segunda-feira, 1 de maio de 2017

É desse amor que é feito uma torcida.

Não posso com essas coisas... me desabo em lágrimas. Sentimental, apaixonado, visceral... o palmeirense nutre um tipo de amor por seu time e por aqueles que honrosamente vestiram seu manto que é difícil explicar.

Seja pelos VALORES que congrega, seja pelo sentimento FAMÍLIA, alguns torcedores jamais se esquecem daqueles que nos representaram, tendo-os com verdadeiros MEMBROS DE SUA PRÓPRIA FAMÍLIA.

Isso ficou claro no encontro entre Dna. Lindaura, 77 e nosso ex-atacante Edmundo. Tal como estivesse reencontrando um filho que volta da guerra, dna. Lindaura deu o maior exemplo possível do tipo de sentimento que habita os corações palestrinos.

Nos momentos difíceis, nos momentos de dor, nos momentos de solidão. Momentos que não faltam na vida de ninguém. É aí que um time de futebol como o PALMEIRAS se faz presente, é aí que o torcedor se refugia da luta diária! Projetando no time e nos jogadores uma série de características e valores cujos quais ele mesmo quer pertencer, o torcedor tem neles uma parte essencial de si mesmo!

Que seja mostrado aos jogadores. Que chegue a eles. Estou certo de que em sua imensa maioria, eles não tem a percepção clara da emoção e de quanto um time de futebol e seus jogadores podem representar a um torcedor.

Então, que lhes fique bem claro. Obrigado dna. Lindaura. É desse amor que é feito uma torcida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário