domingo, 12 de março de 2017

Choque-Rei. Vitória majestosa

Olha pessoal, com todo respeito aos dois campeonatos nacionais que vencemos nos últimos 2 anos, podemos dizer hoje que o Palmeiras colhe os frutos do trabalho que reconstrução que teve início há quase 5 anos atrás. Juntando inventividade, capacidade e coragem, o Palmeiras vive seu renascimento.

Deixamos de ser o time vexame, freguês, aquele que os adversários nem tinham mais prazer em tirar sarro, pra ser o time referência, um exemplo a ser seguido, invejado e temido.

Essa vitória contra o SP não foi qualquer uma. Independente do golaço de cobertura antológico do Dudu, a vitória foi estrondosa. O Palmeiras nem vinha assim com tanto ímpeto, haja vista a importância da Libertadores no meio da semana, enquanto o adversário tem no Paulista uma conquista altamente desejada.

Podemos até não vencer o Paulistão. Mas essa partida foi um espetáculo a parte, mereceria um troféu, além de essencial pra dar ao time a confiança e tranquilidade pra jogar a Libertadores. E o adversário, perfeito. Apesar do jogo truncado, dominamos totalmente a partida e finalizamos com um nocaute fulminante.

Sinceramente, pelo que o Thiago Santos vem jogando, é bom o Felipe Melo ficar atento. Ou até alguém da frente pois temos a opção de formar um ferrolho com Felipe Melo, Thiago Santos e Tchetchê, tendo a frente Dudu, Guerra/ Bastos e Borja, num tradicional 4-3-3.

Pronto Batista. Ganhaste um bom crédito com a torcida. Podes respirar mais tranquilo... até a próxima partida! Brincadeira a parte, está de parabéns pelo trabalho. Palmeiras renascido, que frutifique!

2 comentários:

  1. De fato, creio que deixamos para trás uma fase muito ruim. Recordei há pouco com um amigo Palestrino que até o início de 2015, não conseguíamos ganhar nenhum jogo contra os times, chamados grandes. Lembro de uma vitória magra no Pacaembu sobre o Atlético-PR que foi o mais próximo. Pois isso acabou. Nos últimos dois anos vencemos todos os grandes de SP - alguns várias vezes, principalmente no Allianz - e dos demais estados também. Salvo engano, não vencemos o Atlético-MG e o Vasco, fora estes clubes, todos os principais do Brasil foram derrotados pelo Palmeiras. Que continue assim.

    ResponderExcluir