho, o AIR PORK ONE, fundamental na presença de jogadores importantes pós convocação. Inigualável.

Essas e outras fazem do Paulo Nobre sem dúvida alguma um dos maiores presidentes que o Palmeiras já teve, da estatura de um Dante Delmanto, um Paschoal Byron Giuliano ou Delfino Facchina. Gigante, na época em que mais precisamos de um. Que as cruéis, excruciantes e terríveis lições de outrora tenham sido aprendidas e as luzes que brilham hoje sobre nosso escudo em seu protagonismo nacional jamais deixem de se apagar. O caminho está trilhado, pavimentado e bem iluminado.


O ALLIANZ PARQUE
Nenhum estádio desse país é tão temido quanto o Allianz Parque servindo de casa para o Palmeiras. Melhor, ganhamos finalmente da Wtorre o direito sobre as cadeiras, que nos assegurou não sermos passados pra trás numa picaretagem esdrúxula. O que já era nosso ficou garantido e a torcida, encantada com sua fabulosa (e invejada) casa, abarrota suas dependências, num espetáculo de emocionar qualquer um!


A FAMÍLIA PALMEIRAS
Finalizando pelo melhor, essa FAMÍLIA PALMEIRAS que se formou a partir da volta à sua casa e a forma como o time responde bem a isso. Não sei se pela arquitetura nova ou pela elitização (associados Avanti), a verdade é que o estádio hoje parece ocupado por torcedores de verdade, que embora continuem críticos, apoiam como há muito não se via. Bola cantada, jogada de mestre o aproveitamento do conceito FAMÍLIA, que dá ao torcedor o pertencimento que ele deseja. Que se amplie e reforce cada vez mais.

PALMEIRAS, MEU PALMEIRAS, MEU PALMEEEEEIRAS!!!

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Futebol bonito é o que faz a torcida feliz

Que me perdoe o Alex, já totalmente adaptado ao mundo televisivo e com talento de sobra, não tão fácil de encontrar hoje em dia.

Apregoar que o Palmeiras é campeão sem apresentar um futebol bonito é desconhecer, cabalmente, as necessidades que imperam na trajetória de um time que quer ser campeão, não um queridinho da mídia com firulas e perfumaria que não se sustentam a longo prazo.

Do que adianta encher os olhos da torcida e perder a partida? Ou “abafar” em 3 ou 4 jogos pra depois encalhar em 5 ou 6? Quem quer vencer campeonato de pontos corridos tem que ter EQUILÍBRIO (em alto nível) em todos os fundamentos e CONSTÂNCIA na aplicação dos mesmos. E um baita elenco de reposição. Foi isso que fizemos.

Cuidamos primeiro da defesa e o Cuca inovou recuando um meia de origem (Moisés) pra volância. Com auxílio de Zé Roberto, Jean e Tchê Tchê, trataram de colocar a bola pro ataque sempre que possível, ainda que não tivéssemos primazia constante nesse fundamento. Por vezes no campeonato sim, nos faltou ligação com o ataque.

Mas aí nós temos esse trio Dudu, Roger e Gabriel, que vai deixar saudade. Foi a partir da definição hierárquica do Dudu como capitão, que o equilíbrio se estabeleceu, numa grande jogada do Cuca. Seja lá quem acompanhe essa dupla Dudu e Guedes, terá um carro veloz nas mãos.

O futebol moderno ensina: mais vale NÃO TER pernas de pau no time do que ter grandes craques com brexas que põe tudo a perder. O Palmeiras apostou na qualidade homogênea, se preocupando em não ter pontos fraco. Bingo! Quem desmerece o futebol do Palmeiras ignora completamente os princípios básicos do futebol moderno. Chupem burraldos, enquanto somos 9X CAMPEÕES BRASILEIROS!

E só pra completar, seremos o time com maior número de indicados à Bola de Prata, premiação ao melhor jogador em cada posição. 

Com a faca e o queijo na mão, temos tudo pra entrar 2017 com esperança gigante no que podemos ter à frente. Esse time está amadurecido por um título nacional em 2015 (em mata-mata), outro agora em 2016 (pontos corridos) e essa geração tendo em 2017 a chance de coroar, de forma Libertadora, sua passagem pelo clube. Magnífico!


