quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Renovação do Departamento Médico

Reforços partidas e chegadas. Assim é o início de temporada, além das tradicionais especulações de sempre. Acabou de chegar o zagueiro Antônio Carlos, pra ocupar uma “vaga” no lugar do Roger Carvalho, cujo qual já nem lembrava da existência. Seja como for, é nosso 5º zagueiro.

Pois bem, mas a notícia principal nem é essa mas a dispensa no Departamento Médico do Palmeiras, que já é devidamente explorado como "crise" na diretoria. Pra que essa brecha?

Esse é um tema que deve ser visto com uma lente de aumento:

O Departamento Médico do Palmeiras sempre foi criticado. Era desestruturado e passou, há poucos anos, a contar com melhores condições, digamos assim.

O médico principal já estava no clube há quase 20 anos. É saudável uma renovação, mas desde que haja um bom motivo, pois finalmente grupo de médicos e fisiologistas vinha apresentando bons resultados na prevenção e recuperação dos atletas.

Até que aconteceu a pataquada do doping. E a casa que já vinha meio bamba, caiu. Se caiu pra todos não sei, mas caiu. Porque é complicado culpar todos uma situação específica.

Seja como for, até esse ponto é compreensível. O que não é compreensível é a FORMA como a dispensa foi feita, pois pelo que chegou à imprensa, foi através de um “nota lacônica e protocolar”, segundo palavras do próprio demitido.

Ouvir isso dá CALAFRIOS, pois remete diretamente à 2002, quando o Luxemburgo foi embora do time na segunda rodada, após ter uma solicitação de reunião com a presidência respondida via bilhete. O resultado do ano nós vimos. Essa mentalidade, que ficou tão clara após a Parmalat, afasta os bons profissionais. Aliás, ela não acredita em “profissionais” no clube e acha que o futebol,é um absurdo que só leva clubes à falência.

Então, se o Galiotte estiver SUCUMBINDO a essa mentalidade do bilhete, e pior, ouvir a ladainha de “profissionalização excessiva” dentro do Departamento de Futebol, lascou-se. Aliás, tenho um grande receio que a administração Nobre seja um grande hiato na história de balbúrdia administrativa que o Palmeiras, por décadas foi.

Gagliote: não abrace essa mentalidade do descaso com quem serve ao clube. Não que não devesse ter demitido. Ok. Mas não dá essa brecha de ser avacalhado na imprensa como a pecha de “mau empregador”. Isso azeda qualquer ambiente. E não reduza profissionalismo nenhum!!! Times europeus tem o dobro de estrutura que a nossa, só pra leitura do Big Data...

FORÇA GALIOTTE. NÃO SUCUMBA, NÃO PODEMOS VOLTAR ATRÁS! AVANTI

4 comentários:

  1. Galluzzi, vou ser bem sucinto, não acredito em nada e ninguém que seja do grupo do Sapo Boi. Tudo de ruim que aconteceu com o Palmeiras nesta linda história de 102 anos o Sapo estava envolvido direta ou indiretamente.
    Não estou gostando da montagem e desmontagem do time, não estou gostando da forma como a Crefisa está se impondo. Tenho duvidas de como será com a Wtorre daqui pra frente tambem.
    Acabou a nossa paz?
    PS: postei no link anterior mas acho que sumiu .....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande PG, não sei se a paz acabou, mas nosso nobre "anjo da guarda" está em férias... rs. Não vejo "desmonte" no time uma vez que nossa espinha dorsal está mantida e só quem saiu foram os menos aproveitados. A Crefisa que aparecer o máximo que puder, mas tem uma anta em seu comando. Ciente disso o Musga já foi lá e amealhou a confiança da incauta. Mas sobre a WTorre, é passado. À eles, nossas datas e nosso gramado. E a porcentagem correta dos shows. Nada mais podem contra nós. Valeu, abs. (vou verificar se ficou algo perdido nos post anterior).

      Excluir
  2. Galluzzi,
    Penso que os profissionais do Departamento Médico do Palmeiras foram demitidos com certo atraso e os comentários da imprensa não teve nenhum exagero, o vice-presidente Victor Fruges realmente não gostou da demissão daqueles profissionais. Com relação à forma também não vi nenhuma falha que pudesse comprometer a atitude de quem a tomou.
    No que se refere ao Paulo Nobre, já deixei aqui registrado que temia que o modelo implantado por ele não prosperasse com outro gestor. Igualmente não aprovei o fato de em sua saída tenha causado um desconforto para o seu sucessor, que diga-se, foi indicado por ele. Poderia muito bem ter saído sem causar barulho.
    Eu não quero nem comentar sobre o sapo boi. É lamentável que sujeito ainda continue a causar problemas no Palmeiras.
    Também não estou gostando nem um pouco da forma como a Crefisa (Leila) está se impondo. Das contratações feitas até agora (incluindo o treinador) só gostei da do Keno e da do Guerra.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alou Ítalo, tudo beleza? Tbm concordo que poderiam ter demitido mas não aprovo a forma como foi feita, pois deu margem a que o profissional viesse a imprensa mostrando o Palmeiras como vilão na história. Mas o problema principal é a recorrência de uma prática nefasta na qual a diretoria destrata profissionais que nos prestam serviços. Já vi isso lá atrás e sei quanto arruína uma equipe... a diretoria deveria ter CONVERSADO com os profissionais pra justamente (usando sua frase) "ter saído sem causar barulho".

      Quanto ao Nobre, o "modelo" implantado por ele é ser eficiente, profissional e dedicado. Os "erros" que teve são mínimos perto das presepadas passadas que sempre tivemos. Acredite amigo, ser presidente de clube é muito mais complicado do que imaginamos... e ele não quis causar desconforto ao Galiotte, apenas apontou que o estatuto deveria ser seguido e deixou a decisão livre nas mãos do sucessor. Mas é lógico que haverá a "pimenta" da imprensa nessa papagaiada de "desconforto".

      Sobre a Crefisa, acho que o Nobre concorda contigo, por isso brecou sua candidatura. Mas veja, até ser "Conselheiro" não há problema algum. Ridículo é querer algo além disso, a tia só vem a público pra falar groselha...

      Sobre as contratações não tô achando ruim não, veja... o Bastos veio de graça, Raphael Veiga demos chapéu, o moleque é palmeirense há gerações, o Felipe Melo me pareceu bem focado com perfil "guerreiro" e os demais ainda espero pra ver! Se as indicações passaram pelo CIP (Centro de Inteligência) podemos esperar um bom rendimento. Sobre o treinador nem sempre se pode ter exatamente o que se quer (fomos atrás do Roger Carvalho), mas o possível... buscamos o perfil "jovem e moderno". Vamos ver... abs!

      Excluir