terça-feira, 25 de abril de 2017

Frieza do gelo. Fome de leão!

Ontem a TV transmitiu uma entrevista com o grande Pablo Furlán, ex- Peñarol, SP, Cruzeiro entre outros, baita jogador. Contava sobre a conquista da Libertadores com o Peñarol em cima do nosso Palmeiras em 1961 e como as coisas eram diferentes naqueles dias.

Sem TV para transmitir, os jogos eram um Deus nos acuda e o brasileiros sofriam na mãos dos hermanos. Segundo o próprio Furlán, a TV complicou bastante pra eles. Só que há uma “arte” da catimba, de se esfriar o jogo ganhando minutos preciosos sem que a pelota esteja em movimento. Uma “arte” da simulação, da milonga. E não obstante, eles sabem jogar bola.

Local da partida, Estádio Campeón del Siglo
O que o Palmeiras precisa fazer já vem sendo tentando por todos os times naconais: manter a calma sob pressão. TODO estrangeiro “sabe” que o brasileiro ferve na pressão. E joga com isso. Acontece que hoje temos um time experiente pra lidar com a situação! Felipe Melo, Zé Roberto, Fernando Prass. Esses caras tem que chamar a molecada e dar a palavra: FRIEZA e concentração! Foco e persistência.

FECHA A DEFESA! Jogo fora de casa temos que ser frios como gelo, com a vontade de um leão faminto. Astúcia da raposa, rapidez da lebre. Fechar a defesa, não é “se fechar na defesa”. É saber jogar sem a bola pra aproveitar bem as chances. Olhem o que falou o jogador uruguaio Cristian Rodriguez, um dos destaques da equipe:

“Nós temos algumas baixas importantes para o duelo, mas teremos a torcida ao nosso lado. A intenção é marcar o primeiro gol o mais rápido possível, ganhar confiança e tirar o rival da defesa. O Palmeiras deixa o adversário jogar, e quando atacamos no Brasil, criamos algumas oportunidades”

Isso deve ser escancarado ao nosso elenco: atenção que virão com tudo e é aí que está a paciência e sabedoria. Agora, quem joga com a FRIEZA somos nós... FAMÍLIA na mesma vibe, que a LUZ VERDE BRILHE SOBRE ELES. E SOBRE NÓS!!!

12 comentários:

  1. Galluzzi, talves vc não concorde com os nomes, mas eles existem, Jorginho fez grandes trabalhos, perdemos o Roger para o galo( a unica vez q o Mittos durmiu no ponto), quando Cuca decidiu sair o Abel estava desempregado(o ultimo dos moicanos). outra coisa 4-1-4-1, Oswaldo de Oliveira morreu tentando isso, pq nao manteve a base tatica do time CAMPEÃO(4-2-3-1), ele tirou o DUDU da ponta esquerda onde ele foi convocada para seleção posição q ele carregava o time nas costas, e o colocou pelo meio junto com o Guerra. É so vc observar como o DUDU fica encomodado nessa possição ele começa no meio, no esquentar da partida ele cai no automatico e vai para a ponta esquerda( onde ele gosta). Ele quer dar a cara dele pro time mas ta teimando em uma coisa q eu q sou amador estou enxergando sentado no sofa da minha casa. Não é caça as bruxas e FATO, e com essa teimosia vai queimar o melhor jogador da America(Borja), e tem mais jogadores da espinha dorsal que nao estão conseguindo adaptar ao esquema dele, V.Hugo perdeu a posição pq fica exposto com 1 volante, Jean e Ze tomando todas nas costas, ficam limitados a ir ao ataque pq tomam o contra-ataque nas costas deles, DUDU ja expliquei, e por ai vai... Não precisa ser tecnico para enxergar isso.. basta acompanhar futebol.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo Mineiro, vamos lá: Jorginho teria a mesma "inexperiência" d Batista. O Roger fechou com o Atlético por mérito deles, não "vacilo" do Mattos (difícil dizer sem saber detalhes da negociação) e o Abel é treinador com perfil antigo, diferente do que o Palmeiras procurava (técnico moderno que sabe ler e aplicar os dados do BigData). Na minha opinião...

