quarta-feira, 29 de março de 2017

A desinformação completa!

Mustafá! Como podes? Como pode ignorar tanto vexame e sofrimento, tanta incompetência, times limitados, jogadores HORROROSOS que existiam após a saída da Parmalat?!

Essa matéria da Folha de São Paulo É DE CHORAR!!!! Distorce COMPLETAMENTE o que houve no Palmeiras deixando a entender que o caminho que traçamos nos últimos anos teria sido errado e perdulário!!!! DEUS DO CÉU!!!!

GRAÇAS a admistrações passadas HORROROSAS, que AFUNDARAM O FUTEBOL DO PALMEIRAS, relegando-o a 2 rebaixamentos e inúmeros times vergonhosos, tivemos que fazer um SANEAMENTO (2013 e 2014) pra finalmente vislumbrar um equilíbrio de contas que nos resgatasse a capacidade de investimento. Assim fizemos e assim fomos CAMPEÕES, com uma estrutura invejável e voltando a ser a REFERÊNCIA que éramos antes do período 2002-2013.

Aí vem essa desinformação!... é de dar náuseas, de torcer a espinha ouvir uma pessoa que (des)considera o futebol como essa filosofia faz. Marketing é coisa de palhaço e não serve pra nada. O torcedor Avanti coloca simplesmente 30 milhões no clube e pra esse senhor vale menos que um arroto. É de CHORAR! Voltaremos ao sistema DOS, jogador contratado por DVD e ao Marketing do Ligue Djá!

TODO clube grande do mundo possui departamentos de marketing, não pra “caçar licenciamento” e sim pra FIDELIZAR seu torcedor, em momentos – que esse senhor bem conhece – em que o time não joga absolutamente NADA em campo!

Não estou aqui pra dizer se o Palmeiras gasta “muito” ou não. O Palmeiras tem que gastar o suficiente PRA SER CAMPEÃO e não pra manter times MEDÍOCRES, LIMITADOS e VEXAMINOSOS como tínhamos em administrações passadas e PRINCIPALMENTE pós Parmalat, quando a administração do futebol VOLTOU ao clube.

TRATA-SE o futebol como coisa de MARGINAL e SALAFRÁRIOS. NENHUM TIME que joga sob essa filosofia prospera. NENHUM!!! Em 2002 mesmo com jogadores gabaritados FOMOS REBAIXADOS graças à ESSA filosofia, que enxerga o jogador de cima pra baixo e o torcedor então, menos que nada.


DEUS ABENÇOADO, NOS PROTEJA dessa visão tosca e tacanha, que se preocupa com o Ph da piscina mais do que se o time foi rebaixado à várzea. É a visão que lambe 30.000 associados (que vivem no vermelho só de lá saindo graças AO FUTEBOL) em detrimento de 10 milhões de torcedores que pagam toda a conta no final. E ainda vem a imprensa e acha bonito. Meldels...

Um país que SEPULTA o que é correto e dá voz ao passado que nos relegou tanta desgraça, não tem mesmo como dar certo...

9 comentários:

  1. Galuzzi,

    Impressionante que foi exatamente o que você escreveu que eu senti quando li a entrevista.

    Se alguém tivesse chegado de marte iria achar que ele tem razão.

    Abraço, Hudson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vero! Imagina só, chegando de boa de um rolê por Marts e nos damos com isso! Cumé!? Vortamos pro século XX? HUDSO, we have problems!!! rss. Abs fratello!

      Excluir
  2. Meu Deus, esse sapo-boi não desiste!! Só pode ser um gambá infiltrado que a anos quer ferrar o Palestra, não vejo outra explicação.

    Abraços!
    Paladino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Paladino, por isso ele ganhou o apelido de Musgambá. Mas imaginava que isso tinha ficado na história... haja coração pra tanto colesterol. Valeu, abs!

      Excluir
  3. Isso tudo é armado e minimamente preparado para atacar o clube e de alguma forma destabilizar o time.

    Foi a única forma que a "imprensa" achou de atacar o clube, dar voz a esse cidadão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente William! Os caras tentam SEPULTAR o que foi feito de bom dando voz ao que há de mais arcaico no futebol. O que eles querem todos sabemos... ver o circo pegar fogo isso sim! Abs!

      Excluir
  4. Graças a este pensamento mustafanianos que passamos 12 anos sofrendo. Futebol não se faz com economia e sim procurando receitas sejam elas dos sócios torcedores, patrocínios ou mesmo bilheteria, mas para encher estádios e ter milhares de sócios tem que ter time bom. Sem isso podem esquecer estádios lotados. Na verdade é um círculo vicioso. Dinheiro>>>>time bom>>>>estádio cheio/programa de sócio forte>>>>dinheiro. Esta filosofia do bom e barato que nos rebaixou 2 x. Espero que nunca mais volte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calmon, vou além. Veja, quando o Belluzzo assumiu, veio exatamente com esse pensamento do círculo virtuoso. Mas o que aconteceu? Ele trouxe Muricy e Vagner Love com o Palmeiras em primeiro lugar e viu o time despencar. Por que? Pois faltou a malandragem, presença de vestiário (fui a reuniões no Palmeiras na época, em que todos se queixavam da ausência de "comando" - o diretor de futebol era o Roberto Cipullo, que já havia ocupado o cargo na época da Parmalat). Ou seja. Não basta dinheiro. Futebol é complicadíssimo, tem que ter capacidade, astúcia e coragem coisa que nunca vi noutro dirigente (do Palmeiras) da forma como vi no Paulo Nobre. Mas por incrivel que pareça, a inveja parece maior do que a preocupação em reconhecer o que é bom e funciona. E assim segue a vida... abs.

      Excluir
  5. Acho impressionante que a FSP e o seu portal UOL ressuscitem essa figura e comecem a dar espaço para ele vomitar suas ideias patéticas na mídia novamente. Enquanto a gente estava por baixo, por CULPA dele, até 2013, ninguém lembrava ou dava espaço pra ele. Agora que estamos no lugar de sempre, o topo, desenterram esse cara. Tem que ser muito ingênuo pra não perceber a má fé da imprensa, querendo pura e simplesmente desestabilizar a médio prazo o Verdão.

    ResponderExcluir