segunda-feira, 15 de maio de 2017

Sem medo de ser feliz!

Palmeiras estreia no campeonato brasileiro com um sonoro 4x0 no Vasco da Gama recém readmitido na série A. Mais que isso, o time parece reconhecer o estilo Cuca, ao qual se adapta tão bem.

Um dos melhores da equipe, nosso lateral direito Jean é o exemplo dessa mudança. Vimos ontem o Jean campeão brasileiro de 2016. E não só ele, mas Zé Roberto e Tchetchê, são gratos ao retorno do treinador. 

Em entrevista ao excelente Resenha da ESPN, o Cuca foi sincero ao dizer que não pretendia voltar agora, ainda faria uma viagem com a família, mas preferiu atender ao chamado palmeirense ao invés de terminar noutro clube... e assim fomos atrás. E também deixou claro que o Palmeiras montou um time pra 2, 3 anos, o que é gratificante saber.

Ainda temos muito a melhorar tanto técnica quanto taticamente. O entrosamento no meio (Dudu e Guerra) deve ter uma atenção especial. Felipe Melo e Tchetchê parecem confortáveis em suas posições e Mina já conhece bem o Dracena. Do Zé Roberto só espero que jogue mais tempo, pois sempre ajuda quando está em campo. E o Jean completa a lateral com competência.

Tal competência pode ser vista até na entrevista, sempre polemizante, que lhe questionou sobre a cobrança de pênalti por ele batida, resistente ao “pedido” do Guerra pra que o Borja fosse o batedor. Corretamente, Jean indicou que seguia o que havia sido treinado e ainda tivemos o beneplácido de 2 tentos do colombiano, até com pênalti gentilmente lhe cedido!

Início ótimo, mas sigamos com os pés no chão. E calça vinho.

BLINDAGEM
Cuca: chame o Mattos e o Galiotte e FECHE O VESTIÁRIO. Blindagem do time contra as nefastas fofocas e polêmicas é imprescindível à vitória! Todos os clubes são vulneráveis, mas o Palmeiras sempre foi especialista em se colocar com a bunda na janela. “Vem pra dentro moleque! E FECHA ESSA JANELA!!!!”


11 comentários:

  1. Amigo Galluzzi, modéstia parte, tudo previsto pelo corneteiro aqui. Sera que depois de ontem, alguém acha q o time iria render a metade do que rendeu ontem com EB??? Viu a entrevista do Tche Tche?? " não escondi de ninguém, nem do EB, q não estava confortável na posição q ele me colocou." Mais um ponto pro corneteiro aqui, errado foi a gestão de coloca-lo a frente da esquipe, mas a gestão ainda....esta com credito. Aproposito adorei a vinda do lateral direito Maike, acho um ótimo lateral vem para liberar o jean para o meio pois ele é volante de natureza. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pai Mineiro e suas fantásticas previsões! rss... sem dúvida, a melhora foi substancial. Cuca, fenomenal. Abs!

      Excluir
    2. VERDAO MINEIRO "O PRFETA"15 de maio de 2017 10:17

      kkkkkkkkk

      Excluir
  2. Galluzzi Estou passando aqui para desejar um feliz 2017 a todos nós Palmeirenses, que este anos sejamos mais felizes que o ano passado, pois o ano iniciou-se ontem contra o Vasco.
    A ordem natural das coisas voltou ao normal futebolisticamente dentro de campo e espero que os títulos passem a ser consequência natural.
    Agora vamos falar da nossa sina de nunca estarmos em paz. Hoje temos o Tio Chico na presidência com o papel idêntico ao da Rainha da Inglaterra, aliás ficou claro o por que era o candidato único, pois o Sapão conseguiu na pratica transformar a SEP num parlamentarismo onde ele de primeiro ministro eterno, tem seus súditos totalmente submisso. Que Deus nos ajude, pois está no horizonte a velha política que nos paralisou e fez-nos regredir desde do final dos anos 70, salvo alguns lampejos quando o batráquio estava mais enfraquecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha PG, se a "nossa" rainha tivesse a longevidade no poder da original eu ficaria mais feliz... rs. Abs!

      Excluir
  3. A grande virtude do Cuca, uma entre tantas outras, é saber aproveitar o jogador naquilo que esse tem de melhor. E a grande cag... do EB foi tentar impor seu padrão tático. É isso, blindagem já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Irineu, mas creio que todo treinador tente "impor" seu padrão tático (desde que não force a barra), afinal é por ele que foi contratado. De toda forma, vamoqvamo!

      Excluir
    2. Tivemos poucas baixas em relação a 2016, ou seja, se o ex-treinador administrasse o elenco baseando-se no padrão tático do ano anterior e colocando suas variações a partir de resultados positivos, penso que ainda estaria no nosso comando.

      Excluir
    3. Verdade Irineu, mas temos que considerar que as perdas apesar de poucas foram cruciais (Moisés e Gabriel Jesus) e que o treinador a bem da verdade baseou-se no padrão do ano anterior (qualquer um o faria, já que fomos campeões). O problema é que após a saída de 2 dos jogadores mais importantes do esquema e do treinador, qualquer time oscilaria num curto prazo. Nós só não tivemos paciência pra esperar um mínimo a mais pra que isso se resolver. As cornetas soaram e o Palmeiras voltou à sua antiga prática de "o culpado é o treinador". Sorte nossa ter o Cuca a disposição, caso contrário seria mais uma perrengue... ma... va benne. Abs!

      Excluir
  4. Boa tarde famiglia!!!
    Como já falaram acima realmente só agora que o ano começou pois agora temos TÉCNICO.
    Fratello lembra quando chamei EB de PSEUDOTéCNICO, e vc disse que era Pseudotorcida? Entendeu agora o que eu estava querendo dizer?,pois EB pode até pode ser estudioso, analista do futebol,mas do que adianta saber se não se faz entender?!
    Agora e trabalho,trabalho e conversa para poder recuperar os 5 meses perdidos. Só fico imaginado este time se tivesse sido continuado o excelente trabalho que vinha do ano passado.
    Abraços a todos e Boa Semana!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dear Anonymous! Digo e continuo dizendo: a exigência ´por resultados a curtíssimo prazo é doentia e forma um comportamento de pseudotorcida mesmo. Quanto a vinda do Cuca, excelente! Jamais disse que não deveria voltar. Apenas que a SAÍDA do Batista não precisava ser tão rápida pois os resultados iriam acontecer naturalmente. E a volta do Cuca dependia DELE próprio não do Palmeiras, por isso a precaução em se desfazer do Batista sem a certeza do que poderia vir. Mas tudo bem, o processo foi favorável e agradou a todos, inclusive a ala corneta do conselho, que voltou a ecoar com mais força... abs.

      Excluir