Que seja, que valha, que venha... vai que sua PALMEIRAS!!!!

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

GLORIOSO, ENCANTADOR, PALMEIRAS!!!

 

AAAAAAAEEEEEEEEEEEE  EEEEE FRATELLADA!!!  IRMÃOS E IRMÃS DE  CORAÇÃO. NO JÚBILO DE  NOSSA VITÓRIA REPOUSA  A GLÓRIA DE UM POVO  CONQUISTADOR!

 PALMEIRAS, PALMEIRAS  PALMEIRAS!!!!



Ôpa, péraí... o Campeonato Brasileiro ainda não acabou. Falta uma partidinha pra colocarmos a faixa. Pra falar a verdade falta até menos haja vista que podemos ser campeões mesmo perdendo, o que definitivamente NÃO VAI ACONTECER.

Nada melhor do que ter 1 semana pra PREPARAR A FESTA. Na boa galera... sempre sou comedido quanto a essas situações, mas desta feita o tiro é certeiro.

CBF, pode levar o troféu pro Allianz!!! queremos o troféu na próxima partida lá no estádio, com volta olímpica e tudo o que tivermos de direito.

NOBRÃO!!! Vc que já é um MITO dentro do Palmeiras, se possível solta aquela última verbinha do seu mandato pra fazer uma FESTA GIGANTE no Allianz, com luz, som e muitos fogos!!! Precipito-me? Não fratellada, não desta vez. ESSE CAMPEONATO É NOSSO E NINGUÉM NOS TIRA!!!

Santos? Podem rezar pra todos, não serão ouvidos.
Vou deixar claro porque o Santos, único time que “poderia” nos ameaçar o campeonato não o fará: POIS NÃO TIVERAM A CAPACIDADE DE SEGURAR SEU PRINCIPAL JOGADOR, TAL COMO FIZEMOS AQUI. O Gabriel deles se foi. O nosso, além de valer mais, ficou PRA SER CAMPEÃO!!!!

Por essa e outras, o Palmeiras mostrou CAPACIDADE de fazer o que ninguém mais fez. De jato particular à retiro em Atibaia, TUDO absolutamente TUDO foi feito pra blindar o time e focá-lo exclusivamente no que importa ao torcedor, que é a CONQUISTA DO CAMPEONATO.

PALMEIRENSE, ORGULHE-SE!!! Não és apenas um LEGÍTIMO CAMPEÃO (lembrando aqui a Copa do Brasil). ÉS DIGNO DA CONQUISTA!!!! LUTADOR, TABALHADOR, CONQUISTADOR. Sem assistência, sem privilégio. Com a força pura e autêntica de sua torcida (e de um presidente pra lá de torcedor e pra lá de capaz!). Durante a semana falaremos dos jogadores que nos propiciam essa felicidade!

NOSSO PALMEIRAS, QUERIDO E DE VOLTA AO LUGAR DE ORIGEM!!!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Cardíaco, sanguíneo e visceral. É Palmeiras

Não dá. Não existe. Não há campeonato em que nossa conquista aconteça de foma tranquila. Tem que se acirrado, tem que ter quebra pau, jogo pegado e todas as dificuldades possíveis.

A partida de ontem contra o Atlético-MG deve bem ter sido uma das mais difíceis do campeonato, equipe bem ajustada e com grandes talentos que possui. Bom esse Atlético. E porque tomamos tanto sufoco?

Sentimos um pouco a ausência do Zé Roberto e do Mina. A volância (reforçada) com Thiago Santos não dava a pegada necessária frente a um rápido ataque atleticano. Mas bem ou mal até conseguimos fazê-lo, até a entrada do Lucas Pratto.

No fim do jogo ainda tivemos ótimas oportunidades pra vencer, até mais que o time da casa. Mas o empate não foi de todo mal, haja vista a possibilidade concreta de decisão nas próximas 2 rodadas, decididas no Allianz Parque.

Que ninguém pense que será fácil. Todo o trabalho do ano deve agora ser concentrado nessas 2 partidas. 2 vitórias (ou até menos!) pra consagração.

