quarta-feira, 12 de abril de 2017

Nossas credenciais ao título continental

Logicamente, o que leva uma equipe à conquista é o mérito pelo que apresenta na competição. Mas existem outros fatores que constroem essa conquista. Assim, com todo respeito aos demais competidores, vamos aos fatores que - ao nosso ponto de vista - nos credenciam ao tão almejado título da Libertadores. Cada um que apresente o seu, aqui vão os nossos:

1) Expressão nacional
Nenhum time brasileiro tem tantos títulos nacionais. Pela quantidade de conquistas o Palmeiras já poderia (e deveria) contar com mais títulos continentais. Lembro que apesar de nosso título em 1999, já estivemos em 4 finais de Libertadores (1961/Peñarol, 1968/ Estudiantes, 1999/ Cali e 2001/ Boca), sem contar que somos um dos times com maior número de participações na competição.

2) Campeão nos 2 anos anteriores

Parece óbvio, mas é bom lembrar que sendo campeão dos 2 títulos nacionais mais importantes (Copa do Brasil 2015 e Brasileiro 2016), a tendência natural é partir à conquista continental.


3) Palmeiras fez a lição de casa em 2013 e 2014
2013 e 2014 não foram “erros” do clube e sim acertos!!! Economizamos pra poder voltar a investir! O Palmeiras fez a lição de casa em 2013 e 2014, economizando o que podia pra equilibrar as contas e poder voltar a ter capacidade de investimento e captação de receitas sólidas a partir de 2015. Sob grandes riscos e comendo o pão que o diabo amassou assim fizemos (com uma coragem que pouquíssimos clubes teriam) e hoje, colhemos os frutos desta semeadura.


4) Estutura

Decorrência direta do investimento que o Palmeiras teve, montou uma das maiores estruturas do mundo para preparação e recuperação de seus atletas. Não só em equipamentos, mas em profissionais, o que inclui desde equipe de Big Data aos fisiologistas.

5) Torcida
Vejam o jogo do Grêmio de ontem por exemplo. Estádio com bom público (30.000), mas bem longe de sua lotação. Pro jogo de hoje com o Peñarol, nossa torcida já esgostou os ingressos (+38.000). Poucas torcidas dão o suporte que a torcida palmeirense vem dando ao time.

6) Elenco

Já contando com um grande time em 2016, fomos às compras e trouxemos os famosos “reforços pontuais” além de outras jovens promessas que ainda podem render muito ao clube. Apesar da saída do Cuca, o novo treinador parece ter conseguido, em pouquíssimo tempo, reverter a imensa desconfiança da torcida palmeirense após grandes vitórias em clássicos e viradas no placar. O time já apresenta conjunto e, apesar de longe do ideal, já desenvolve um bom padrão de jogo, com confiança, coragem e determinação, com tendência a evoluir.

Acho que deu né? Nenhuma conquista é por acaso. São essas as nossas credenciais ao título... agora vamos mostrar em campo. NUM SÓ CORAÇÃO! FAMÍLIA! CORRENDO PELO CERTO E PELO JUSTO!!! PALMEIRAS! 

2 comentários:

  1. só fico muuito chateado mesmo, por nossa Arena não comportar 45 , 50 mil!!! uma pena!!! BOORAAAA VERDÃAAAOOOO!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Galluzzi, ontem o time teve raça, mas não pode deixar de matar o jogo, foram pelo menos 2 vezes com Borja inclusive um pênalti, e outra inacreditável com o Willian. Me preocupa no entanto duas coisas, voltamos tomar gol de bolas aéreas coisa que o Cuca ja havia corrigido, e ao mesmo tempo deixamos de fazer gols do mesmo modo. Ainda nesta linha de raciocínio diminuíram as jogadas ensaiadas. Todos estes itens são fundamentais para um título, o ano passado está ai para provar. Isso é dedo de técnico.
    Agora é de dar nojo ver e ouvir da "nossa mídia brasileira" que o Palmeiras foi beneficiado pela arbitragem por marcar aos 53 minutos. De duas uma, ou eles não assistiram o jogo "deveriam estar vendo e torcendo para o outro jogo", e estão falando coisa sem saber, ou são tão mal caráter quanto ao juiz de ontem. Por que é esta definição que consigo dar para estes árbitros latino-americanos que quando chegam em copa do mundo ou competição com europeus eles apitam direitinho, e na Libertadores é isso que vimos ontem. Teve mais catimba da arbitragem do que do time uruguaio.

    ResponderExcluir