segunda-feira, 24 de abril de 2017

Saindo com vitória e cabeça erguida

PelamordeDeus! Viram o que aconteceu no fim de semana? Paulo Nobre capotou o carro no rali e quase se estrumbica! Do jeito que ficou o carro, teve a sorte do século! Obrigado a todos os anjos da guarda e que nunca mais se repita. Pro bem do Nobre e do nosso. Mas pra ele parece que foi a coisa mais tranquila do mundo! 

Ah, teve o jogo contra a Ponte Preta, mas a “não-classificação” já era bola cantada, não pela impossibilidade do resultado, mas pela opção que o time fez em não ir à final do Paulista, de forma a não atrapalhar as 2 partidas sequenciais que teremos na Libertadores.

Tema controveso, mas do qual estou certo. O time CORRETAMENTE ao meu ver, abriu mão do Paulista, pela concidência de datas e importância dos pontos somados na fase classificatória na competição continental, que em toda nossa história temos apenas uma, em contraste aos 22 Paulistas....

Conseguimos sair vitoriosos, aplaudidos e de cabeça erguida. Se caímos, foi em pé. E assim, o apoio nesse momento torna-se o maior combustível da vitória futura. Assim é o futebol.

O que falar do jogo? Não muito. Que o meio foi bem, laterais nem tanto. Melo joga muito. Dudu se “contamina” com sua determinação, formam uma bela dupla. Na frente o Borja pode parar de chutar garrafa e se aplicar nos treinos pra melhorar sua pontaria. Má fase é normal, principalmente com atacantes. Não adianta fazer tempestade.

Aliás, sugiro que passemos a borracha no campeonato que já foi e foquemos exclusivamente em VENCER FORA DE CASA!!! É importante classificar-se com mais do que 12 pontos pra garantir segundo jogo dentro de casa (exceção às oitavas onde há sorteio). Ideal é trazer 4 pontos, aí ficamos bem na fita. O resto é passado. Bora treinar, bora trabalhar, bora conquistar!!! VAMOSPALMEIRAS!!!! Sem esquecer de levar uns 50 seguranças ao Uruguai, só pra deixar o grupo bem tranquilinho.... 

18 comentários:

  1. Você realmente acredita que nós optamos por não ir às finais?

    Com esse treinador estou pressentindo vamos "abdicar" da Libertadores também, pelo Bi-Brasileiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito não Élcio, tenho CERTEZA.

      Cuidado com seu "pressentimento"... pode ser mais uma resposta fisiológica ao que a mídia nos presenteia... abs.

      Excluir
    2. Pelo contrário, a Mídia tem nos presenteado mais ou menos com a mesma ideia que você expôs aqui, de apoio ao estagiário de treinador.
      Eles preferem falar que o Borja e outros não prestam, para queima-los antes do EB.
      Assim, eles tentam queimar os jogadores junto à torcida antes da inevitável demissão do EB.

      Excluir
    3. Tem certeza Élcio? Veja essa notícia (https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2017/04/24/baptista-vive-principio-de-crise-no-palmeiras-mas-e-blindado-por-diretoria.htm)

      Pra mim não há o menor cabimento sair colocando a culpa no treinador, sendo que há um semana estávamos todos o elogiando. Perdemos UMA partida! E a gente já sai caçando as bruxas.

      A velha cantilena de "fora treinador" ignora a realidade de que NÃO HÀ grandes opções no mercado, NÃO HÁ "salvador da pátria". Mas o que deveria haver MAIS é uma condição pra que o infeliz consiga um mínimo de tempo pra fazer seu trabalho render. Daqui a a pouco já tem gente pedindo "volta Cuca"... é de dar dó. Sofremos de paixonite aguda... rs ...Abs!

      Excluir
    4. Me recuso a ler qualquer coisa do grupo Folha, notei no GE e na Espn o que comentei.
      Também concordo que não existem opções, mas alguma coisa precisa ser feita, com esse sujeito.
      E eu venho falando por aí desde Janeiro, nunca elogiei o trabalho dele.
      Em meu ponto de vista o time jogou bem somente o primeiro tempo do jogo contra o Novo Horizontino no Pacaembu, no resto só vi um time desorganizado que tem piorado jogo a jogo na medida em que os adversários vão ficando mais dificeis.
      Tudo bem, vamos aguardar o andar da carruagem, espero muito estar equivocado, apesar que tenho errado pouco.