Quem tiver sua mandinga que faça, sua prece que rogue, sua fé que manifeste! Agora é hora de todos os corações alviverdes baterem juntos, sem acelerar demais, no compasso cadenciado que o futebol e a vida, tal como são, nos levam ter. ESTAMOS JUNTOS, PALMEIRAS!!!

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Momentos de expectativa

AGUEEEEENTA CORAÇÃO... momentos de expectativa até a conclusão das próximas rodadas que podem finalmente coroar o estupendo trabalho que vem sendo feito a frente do nosso Palmeiras.

Não é qualquer coisa. É a consolidação de um modelo que deve servir de orientação para anos futuros. Nossa grandeza está sendo construída em frente aos nossos olhos, nesse exato momento.

No intervalo da seleção todos os times tiveram tempo pra se recompor. Só que nós tivemos 2 de nossos melhores jogadores comprometidos para essa partida contra o Atlético-MG. É agora que a qualidade das peças de reposição, nosso banco, tem que corresponder.

Edu Dracena já mostrou que tem experiência e técnica pra encarar de frente esse tipo de confronto, fora de casa, decisivo. Ainda assim eu resguardaria um pouco mais o setor defensivo, com subidas bem calculadas e jogo compacto.

Torcida em imensa festa no embarque da equipe à BH
À nossa imensa torcida, recomendo se preparar pois não teremos jogos fáceis. Teremos verdadeiras batalhas - que sejam limpas – com casa lotada e a FAMÍLIA atuando em peso como protagonista fundamental do espetáculo.

PALMEIRENSE! ERGUE ALTO SUA BANDEIRA, POIS ALTOS SÃO OS VALORES QUE NELA SE ENCERRAM.

FAMÍLIA PALMEIRAS É: EDUCAÇÃO, PAIXÃO, DEDICAÇÃO, TRABALHO, LUTA, CONQUISTA, LEALDADE, DIVERSIDADE E HUMANIDADE, COM BASTANTE MOLHO E QUEIJO. E PIMENTA! AVANTI FAMÍLIA!!!!

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

O mundo, em afetação fashion.

Fratellada, vocês sabem que sou lá da década de 70. Geração merthiolate que dói. Considero a diversidade uma das coisas mais importantes que o mundo pode cultivar. NÃO SOMOS IGUAIS! Somos sim é DIFERENTES. O problema não é ser diferente. È não USAR essa diferença como tirania, pra se julgar superior ou se impor sobre o vizinho, seja lá que seja. E nem pra estragar sua grama...

Mas com a eleição do Pato Donald nos Zeua, parece claro que caminhamos inexoravelmente para um mundo onde a IMAGEM reina absoluta. Você vale pelo que PARECE muito além do que efetivamente é.

Isso é um resultado direto da explosão de canais midiáticos, que acontece há décadas e décadas. Mas porque estamos falando isso aqui? Pois no futebol isso também existe e tem um nome pomposo: “gestão de imagem” é como chamam os empresários dos futeboleiros. Ou... o que a igreja sempre fez com seus ícones históricos... mas isso é outro assunto.

O importante na gestão de imagem é você deixar seu cliente luzindo pras campanhas publicitárias. Assim como um relações públicas o empresário besunta o jogador a la CR7, R9, a dupla espanhaneja Messi & Neymar e por aí vai. Por isso o Deus Ney olhou feio pro Soares mordedor... ele sabia que estavam filmando e papel de palhaço não fica bem na sua "gestão".

Se não fosse o fato de criarmos uma geração que só vislumbra um futuro melhor através de um famigerado X-Factor ou pelas chuteiras idílicas, a história poderia até ser bonita. O fato é que a criação de personagens fora do real cria um mundo fora do real.

A idealização que nos é proposta é IMPOSSÍVEL à imensa maioria, e Deus permita que o mundo (assim como o Palmeiras e todo palmeirense sempre soube) não é esse pancake cênico, mas algo muito mais humano e portanto sujeito a falhas normais, do que a telinha insiste em pintar, seja com bundas ou penteados besuntados.

