segunda-feira, 5 de junho de 2017

Tchetchê, cadê você?!

Fratellada, família linda... por favor alguém consegue responder onde é que foi parar nosso Tchetchê? De revelação à “sumidão” em 3 meses. Será que seu futebol dependia tanto assim do Profeta Moisés? Parece que sim.

O empate ontem contra o Atlético, jogando em casa, foi de doer! Tivemos uma boa composição defensiva, inclusive pelas laterais, onde o estreante Maike fez uma boa partida e o Egídio, com uma ou outra exceção, foi seguro na defesa. A zaga, sem tanto trabalho também foi bem.

O problema foi a ausência do Dudu pelo meio, que deixou o Guerra sozinho na armação, presa fácil da boa marcação adversária. E a entrada do Borja... não que o Roger Guedes não merecesse a substituição, mas é inadmissível ver um atacante super valioso, jogando com tão pouca motivação.

Se o Borja tem alguma motivação pra jogar, provavelmente a deixa em casa antes das partidas. Não é possível. Vindo do banco e jogando apenas 45min., teria tudo pra entrar voando, faca nos dentes... qual o que...

Preso na marcação, sem buscar espaço, correndo e finalizando muito pouco pra quem tanto custou. Borja, assim não dá meu filho.... pelamor diga aí: o que precisas pra reencontrar seu futebol? Ser vendido? Chama dona Leila que te trouxe e fala pra ela então, quero ver...

No restante é colocar o sr. Dubgod pra treinar 50... não, 60 pênaltis. Tá bom assim, sir William?! E jamais perderá outro, como perdeste este, que bem poderia ter nos trazido 2 pontos a mais. Tu é bom moleque, vá pras cabeças sem medo de ser feliz!

Cuca, chegou a hora de colocar a calça de molho e partir pro trabalho, muito trabalho. Conversas individuais, análise de dados, treinos setorizados, insistência e determinação. O futebol voltará. O Dudú voltará. O Moisés também voltará! Quem sabe até o futebol do Tchetchê retorna! E sonhando ainda mais alto, quem sabe nossa temporada não se encerra com a mesma alegria de conquista da que tivemos em 2016...

10 comentários:

  1. Amigo, falou tudo sobre o Borja em sua resposta no ultimo comentario, sobre Tchetche, ele e Moises se completam, ele ta sentindo a falta do estilo de jogo do Moises que muito doador(ataca e defende), eles revezam hora um ta atacando e o outro defende, hj ele nao consegue essa sintonia com outro jogador, FM, nao tem a dinamica do Moises, e o Tiago so sabe defender forcando ele ficar so na frente onde ele nao agrada muito, tchetche gosta de ser aquele jogador surpresa q vem de tras olhando o jogo de frente. Vamos ver ele jogar bem quando Moises voltar. abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser Mineiro, mas enquanto o Moisés não volta, deixaria o Melo a frente do TS, com banco pro Tchetche. Isso passa a mensagem que não existe intocáveis, o que importa é desempenho.

      Excluir
  2. Bom dia Galluzzi! Fui ao jogo ontem e achei que não jogamos mal... o goleiro deles é que foi muito bem... o tchetche tb não foi mal, mas acho que esperamos muito dele... ele é um bom jogador, 2º volante e fim... Já o Keno merece ser titular e o Mina merece seleção brasileira (rs)... joga muito!! O Borja não tem vontade de jogar, come uma feijoada toda vez antes dos jogos... lamentável... banco nele... O empate doeu, mas devido o adversário, não foi péssimo... Estamos melhorando! O Palmeiras é gigante! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vc falou, tô na sua Grego. Estamos melhorando!!! E nesse contra o Fluminense, vais tbm? Já comprei minha superior leste. Valeu abs!

      Excluir
  3. Bom dia a todos !! Concordo contigo galluzzi. Já passou da hora do tche tchê esquentar um banco. Também colocaria o felipe melo jogando com o thiago santos e como joga esse thiago santos hein. Keno não pode sair do time titular e eu achei que o borja entrou bem. Ele deu 2 chutes e o bigode no primeiro tempo nem chutou a gol. Para mim tem que ser keno e wiliian pelos lados e borja na frente. Roger guedes banco. E já estamos dependente do guerra (principalmente em jogos no allianz) quando ele joga o time é outro. Mas tô confiante no trabalho, o cuca ainda tá testando as peças, ele tá querendo achar o time ideal. Vamos torcer para que ele ache o mais rápido possível, mas confio no cuca. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Fabiano... querer que o time ganhe, todos querem. Difícil é dar esse "voto de confiança" que é justamente onde o time realmente se apoia pra voltar a vencer. Haja psicologia pra gestão de grupo... noutras palavras, uma frescura do caralho. rsss. abs!