      Sobre o esquema tático e o Dudu, também enxergo isso mas com outro FATO inexorável: a PERDA do Moisés e do Gabriel Jesus foram DECISIVAS pras mudanças que tivemos que fazer. Além disso, Jean e Tchetchê ainda não "voltaram" como no ano passado. Então só aí temos 4 peças CHAVE do ano passado que estamos sem esse ano. Por isso o DUDU foi mais pro meio.

      Entendo sua análise, mas acho que estamos SUBESTIMANDO a falta que MOISÉS e GJ fazem ao time SUPERESTIMANDO a capacidade de QUALQUER treinador teria em resolver essa questão em 2 ou 3 meses. Que garantia temos que qualquer outro treinador no lugar do Batista faria coisa parecida, senão pior? A gente se ilude, mas é por paixão!!!! rsss.... abs fratello.

      Excluir
  2. Além da frieza, pois os jogadores e nossa torcida tem que entender que a presa é deles não nossa, e isso é também saber jogar. Esse jogo é para um velocista pelos lados pois se eles saírem mesmo com tudo pro abafa, vai ter espaço. Keno, Roger Guedes, Willian.
    Outra coisa esse é o jogo que os uruguaios irão pra cima do Felipe Melo sobre o episódio do tapa na cara. Não era aqui no Allianz é la na casa deles com todo aquele clima preparado. Se tiver frieza e uma tática bem estruturada é jogo pra ganhar, apesar do EB.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato PG! Tbm colocaria o Roger Guedes pra jogar na velocidade. E no lugar do Dudu, a tendência é Michel Bastos.... vamos ver! Sobre "vir pra cima" eles que venham e voltem com o vermelho na cara, pois como vc mesmo disse, é nossa vez de não ter pressa! rsss... Abs!

      Excluir
  3. Bom dia, vim aqui para dizer q pior q um tecnico ou uma tatica mal escolhida é um ambiente tumultuado, hj pela manha vi a noticia de que Roger Guedes e Felipe Mello se desentenderam. Ja vem ventos fortes a tempestade ta chegando....PQP!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Mineiro!!!! Vim aqui pra dizer que faço das palavras do Baptista na coletiva minhas palavras. ASSINO EM BAIXO de sua indignação. Valeu, abs.

      Excluir
  4. Concordo com voce Verdão Mineiro, tambem vejo desta forma, o EB mexeu na estrutura e voltou com jeito do OO e MO. que não da certo com os jogadores do Palmeiras. Percebe-se grande parte dos jogadores incomodados dentro de campo (não estou dizendo racha, nada disso, mas a disposição tática não os deixam a vontade), eles não rendem o podem e não é que não voltaram de 2016 é tático mesmo. E a lista é enorme.
    1.Jean não tem mais o acompanhamento do Tche Tche que está do outro lado, 2.Vitor Hugo caiu muito por ter que sair demais nas coberturas,
    3.Tche Tche foi "fixado" como segundo volante pelo lado esquerdo, é jogador para jogar solto na intermediaria, ele que faz o time andar (embora não tenha mais a boa parceria com Moisés, mas o EB teriaa que arrumar outro jeito.
    4.Roger Guedes em muitos jogos pela esquerda e meio, está fora da característica,
    5.Willian não é centro avante, jogou em 2016 assim no Cruzeiro por que eles não tinham outro, mas nos ultimos jogos voltou a sua posição que é atacante pelos lados.
    6.Guerra além da adaptação está fora de posição,
    7.Borja não é centro avante para ficar recebendo chuveirinho na área
    8.Dudu não é armador, o unico que temos é o Rafael Veiga que entrou muito bem e se bem trabalhado vai ser craque, mas sumiu, o EB esqueceu dele. O Dudu é meia atacante da esquerda pelo meio, entrando na área como fez com Cuca no ano passado.
    E por fim o EB insiste com este esquema 4-1-4-1 que deixa buracos e perdeu-se a compactação. Este esquema no Brasil só funciona bem com o Tite que saiu para estudar. O que o EB tem que entender é que o melhor esquema é aquele que encaixa a melhor característica dos jogadores que tem em mãos, e não encaixar o esquema nos jogadores, tem que se privilegiar sempre a característica dos jogadores e não o esquema, o Cuca fez isso. O unico lugar que pode ser a contrario é na seleção onde se escolhe quem quer para as funções do esquema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí PG!!! Mantém tudo depois da VIRADA ESPETACULAR FORA DE CASA ontem? Amigo... sério... não perca tanto tempo com conjecturas inócuas... ACREDITA FRATELLO!!!! Futebol É MUITO MAIS do que babaquice que se canta nas mesas redondas. CREDE, FRATELLO!!!!! A NOI!!!!! ABS!