Nessa hora eu lembro do nosso eterno SÃO MARCOS e a profunda HUMANIDADE que sempre nos caracterizou! POR ISSO EU AMO NOSSA FAMÍLIA!!!! POR ISSO EU TE AMO, MEU PALMEIRAS!!!!!!

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Cheirinho de óleo Lubraxx queimado

Fratellada, temos aqui 10 dias pra destilar o verbo antes da próxima partida e gostaria de iniciá-los por um tema profilático, para limparmos um pouco as besteiras que são proferidas parcialmente por alguns por aí.

Zapeando ontem a TV tive o desprazer de assistir alguns segundos de um tal Mauro sei lá o quê, flamenguista de carteirinha que, já tendo visto sua chance de título reduzida a fumaça de óleo Lubraxx, apela pra depreciação do futebol do melhor time na tabela, como se os que tivessem menos pontos fossem melhores.

A trágica leitura parcial de alguns jornalistas além de patética é prejudicial à correta compreensão dos fatos. Campeonato de pontos corridos não é momento, mas constância. É isso que o Palmeiras soube fazer, como ninguém.

Além disso, a defesa. Fator fundamental para qualquer um que almeje o título, frequentemente negligenciado por comentaristas ávidos por “bola na rede”. Dessa forma, distorcem a boa interpretação do esporte, que não é só ataque, apesar da ânsia midiática por emoção.

Finalizando, é triste ver a audiência açoitada por tanta parcialidade mascarada, capaz de ignorar números óbvios: o Palmeiras tem mais vitórias, menos derrotas, mais gols pró e maior saldo de gols do que todos os adversários, perdendo por apenas um gol a liderança também nos gols sofridos.

Se hoje o futebol passa por uma renovação (e o Cuca faz parte dela!) é em grande medida por contraponto a uma cultura futebolística que se apegou a certezas de um passado vitorioso, dando pouco espaço para inovações, quase impossíveis de praticar num ambiente onde após 3 derrotas o técnico é demitido.

O Palmeiras inovou taticamente puxando um meia pra volância (dupla Tchetchê/ Moisés). Estruturou uma defesa pra lá de compacta com 4 jogadores de alto nível. Ofereceu opções às laterais de forma a aproveitar a versatilidade de jogadores como Zé Roberto e Jean. Conseguiu segurar sua principal revelação mesmo após a venda, num ato que embora até possa ser questionado, marcou definitivamente a disposição do clube em colocar o CAMPEONATO e não suas finanças (como o Santos teve que fazer ao liberar seu atacante no meio do torneio) acima de tudo. E hoje colhe frutos disso.

Mas como urubú gosta mesmo é do que podre (além de patrocínio estatal), esses frutos lhes devem ser bem amargos... cheirinho de carniça e óleo Lubraxx queimado.

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Doces frutos de um árduo trabalho!

Hoje a imprensa está secando como pode o Palmeiras, deitando-lhe louvas de campeão antecipado.

MUITO OBRIGADO, secadores de plantão. O Palmeiras vai bem, obrigado, não graças a vocês, mas a um árduo trabalho desenvolvido pela atual diretoria, fato raramente lembrado.

O time todo foi montado minuciosamente e hoje temos grandes jogadores em várias posições. Essa partida contra o Internacional-RS foi emblemática. Busquem aí no Google a última temporada em que os vencemos 2x seguidas. O Inter é um dos poucos times em que perdemos em confrontos diretos.

Pedra do sapato retirada, vamos nós a um período de 10 dias sem jogos, com a cabeça leve e o coração esperançoso por mais uma temporada vitoriosa (vencer duas seguidas é algo que não fazíamos desde a década de 90!). O time está muito, muito unido e é isso que faz a diferença.

Sejamos sinceros: o time não está, nem precisa estar jogando o fino da bola. O Cleiton jogou bem ontem? Não! Mas fez o gol e segurou o que pode no restante do tempo. Quase todo time que é campeão o faz com inúmeros 1x0, resultado dos mais comuns ao futebol.