      Excluir
  4. bom dia RG. Um ponto. Um misero ponto me separa da zona da degola. Falam que o Palmeiras dominou, mas o que vale é bola na rede, o que está difícil de acontecer e até de convencer. Claro que tem muito time que é e tem paraguaio, não vai a lugar nenhum, mas agora que a Liberta deu uma folga era a hora de buscar pontos. O Coxa vai dar trabalho, e lá sem os selecionáveis vai ser broca. O FM de fora no domingo já deu cara q não gostou, mas mudanças tem que acontecer. O Tchetche sabe que não tem outro pra fazer sombra, mas não entendo pq o Raphael Veiga não joga, o MB não entra tb. Meio decepcionado. Que venha bons ares....abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom VH, acho que é normal o time ter oscilações devido aos testes que tem que fazer, até pelo elenco recheado. O jogador profissional não deve questionar o fato de ficar no banco por algumas partidas, caso contrário o time vira seu refém. A imprensa é que procura polemizar o fato, dificultando o amadurecimento de nossa infantil cultura. Fora isso, é controlar os nervos e esperar que a evolução não tarde. Torcer é acreditar... valeu!

      Excluir
  5. Galluzzi, sou um bom gourmet mas sou péssimo na cozinha, mas sempre ouvimos de quem faz a maionese que quando ela desanda não tem mais jeito. A maionese do Palmeiras ainda não desandou, mas se não houver uma intervenção vai desandar.
    Não tem uma explicação que alguém consiga dar e todos concordarem, apontamos fragmentos de coisas que não andam, ma não sabemos o todo. Acho que nós torcedores embarcamos num marketing furado de que temos 3 times e coisa e tal. digo que hoje não temos nem um time sequer, e talvez seja isso, e o caminho será formar um time, formar 11 e ir embora com ele, substituições no decorrer dos jogos é normal, mas no próximo começa novamente com os 11 escolhidos, define logo, só muda por cartões e contusões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PG meu caro... pensa bem. O Palmeiras em algum momento fez "marketing" de 3 times? Quando houve isso, onde? Amigo... tô falando aqui há meses pra gente não embarcar no PAPINHO DA IMPRENSA e é A ISSO que me refiro!!!! PeloamordeDeus.... tô aqui que nem um idiota dizendo há MESES que o problema do Palmeiras é PACIÊNCIA!!!! PACIÊNCIA, PACIÊNCIA, PACIÊNCIA CARALHO!!!!!!

      Essa BOSTA de imprensa MALDITA (sem generalizar, existem ótimas exceções) que convenceu a gente que "o problema era o Batista".. então tá... NÃO ERA, mas tudo bem... aí ficamos agora com cara de OTÁRIOS tentando "achar o problema".... desculpe amigo, é o cúmulo da miopía.

      PQP.... NÃO EXISTE TIME que se arrume em 3 meses!!! Esse ESTUPIDEZ (sempre falei isso) de que "contratamos, tem que jogar bem!" é IDIOTICE de quem assiste NOVELA e não FUTEBOL. Eu também adoraria que assim fosse, mas a DINÂMICA do esporte simplesmente NÃO É ASSIM!!!! Demora, demora cazzo!!! Num é assim que funciona...

      Amigo, desculpe o desabafo, mas se tem algo que me consome é ver NOSSA TORCIDA caindo na estupidez papagaiada nas mesas redondas pra ganhar audiência... é triste mesmo.

      Não pense assim PG. Não você meu caro. Acredita no time, tenha CALMA não se APAVORE a cada derrota!!!! Não crie tempestade em copo d'água a cada derrota pois só atrapalha o time!!!!

      Acredita fratello, acredita em mim. É só ter calma, paciência e dar TRANQUILIDADE ao time que tudo vai se ajeitar!!! Ao contrário, se ficarmos nessa HISTERIA PARANÓICA a cada resultado ruim, JAMAIS o time chegará onde seu potencial permite.

      Somos Palmeiras PG. Não estamos aqui simplesmente esperando que o time vença "por nós" e sim dando APOIO no momento que o time precisa, pois NA VITÓRIA todo mundo quer vestir a camisa. DIFÍCIL é acreditar e dar confiança quando o time não vai bem. Torcer de verdade não é simplesmente comemorar a vitória, mas SABER apoiar quando o time precisa. Assim como um pai ao filho... grande abraço fratello!

      Excluir