terça-feira, 31 de outubro de 2017

Não há caminho fácil

Pois é fratellada, o empate contra o Cruzeiro nos mostrou algumas evidências: 1) não há caminho fácil; 2) Estamos longe do ideal; e 3) É bom controlarmos a empolgação pras rodadas à frente.

Falemos tecnicamente: com essa defesa não se faz campeão. Dracena se posiciona muito bem mas não tem velocidade pra voltar e marcar um ponta veloz. Maike tem surpreendido com boas atuações mas ainda peca pelo ímpeto ofensivo que deixa espaço na defesa. E o Jean não faz essa cobertura... ou seja, temos um buraco.

O Valentim deve perceber que a estratégia de usar 2 segundos volantes (Tchetche não é um volante clássico de contenção, apesar de se esforçar, muito menos o Jean) ao lado do Moisés, não está surtindo o mesmo efeito do ano passado. Porque o Moisés está mais lento e nossa zaga, menos estruturada que na época do Mina + Vitor Hugo.

Na verdade poucas pessoas tem dado a devida ênfase para esse fato: o quanto nossa zaga tem tido dificuldades em voltar ao padrão de 2015. Também pudera, a proteção da casinha também tem falhado! E olha que nem falei do Egídio hein...

Ou seja, ou voltamos a jogar com um PRIMEIRO VOLANTE de contenção (Bruno Henrique, Thiago Santos, Felipe Melo ou Arouca), ou ficaremos a mercê do talento adversário. Nesse caso quem roda é o Tchetchê, Jean ou mesmo Maike, dando lugar à volta do Jean à lateral direita, posição que ocupava quando fomos campeões ano passado. Isso se ele quiser, lógico.

Do meio pra frente temos que reconhecer os esforços do Moisés, mas reconhecer quando a parte física faz diferença. E no futebol rápido de hoje, faz e muita. Estamos sentindo a falta do Guerra, sem dúvida... mas há outras opções. Raphael Veiga e Hyoran estão babando pra entrar. Erik também, o que seria melhor que o Roger "me levem pra Europa" Guedes.

Quem está muito bem é a dupla Keno e Borja (poderia apenas ser menos mala né... até pra comemorar é marrento... comemora com os companheiros, filhão! Aprenda que no Brasil é assim...). Esses ficam... e o Dudu, precisa de seu afago habitual, mas permanece firme no meio-atacante.

O mais importante é o seguinte: fechar a defesa! Definir o primeiro volante e posicionamento de cobertura dos laterais. Se fica Maike ou Jean na lateral direita. Tchetche não é intocável, nem Moisés. Temos um ótimo banco que precisa ser acionado. O resto se ajeita.

A semana é curta pro comércio... mas longa pra quem espera por um dos Derbys mais importantes dos últimos tempos. Emoção não falta... AGUEEEENTA, CORAÇÃO!

4 comentários:

  1. Galluzzi, tudo certo! Vai ficar melhor no domingo quando ganharmos dos curicas, ontem o que quebrou as pernas foi o gol contra logo no inicio, p time estava tenso com a possibilidade de chegar de vez no líder, tanto que o Juninho pôs o pé na bola e nem viu para que lado estava e aí mudou todo o panorama do jogo e para ajudar o juiz foi muito ruim influenciou diretamente no resultado, não dando penalti no Keno e anulando o gol legal do Borja, só isso se fosse marcado corretamente já nos daria a vitoria, mas como você disse o caminho não é fácil e domingo será a final, quem ganhar leva, eu tiraria o TcheTche ou o Maike para colocar o volante de contenção, e colocaria o Bruno Henrique que é mais técnico que o Thiago Santos, o Felipe Melo deixaria no banco, acho que se colocar ele vai acabar arrumando confusão e ser expulso, é muito arriscado para nós, mas que tem que colocar alguem para segurar no meio tem e também poderia dar mais uma chance para o Raphael Veiga, só não sei se no lugar do Moises, que apesar de estar mais lento, traz confiança para o time, o Dudu é que precisa ser menos afoito e ter mais calma, ontem tomou a decisão errada em vez de finalizar tentou passar para o Moises e perdeu uma boa chance de marcar. O Borja foi bem, mas também perdeu chances que um "matador" não poderia deixar passar como aquela a cabeçada pra "Lua" que ele deu ontem, mas o time depois da saída do Cuca se fechou e está com a gana que faltava, então como disse se ganhar domingo a gente leva, os curica vão despencar de vez.

    Abraço e guenta coração (quase morri ontem escutando o jogo pelo rádio)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Denílson! Então, eu começaria com o Moisés, substituindo-o no segundo tempo. Quanto ao Melo, concordo... se fosse pra entrar já deveria ter aproveitado essa última rodada pra dar ritmo. Prefiro Bruno Henrique e TS ou mesmo Arouca, que já fez reestreia.
      Na frente, considero normais essas falhas do Borja e do Dudu, isso é normal de quem tenta bastante e tbm decidiram no segundo gol. O negócio é aproveitar o entrosamento Keno/ Borja, fechar a defesa com um volante de contenção e usar o banco nos momentos certos. E vamo q vamos!
      Como dizia saudoso FIORI GIGLIOTTE... Agueeeeeenta coração!!!!!

      Excluir
  2. Esse time sempre amarela nos momentos decisivos. Foi assim contra Ponte, Barcelona e Cruzeiro duas vezes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O curintcha que o diga né... veremos ao final do campeonato.

      Excluir