O interessante do processo é que o time pode chegar à conquista, mas com um gostinho de “quero mais”. Nosso ataque ainda carece de algo que lhe dê a fluidez que outrora já tivemos. E é nisso que o Cuca deve mirar pra 2017. Com o talento que temos e as reposições pontuais que a diretoria já está fazendo devemos incrementar esse processo.

PARABÉNS à torcida que fez uma baita festa (e nem se molhou!). NOSSO estádio é fenomenal. E PARABÉNS AO TIME que soube garantir o resultado dando mais um passo fundamental pra conquista mais importante que podemos ter em décadas.

PALMEIRAS, ESSE É TEU CAMINHO!!!!

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Orgulho & Esperança

É só andar pelas ruas que se vê uma quantidade significativa de palmeirenses, peito estufado, a caminhar orgulhosamente. Mas espere um pouco, o campeonato tem mais pela frente! Por certo que sim. Mas suspeito que esse “orgulho” venha além da possibilidade de conquista e sim por uma compreensão maior do momento que o clube vive.

Há poucos anos atrás vivíamos um drama, sem estádio, patrocínios toscos e times capengas que ainda assim conseguiam alguma projeção (Copa do Brasil 2012). Mas de lá pra cá, muita coisa mudou. Não só nós voltamos à casa como conseguimos polpudos patrocínios, além de ver nossos rivais mais próximos caindo pelas tabelas (ou desmoronando).

E há outro elemento importante: nossa mudança acompanha o mesmo movimento em escala nacional, haja vista as mudanças pelas quais o Brasil passa. Um viés de “trabalho e competência” parece (pareeece...) assumir protagonismo na cena política e podemos – pela primeira vez na história – vislumbrar uma nesga de justiça raiar na penumbra dos privilégios, clientelismo e da corrupção. Que valha a todos e que seja contínua!

É esse momento que embala o palmeirense. Esse mundo novo que se desvela aos nossos olhos, num misto de orgulho e esperança. Orgulho pela beleza de ser um eterno vencedor. Esperança que a excelência e competência – que hoje o Palmeiras adota - possam finalmente transformar esse país se não na promessa, mas no melhor que seu potencial pode dar. O país do futuro não surge do nada, mas de uma ação de todos! AVANTI PALMEIRAS, AVANÇA BRASIL!!!!!  

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Cubs. Um exemplo de paixão

Fratellada, sei que nossa atração principal é e sempre será o ludopédio. Mas gostaria de abrir um espaço aqui à decisão da temporada 2016 de baseball, esporte que tive o prazer de conhecer ainda criança, no fim dos anos 70, pelas mãos de meu grandioso amigo, Régis Yoshioka, lá no Brooklin.

Pra resumir, a final envolveu dois dos mais tradicionais times americanos (Indians x Cubs), seguindo o tradicional estilo de play-offs, terminando na sétima partida. Dizer que foi algo épico é pouco, mas são poucos como nós que sabem o que é uma fila de títulos.

Bem, apesar de times com imensas torcidas, não só seus torcedores nunca haviam sido campeões, como seus pais e avós (1948 Indians, 1908 Cubs)!!! E mesmo assim, geração após geração continuaram a transmitir sua paixão. No caso do Cubs ainda ressaltado pelo fato do tempo gigantesco (108 anos de fila!) e por haver outro time campeão na cidade (Chicago White Sox) que poderia ter lhe arrebatado a torcida. Mas não. Geração após geração os fãns do Cubs mantiveram-se leais. Inacreditável.

Pois agora esse time não tem apenas uma torcida campeã. Possui uma verdadeira legião de devotos alucinados. Sei bem o que é isso. Assistir o time ser campeão pela primeira vez na vida já após os 20 anos. Imagino aos 40! Aos 60!!! Havia gente com saúde suficiente aos 80 anos vendo seu time ser campeão pela primeira vez na vida!!!


É esse tipo de devoção que deve nos inspirar. É a paixão mais pura que o torcedor pode demonstrar por seu time, é essa fé inabalável que não depende de conquistas mas está forjada em seu espírito. Emocionante, inspirador! Parabéns ao Chicago Cubs e toda sua legião inacreditável de fãns. Que história, que paixão, que exemplo!