sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Cardíaco, sanguíneo e visceral. É Palmeiras

Não dá. Não existe. Não há campeonato em que nossa conquista aconteça de foma tranquila. Tem que se acirrado, tem que ter quebra pau, jogo pegado e todas as dificuldades possíveis.

A partida de ontem contra o Atlético-MG deve bem ter sido uma das mais difíceis do campeonato, equipe bem ajustada e com grandes talentos que possui. Bom esse Atlético. E porque tomamos tanto sufoco?

Sentimos um pouco a ausência do Zé Roberto e do Mina. A volância (reforçada) com Thiago Santos não dava a pegada necessária frente a um rápido ataque atleticano. Mas bem ou mal até conseguimos fazê-lo, até a entrada do Lucas Pratto.

No fim do jogo ainda tivemos ótimas oportunidades pra vencer, até mais que o time da casa. Mas o empate não foi de todo mal, haja vista a possibilidade concreta de decisão nas próximas 2 rodadas, decididas no Allianz Parque.

Que ninguém pense que será fácil. Todo o trabalho do ano deve agora ser concentrado nessas 2 partidas. 2 vitórias (ou até menos!) pra consagração.

Quem tiver sua mandinga que faça, sua prece que rogue, sua fé que manifeste! Agora é hora de todos os corações alviverdes baterem juntos, sem acelerar demais, no compasso cadenciado que o futebol e a vida, tal como são, nos levam ter. ESTAMOS JUNTOS, PALMEIRAS!!!

3 comentários:

  1. Porco Gigante (ex Porco Grande)18 de novembro de 2016 11:39

    Galluzzi falta pouco, quanto mais tenho confiança no título, mais fico preocupado. Ansiedade palete instalar talvez. Esculpe mas não consigo mais comentar e n analirar até a comemoração.
    Foco total agora faltam web jogos e 6 pontos para não depender de ninguem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gigante, ou seu corretor está ligado ou a cerveja tá boa hein?! KKkkkkk. Tá "esculpado" fratello!!! Acredita e pensa positivo ae!!!! Abs!

      Excluir