      Excluir
    5. Exato Elcio... mas como responder a pergunta: "o que fazer com esse sujeito", a partir da concordância sobre a escassez de opções? Abs!

      Excluir
  2. Galluzzi, Nos conhecemos aqui pelo blog e de antes pelo GE, mas desta vez me permita discordar inteiramente. O Palmeiras queria vencer os dois jogos e queria o campeonato Paulista sim, senão não disporia ao treineiro um elenco farto e de bom nível para disputar ja sabidamente por antecedência estes picos constantes na tabela. O problema é que a fragilidade tática do time começou a aparecer.
    Até agora o EB não conseguiu extrair o que este time pode render, e ja estamos no returno da fase de grupos da Libertadores. Com exceção do GJ, temos o mesmo elenco do ano passado porém muito mais reforçado, no mínimo o EB tinha e ainda tem em mãos o melhor time de 2016, e não está jogando 60% que jogava. Portanto a culpa é dele sim, e se o Jean, Vitor Hugo, Zé Roberto, Tche Tche, Roger Guedes, além de não conseguir extrair o melhor de Guerra e Borjas ícones da Libertadores do ano passado, seja pelo esquema ou o que for a culpa é do EB. Esse negócio que temos outra equipe é desculpa, a espinha dorsal e o resto do corpo estavam prontos, chegaram muito mais opções, mas estes argumentos se tornam muletas como se isso fosse ruim.
    Se não ganhar pelo menos 2 jogos (6 pontos), nesse returno da Libertadores teremos sérios problemas,ou ja nesta fase ou na próxima, pelo menos se não mudar e o time realmente começar a jogar o que se espera dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gigante PG! Amigo, sabes que sempre respeitarei sua opinião, a qual tem aqui espaço vitalício! Estás em casa. rss... mas vou tentar me explicar:

      quando o Palmeiras se reforçou no fim temporada, foi sim pensando nesses "picos de tabela" como vc citou. Ok. Mas isso não implica "ganhar tudo" e sim ter um elenco pra GANHAR uma ou duas competições no ano, mas sendo protagonista nas demais. Analise bem nossos casos anteriores na época da Parmalat mesmo! Em 93 e 94 levamos Paulista e Brasileiro. Mas conseguimos a Libertadores? Em 1996 com aquele timaço de 102 gols, conquistamos o Paulista. Nem Brasileiro conquistamos. Em 1999, perdemos a final do Paulista e VENCEMOS a Libertadores!

      Fratello, vou te contar o que acontece: o campeonato é um PRODUTO sobre o qual é PROIBIDO falar qualquer coisa que possa retirar sua importância. É lógico que o Palmeiras quer chegar bem no Paulista. Mas querenos VENCER a Libertadores. Parece obsessivo. E é!

      Responda só uma questão: caso um "GÊNIO" viesse até vc você e falasse que "abrindo mão do Paulista", ganharíamos 20% a mais de chance na Libertadores, vc aceitaria ou não? Veja, 20% não assegura o título, mas são 20% a mais! E aí? O que vc faz? Eu não tenho dúvida...

      Só finalizando, sobre o Batista... cara, quando ele chegou também achei que não teria força. Mas depois dos clássicos e a forma como o time passou a jogar, aplaudi e dei crédito. E não será uma partida - na ressaca da Libertadores - que me fará mudar de opinião. Espero as próximas 2 quartas-feiras pra dizer. Sugiro o mesmo... rs. Valeu, abs!!!!

      Excluir
  3. Caro Galluzzi, você geralmente está correto, e realmente estou torcendo para que esteja novamente! Mas estou com a pulga atrás dá orelha com o Eduardo Baptista... Tomara que seja só uma cisma. Tem maluco falando em Luxa... Pode isso? Abraço e saudações alviverdes!!! Paladino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paladino!!! Fratello, sabe a única vantagem de ficar velho? A perspectiva histórica (isso se não ficar senil antes... rs). Falo simplesmente pela experiência que já vivi, desde décadas passadas. Se é certo ou não, não sei. Mas "pulga atrás da orelha" é o segundo nome de qualquer treinador que esteja no Palmeiras!!! rss... eu tbm acho, mas não resta dúvida de que após superar a enorme desconfiança inicial com as vitórias em clássicos e mesmo na Libertadores, merece no mínimo um crédito um pouco maior. Afinal tivemos uma única derrota relevante, num jogo excepcional após aquela batalha de 54min. dias antes!!! Te falo cara, a imprensa é cruel e não retrata as dificuldades como realmente existem... anyway, the wind blows... Palmeiras!