      Excluir
  5. Esse estagiário só não me faz rir,pq o drama é comigo!!!
    Não sei quem está mais perdido se os jogadores ou este pseudo-técnico, que não deveria passar de um estagiário. É nisso que dá entregar uma Ferrari para quem só sabe andar de bicicleta e com rodinhas!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cara perde UMA partida é é chamado de pseudo-técnico... sinceramente acho que isso é uma PSEUDOTORCIDA. Abs.

      Excluir
    2. Boa tarde Galluzzi,
      Fratelo o que me revolta é o fato de 4 meses de trabalho e a equipe não possuir um padrão de jogo. Não temos jogadas ensaiadas, triangulações, compactação. É isto nós tínhamos em novembro.
      Por este o motivo de chamá-lo de PSEUDOTÉCNICO, já teve tempo suficiente para ele implantar sua filosofia,se é que tem uma. Temos vencido? Sim temos mas em qual partida jogamos bem? Sei que o que vale são os três pontos mas tem sido teste para cardíaco assistir aos jogos.
      Sou filho da fila, SOFRIMENTO E ACREDITAR SEMPRE estão em meu DNA, então é tomar um calmante antes de cada jogo sempre, senão haja CORAÇÃO!!! ABS.

      Excluir
    3. Mas num dá Patrick, num dá!!!! ESTAMOS COM UMA VISÃO DISTORCIDA EM ACHAR QUE O TREINADOR PODE APRESENTAR UM FUTEBOL TÃO VISTOSO EM TÃO POUCO TEMPO!

      Fratello, eu admito. SOU TRAUMATIZADO. Assim como você, por ter vivido toda a fila SEI o quanto a essa "CORNETICE" contribuiu com a fila, justamente porque não se mantinha um treinador após perder o campeonato. Assim, TODO ANO o trabalho tinha que partir do ZERO e assim foi indo, até completarmos 16 anos... Juro cara... no meu entender de futebol NÃO SE CONSEGUE PADRÃO (algum talvez, mas não tão definido) em 4 meses. Pra mim, sinceramente o tempo ideal de maturação/ entrosamento é DEPOIS DE 1 ANO. Pelo meu conhecimento de 40 acompanhando futebol...

      Por isso é que eu digo (e por trabalhar com Comunicação, vejo de perto): a NECESSIDADE COMERCIAL obriga a imprensa a adotar uma LINGUAGEM que dá VOZ aos anseios mais PRIMITIVOS do seu público e com isso sofremos um REBAIXAMENTO na qualidade da opinião pública encharcada de ANÁLISES PASSIONAIS que EXPLICAM POUCO mas fazem o máximo possível de barulho (intenção primordial, informar é o pano de fundo). Valeu fratello, abração!!!

      Excluir