terça-feira, 21 de março de 2017

Felipe Melo rí do "bom mocismo"

O Palmeiras está colhendo o que plantou. Aí está fratellada. Não ganhamos nada ainda nessa temporada, mas retomamos o respeito e digo mais, o temor daqueles que não resistem à competência, à excelência e ao trabalho bem feito. Foi isso que fizemos e é isso que colhemos!

ISSO É PALMEIRAS! Trabalho, pioneirismo, coragem, esforço e muita paixão!

Quem se garante desse jeito nem precisa do BOM MOCISMO babaca que permeia toda cadeia midiática, com sua infame política do correto. Quem anda pelo que é certo, caminha pelo que é direito, não precisa colocar florzinha no cabelo pra pagar de bom moço, papel que atrai audiência.

Pois é justamente por causa dessa BOSTA de politicamente correto que vivemos uma realidade das aparências!!! Não importa o que você é, mas o que você parece ser... e dá-lhe demagogia, falsidade e meias verdades.

Estou falando aqui do FELIPE MELO. Particularmente nunca apreciei jogadores “falastrões”, vendo nisso uma tentativa marketeira de encobrir falhas. E ressabiei à sua chegada. O cara chegou logo levando cartão e pensei “iiihhhh, é xarope mesmo”.

Mas então os jogos foram se passando e percebemos algo diferente alí. Um cara que rasga o couro com os dentes, mas não é desleal! Desleais são os jogadores que exploram a fama do jogador pra cavar faltas e induzir o juiz à penalizá-lo.

Acontece que como o brasileiro está mais acostumado com superficialidade das aparências do que buscar a profundidade do conteúdo, fica assustado com tanta personalidade. Pois é justamente ISSO que o Brasil precisa mais!!! Essa BANANEIRA que o país sempre foi é o principal motivo pra lascívia moral e miopia intelectual que nos agrilhoa ao subsdesenvolvimentismo.

Precisamos e mais HOMENS DE CORAGEM e menos PATETAS DO BOM MOCISMO. Mais MORO, MOA, NOBRE e aí incluo um MELO! E menos DEMAGOGOS da mídia que jogam pro seu público ávido por tudo que leve o selo “do bem”.

Vejam! NADA CONTRA o que é “do bem”, mas sim quem USA esse conceito pra impulsionar sua imagem, ainda que um rio de maracutaias continue passando em baixo de seu nariz. Mais CONTEÚDO e menos APARÊNCIA seria uma boa receita pra evoluirmos como sociedade. O brasileiro toma banho. Mas não lava as mãos...

4 comentários:

  1. Bom dia Roberto!!!

    Pois é... estava já a umas duas semanas elogiando o Melo, exatamente pelo mesmo motivo para alguns amigos. rsrsrs Comecei com os dois pés atrás com ele e hoje o vejo com bons olhos.
    Gostei muito da atitude de vestir mesmo a camisa do time em que está jogando, não medindo as palavras para falar, mas ainda assim sem desrespeito. Fora a língua afiada vem fazendo bem seu papel no time, mostrando muita qualidade técnica e fazendo a marcação a risca, como manda as atribuições de volante.

    Tenho que agradecer mais uma vez ao Alexandre, esse cara tem um olho excelente pra contratações. Todas as contratações feitas para esse ano foram cirúrgicas e se encaixaram com muita perfeição. Independentemente de ganharmos alguma coisa importante esse ano (paulista tá fora), fico muito feliz de ver o time jogando bem, como o Palmeiras sempre tem que ser.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Claudjones, incentivar a gente incentiva né... mas é bom deixar uma caixinha de Lexotan perto do banco de reserva, pq o cara é mutcholoko mesmo... rssss. ainda bem que joga pra nóis... rs. Mas a assessoria tem que conversar bem... rs. Abs!

      Excluir
  2. "Retomamos o respeito" é uma frase perfeita pelo que comentado recentemente. De 2015 para cá poucos foram os clubes da série A que não tiveram o privilégio de serem derrotados por nós. Seja no Allians/Pacaembu ou no campo do adversário. Alguns inclusive, foram vencidos várias vezes. Salvo engano apenas o Atlético-MG e o Grêmio não perderam em seus domínios, sendo que os gaúchos levaram a deles no Porcoembu. Destaco isso pelo motivo de que entre 2013 - por causa da série B - até o final de 2014, praticamente não ganhamos de nenhum time tradicional. O que agora se inverteu. Flamengo, Santos, SPFW, Cruzeiro, Fluminense e tantos outros, não sabem o que é vencer dentro do Allianz. De fato estamos colhendo o que prantamos. Avanti Palestra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Marcelão, foda é não haver o reconhecimento de quem trabalhou essa terra, que estava tão exaurida por anos de inépcia administrativa. Mas vamos q vamos, afinal o trabalho é conjunto. Abs.

      Excluir