      Excluir
  4. Bom dia galluzzi !! A meu ver o erro do EB foi ter colocado time completo em campinas. Um time desgastado, teria que ter colocado um mistão, mesmo que o resultado final fosse o mesmo. O próprio técnico evitaria essas críticas ao seu trabalho. Provavelmente ele pensou nessa hipóteses, mas fraquejou, ficou com medo das críticas da imprensa e alguns torcedores. Mas para ser técnico de time grande tem que ter coragem. E a diretoria contratou para isso. O jogo de volta foi influenciado pelo jogo de ida, fato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser Fabiano, mas acho que se ele entrasse com um "mistão" na primeira partida seria apedrejado, não iriam perdoar. Talvez até previsse com uma derrota, mas não por 3 gols. O resto foi consequência... valeu, abs!

      Excluir
  5. Falaaa meu amigo Galluzzi quanto tempo...Demorei escrever mas andei acompanhado os debates e as opiniões, cara....complicado, o elenco que temos uma folha salarial absurda, torcida dando retorno, dificil não cobrar o time. Olhando o clube em geral, toda essa estrutura(academia e financeiro equilibrado), é pra ganhar ate par ou impar, mas que fique de lição, que em jogo de mata-mata na libertadores, estrutura nem dinheiro(nem entrevistas fantasiosas de Felipe Melo), ganha jogo, tem que jogar bola. Outra coisa elenco muito bom, mas o tecnico tem q ser do mesmo nivel, pq o tecnico encabeça a forca do time então tem qua começar forte, se não puxa para baixo. Exemplo melhor que a seleção brasileira nao tem. Abraços...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faaala Mineiro, beleza aí!!! Então fratello, pra mim aí é que está o "xis" da questão. O ideia que esse bendito "técnico de nível" é fácil (ou mesmo possível) de conseguir é pura ilusão de torcedor que busca uma bruxa pra queimar depois da dor da derrota.

      Eu também acho que um "técnico melhor" poderia até ter colocado o Palmeiras num padrão de jogo melhor. Mas cadê esse técnico? Diga lá qual nome hoje (possível, não ilusório) nos daria a CERTEZA de um time com melhor padrão de jogo (não levando apenas a derrota em consideração)? E mais, de 3 ou 4 nomes que viriam a tona, quais deles seria EFETIVAMENTE possíveis (salário, condição atual)?

      Não adianta querer mandar treinador embora sem responder antes essas perguntas. Fato. O resto é pura indignação... da qual também compartilho, mas prefiro aguardar mais pra externar. Valeu!!!!

      Excluir
  6. Galluzzi, boa tarde! Aguardava seu post, para ver o que concordaríamos ou não. rssss. Como tenho te comentado, o Palmeiras, poderia ter colocado um time alternativo e seria de qualidade para os dois jogos, caso fosse detectado algum cansaço em qq jogador. Raphael Veiga, Hyroan, Vitor Hugo, Ant Carlos, Erik, RAfael Marques e outros, seriam bons nomes e estaríamos com tudo. Particularmente, o Paulistinha tinha que vir. Eu, particularmente, ponho esta desclassificação na conta do Eduardo. Concordo que o Paulista já foi e a chave tem que virar. Mas q no mata-mata ele mostrou que titubeou, pra mim, mostrou. Espero que a Copa do Brasil, contra o Inter, seja diferente. abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha Vitor, eu também acho. Deveria ter usado o elenco descansado. Tenho a impressão que a vida do treinador não seria tão fácil ao escolher essa opção... mas seria o correto. Abs!

      Excluir
  7. To aki quase p ver o jogo de novo só p contar quantos cruzamentos errados (Qse todos) o sr Jean fez...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo Gui, depois venha aqui nos contar!... rs. Faniano neles!

      Excluir